Baião de Dois

Todo mundo sabe que o arroz e o feijão formam o par perfeito do Brasil, uma dupla imbatível na preferência dos brasileiros. E no Ceará aconteceu o casamento feliz, uma união mais que perfeita: o Baião de Dois.

Todo o sucesso dessa união vem do seu valor nutritivo. A união do arroz e feijão produz uma química que extrapola apenas o sabor para formarem uma perfeita e saudável combinação protéica.

Está aí o segredo dessa dupla permanecer como a protagonista na cozinha brasileira.

O arroz com o feijão se completam, o que falta em um, o outro fornece. Os grãos de arroz contêm metionina, um aminoácido deficiente no feijão, e os de feijão contém lisina, aminoácido deficiente no arroz.

Voltando à nossa dupla famosa, ela é a comida básica dos brasileiros, e ainda traz um sentido unificador, representando a união do branco com o preto.

O termo “baião”, que deu origem ao nome do prato, designa uma dança típica do nordeste, por sua vez derivada de uma forma de lundu, chamada “baiano”. A origem do termo ganhou popularidade com a música Baião de Dois, parceria do compositor cearense Humberto Teixeira com o “Rei do Baião”, o pernambucano Luís Gonzaga, na metade do século XX.

A história do baião de dois é do tempo das dificuldades das pessoas do sertão no período da seca, em que não podiam estragar nada; assim, uniram o arroz, o feijão, o queijo de coalho, a carne de sol, a manteiga de garrafa e criaram um prato só. E assim estava pronto o Baião de Dois, que sempre foi fundamental para dar sustento aos vaqueiros.

Por ser um prato saborosíssimo, em função da composição de seus ingredientes, ganhou projeção nacional e hoje pode ser saboreado em vários estados brasileiros, principalmente do nordeste do país.

A receita de hoje é a mais próxima possível da original, uma vez que houve muitas adaptações regionais. Seus ingredientes podem ser encontrados em alguns supermercados de todo o Brasil, bem como nas famosas “Casa do Norte”, espalhadas por várias cidades.

Eu, particularmente, sou fã desse prato especialíssimo!!

Baião de Dois

Ingredientes

1/4 xícara (chá) de azeite
1 colher (sopa) de manteiga de garrafa
2 xícaras (chá) de toucinho defumado em cubos
1/2kg de carne de sol dessalgada e cortada em cubinhos
1 cebola picada
6 dentes de alho picados
4 xícaras (chá) de feijão de corda (ou feijão verde) cozido
2 xícaras (chá) de arroz cozido
2 garrafinhas de leite de coco
sal a gosto
1 pimenta dedo-de-moça (sem sementes) picadinha
2 e 1/2 xícaras (chá) de queijo coalho ralado grosso
1 maço de cebolinha picada

Modo de preparo

Em uma panela grande, refogue o toucinho cortado em cubinhos no azeite e na manteiga, deixando-o bem dourado. Em seguida, coloque a carne de sol, fritando bem.

Acrescente a cebola e o alho, sem parar de mexer. Adicione o feijão (sem o caldo), misturando bem. Acrescente o arroz e o leite de coco, e mexa tudo muito bem.

Tampe e deixe cozinhar até o leite de coco reduzir bastante. Acerte o sal, e coloque a pimenta picadinha.

Espalhe o queijo de coalho (se não quiser ralar o queijo, pode cortá-lo em lascas largas) por cima, tampe a panela e deixe em fogo baixo até derreter o queijo. Na hora de servir, coloque a cebolinha por cima e regue com manteiga de garrafa* aquecida.

E bom apetite!!!

* A manteiga de garrafa é um tipo de manteiga regional produzida no Nordeste brasileiro que, dependendo da região específica de produção, recebe outras denominações tais como manteiga de gado, manteiga da terra ou manteiga de cozinha.
A manteiga de garrafa se mantém fluida em temperatura ambiente ou quando aquecida, mas que endurece na geladeira. É mais durável do que a manteiga comum.

By Joe.

About these ads

3 Respostas to “Baião de Dois”

  1. rosiane pereira maia Says:

    bom a comida ate que pareçe meio nojenta pela imagens mas se tirasse o feijão (ECA) conçertesa ficaria mais gostoso eu ia adorar mas o feijão (ECA) que atrapaljou tudoooooooo masa ate que ela é bem criatica essa receita mas o nome hunnn nbem me fale… kkk baiao de dois kkkkk heu eh

    Curtir

  2. Acho que daria mais sabor ainda no baião de dois com o feijão levando manteiga de garrafa.

    Curtir

  3. marcos Alves Says:

    comida regional do nordeste,um prato gratronomico rico e saboroso

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.722 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: