Arquivo para Vitórias

Para ser mais feliz

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 19/12/2012 by Joe

Dont't worry, be happy

Seja ético. A vitória que vale a pena é a que aumenta sua dignidade e reafirma valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta o desejo de vingança.

Estude sempre e muito. A glória pertence àqueles que têm um trabalho especial para oferecer.

Acredite sempre no amor. Não fomos feitos para a solidão. Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você. Caso tenha se separado, curta a dor, mas se abra para outro amor.

Seja grato(a) a quem participa de suas conquistas. O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados.

Eleve suas expectativas. Pessoas com sonhos grandes obtém energia para crescer. Os perdedores dizem: “isso não é para nós”. Os vencedores pensam em como realizar seu objetivo.

Curta muito a sua companhia. Casamento dá certo para quem não é dependente. Aprenda a viver feliz, mesmo sem homem/mulher ao lado. Se não tiver com quem ir ao cinema, vá com a pessoa mais fascinante: você!

Tenha metas claras. A história da humanidade é cheia de vidas desperdiçadas: amores que não geraram relações enriquecedoras, talentos que não levaram carreiras ao sucesso, etc. Ter objetivos evita desperdícios de tempo, energia e dinheiro.

Cuide bem do seu corpo. Alimentação, sono e exercícios são fundamentais para uma vida saudável. Seu corpo é seu templo. Gostar da gente deixa as portas abertas para os outros gostarem também.

Declare o seu amor. Cada vez mais devemos exercer o nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor). Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais.

Amplie os seus relacionamentos profissionais. Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos.

Seja simples. Retire da sua vida tudo o que lhe dá trabalho e preocupação desnecessários.

Não imite o modelo masculino do sucesso. Os homens fizeram sucesso à custa de solidão e da restrição aos sentimentos. O preço tem sido alto: infartos e suicídios. Sem dúvida, temos mais a aprender com as mulheres do que elas conosco. Preserve a sensibilidade feminina – é mais natural e mais criativa.

Tenha um orientador. Viver sem é decidir na neblina, sabendo que o resultado só será conhecido quando pouco resta a fazer. Procure alguém de confiança, de preferência mais experiente e mais bem sucedido, para lhe orientar nas decisões, caso precise.

Jogue fora o vício da preocupação. Viver tenso e estressado está virando moda. Parece que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. Bobagem! Defina suas metas, conquiste-as e deixe as neuras para quem gosta delas.

O amor é um jogo cooperativo. Se vocês estão juntos é para jogar no mesmo time.

Tenha amigos vencedores. Aproxime-se de pessoas com alegria de viver.

Diga adeus a quem não o(a) merece. Alimentar relacionamentos que só trazem sofrimento é masoquismo, é atrapalhar sua vida. Não gaste vela com mau defunto. Se você estiver com um marido/mulher que não esteja compartilhando, empreste, venda, alugue, doe. E deixe o espaço livre para um novo amor.

Resolva! A mulher ou o homem deste novo milênio vai limpar de sua vida as situações e os problemas desnecessários.

Aceite o ritmo do amor. Assim como ninguém vai empolgadíssimo todos os dias para o trabalho, ninguém está sempre no auge da paixão. Cobrar de si e do outro viver nas nuvens é o começo de muita frustração.

Celebre as vitórias. Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas. Grite, chore, encha-se de energia para os desafios seguintes.

Perdoe! Se você quer continuar com uma pessoa, enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também.

Arrisque! O amor não é para covardes. Quem fica à noite em casa, sozinho, só terá que decidir que pizza pedir. E o único risco será o de engordar.

Tenha uma vida espiritual. Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer. Reze antes de dormir. Faz bem ao sono e a alma. Oração e meditação são fontes de inspiração.

By Roberto Shinyashiki.

Quem acusa, confessa!

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 03/07/2012 by Joe

Quando digo que nos deparamos com nosso espelho, você pode pensar que significa encontrar alguém que se pareça fisicamente ou que tenha a forma de pensar semelhante à sua. Na verdade, é muito mais do que isso. Muitas vezes, olhamos para alguém que nos irrita e a criticamos mentalmente sem saber que, de alguma forma, temos algo em comum com ela.

Já incomodei muita gente ao afirmar isso, pois é uma situação que gera resistência nas pessoas. Fui profundamente honesta comigo mesma para encarar essa verdade, pois quando conheci o Jogo da Projeção, tive o desejo sincero de mudar para melhor. Toda vez que ficamos irritados, magoados ou incomodados com a presença ou atitude de uma pessoa, significa que estamos, inconscientemente, identificando-nos com as atitudes dela.

Com certeza, existe em nosso interior algo semelhante ao que vemos no outro, mas por mecanismos de defesa, o inconsciente não permite que percebamos, por não estarmos preparados para aceitar mudanças de padrões e nem queremos renunciar às velhas maneiras de viver. Muitos alunos meus já me perguntaram por que o ser humano esconde-se de si mesmo, enxergando somente problemas nos outros.

Qual o motivo dessa cegueira de si mesmo e porque a resistência tão rígida em aceitar a realidade da projeção? Não seria muito melhor descobrir em si mesmo as coisas que não agradam e mudar o comportamento? Veja bem: se possuímos uma mente inconsciente, capaz de esconder da consciência 95% das situações da vida, é por causa da falta de treinamento do próprio ser humano em lidar com perdas.

As pessoas sentem uma necessidade instintiva de viver em grupos, de juntar bens e de depender emocionalmente de outras pessoas. Da mesma forma que uma pessoa mantém a compulsão alimentar para sanar carências e ansiedades, também lutamos para conquistar o máximo de matéria para sentir o prazer da vitória e do poder.

Enquanto você não praticar a meditação corretamente, abrindo os portais de energia para sentir a coragem, a paz, o desapego e o amor incondicional, estará constantemente sentindo-se ameaçado pelas sensações de perdas materiais e de pessoas queridas.

Poucas pessoas estão prontas para mudar seu próprio comportamento sem ficarem preocupadas se os outros estão mudando também.

Na verdade, a maioria das pessoas sempre tenta transformar os outros, mas não presta atenção na sua própria conduta, alegando que somente quando fulano mudar seu jeito de ser é que poderá ser feliz.

Ninguém muda ninguém. Isso é pura ilusão. Uma prova concreta de projeção é quando tentamos mudar o comportamento de alguém de acordo com as nossas expectativas. Na realidade, essa necessidade de enquadrar o outro de acordo com os preceitos esconde o medo de mudar a si mesmo.

O incômodo ou inquietude inconsciente que cada pessoa sente quando precisa mudar a si mesma está relacionado ao grau de apego a padrões, crenças e métodos rígidos de viver. Quando descobrimos algo inflexível em nós e tentamos ser mais maleáveis, pode acontecer de cairmos no outro extremo e anularmo-nos. Não é fácil encontrar o caminho do meio, mas o treinamento e a disciplina pessoal levam-nos a ele.

Inconscientemente, só mudamos em nosso comportamento aquilo que não irá causar danos ao nosso sistema de vida. Mas a maturidade, e não a idade, faz com que aprendamos a ceder sem anulação, a ouvir sem irritação e a falar sem agressão.

O mundo que vejo à minha frente não é o mesmo que se apresenta para o meu vizinho.

Enxergamos através de uma espécie de filtro que criamos na mente desde o nosso nascimento. Esses filtros são velhos padrões mentais que atuam sobre nossos julgamentos. São tão reais e palpáveis que não conseguimos questioná-los.

Se acontecer uma briga de um grupo de pessoas e ao redor outros estiverem assistindo, todos saberemos que cada um dos envolvidos terá uma versão completamente diferente dos outros. É a ação desse filtro, convenientemente adicionado às ilusões e discórdias.

Você está preparado para admitir que é totalmente responsável por seus problemas? E que se as pessoas o aborrecem, sejam familiares ou estranhos, é porque é você quem precisa mudar para melhor e não eles?

Por mais evidente que seja uma ocorrência e que o juiz decrete uma pena ao infrator, mesmo assim devemos compreender que ninguém lesa ninguém se esses não estiverem vibrando na mesma frequência e, portanto, com energias semelhantes.

Compreendeu como funcionamos em nossos jogos inconscientes e o quanto precisamos entender que o mundo visível é apenas uma ilusão? Não estou dizendo que não devemos trabalhar, ganhar dinheiro, conquistar um amor, viajar, conhecer pessoas e comer coisas gostosas. Estou querendo mostrar que precisamos aproveitar tudo isso e, ao mesmo tempo, ter consciência de que existem infinitos caminhos para sermos felizes.

O apego às vitórias e conquistas escraviza-nos; o desapego e o amor libertador traz paz de espírito e tranquilidade para continuarmos a vida. Sou também professora de educação física, gosto de cantar, dançar, caminhar, pedalar, viajar, mergulhar, mas nem por isso ficarei infeliz senão puder viver essas emoções por um bom tempo.

Devemos sincronizar nosso ritmo mental e espiritual com a intuição e aceitar as mudanças de rumos que nos são colocadas, de tempos em tempos, em função das nossas atitudes passadas, percebendo que nossas insatisfações são apenas um sinal que precisamos melhorar.

Crie novos planos e metas, mas viva o aqui e o agora. É preciso olhar o mundo sabendo que estamos de passagem. Construa algo, por menor que seja, que possa ajudar os seres humanos que ainda estão para chegar a este mundo. Brinque mais, pratique mudanças internas e liberte-se dos apegos.

Só assim sentirá orgulho de si mesmo. Saiba que vale a pena lutar para ser uma pessoa melhor. O retorno que a vida nos dá é do tamanho do nosso merecimento. Lembre-se que o mecanismo de projeção também se aplica às qualidades das pessoas. Quando você admira sinceramente alguém, significa que você também possui essa qualidade.

By Cristina Cairo, em “Lei da Projeção – A Cura pela Meditação”.

Lixos existenciais

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/06/2012 by Joe

Se é verdade que a cada dia basta sua carga, por que então teimamos em carregar para o dia seguinte nossas mágoas e dores?

Há ainda os que carregam para a semana seguinte, o mês seguinte e anos afora… Nos apegamos ao sofrimento, ao ressentimento.

Como nos apegamos a essas coisinhas que guardamos nas nossas gavetas, sabendo inúteis, mas sem coragem para jogar fora. Vivemos com o lixo da existência, quando tudo seria mais claro e límpido com o coração renovado.

As marcas e cicatrizes ficam para nos lembrar da vida, do que fomos, do que fizemos e do que devemos evitar. Não inventaram ainda uma cirurgia plástica da alma, onde podem tirar todas as nossas vivências e nos deixar como novos.

Ainda bem!!!

Não devemos nos esquecer do nosso passado, de onde viemos, do que fizemos, dos caminhos que percorremos.

Não podemos nos esquecer de nossas vitórias, nossas quedas e nossas lutas. Menos ainda das pessoas que encontramos, essas que direcionaram nossas vidas, muitas vezes sem saber.

O que não podemos é carregar dia-a-dia, com teimosia, o ódio, o rancor, as mágoas, o sentimento de derrota e o ressentimento.

Acredite ou não, mas perdoar a quem nos feriu dói mais na pessoa do que o ódio que podemos sentir durante toda uma vida!

As mágoas envelhecidas transparecem no nosso rosto e nos nossos atos e moldam nossa existência.

Precisamos, com muita coragem e ousadia, abrir a gaveta do nosso coração e dizer:

– “Eu não preciso mais disso, isso aqui não me traz nenhum benefício!”

E quando só ficarem a lembrança das alegrias, do bem que nos fizeram, das rosas secas, mas carregadas de amor, mais espaço haverá para novas experiências, novos encontros.

Daí seremos mais leves, mais fáceis de ser carregados, mesmo por aqueles que já nos amam.

Não é a expressão do rosto que mostra o que vai no coração? De coração aberto e limpo nos tornamos mais bonitos e atraentes e as coisas boas começam a acontecer.

Luz atrai, beleza atrai.

Tente a experiência!!!

Sua vida é única e você é único, sua vida merece que, a cada dia, você dê uma chance para que ela seja plena e feliz.

By Leticia Tompson.

Meias medidas

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/02/2012 by Joe

Uma coisa pela metade não chega a ser UMA coisa. É meia.

Meio automóvel não chega a ser um automóvel e, por mais que você queira ou por mais combustível que coloque no tanque, ele não vai levar você para a direção desejada. Ficará parado e, portanto, falhará.

Meio avião não voará, por mais fé que você tenha, por mais dinheiro que sua conta bancária mostre ou por maior que seja o apoio popular que você possua. Meio avião simplesmente não chega a ser um avião inteiro e, portanto, não sairá da pista. Seu vôo falhará.

Meia receita de bolo não fará um bolo inteiro, por melhor que seja a receita, o forno ou a cozinheira.

Se parece tão elementar que meio de algo não chega sequer a ser uma unidade, como você espera ter sucesso em qualquer coisa em sua vida dedicando-se pela metade? Quando observo minha própria biografia, vejo que a maior parte das minhas quedas aconteceram quando quebrei esta regra.

Aqueles de nós que acreditam que possam se comprometer pela metade, mantendo “um pé na canoa e outro no cais”, ou que preferem ficar “em cima do muro”, simplesmente não conseguirão atingir suas metas de vida.

“Meias medidas perdem todas as guerras”, já disse Napoleão. Isso não significa que medidas inteiras vençam todas as guerras, já que o oponente também pode estar se dedicando de corpo e alma. Mas, se qualquer um dos dois estiver comprometido pela metade, vence o que se comprometeu por inteiro, que luta mais, que busca mais, que se atira de cabeça à batalha com o cérebro, o coração e a paixão.

Vence a corrida o carro que tiver todos os cilindros funcionando no máximo de sua força, com o melhor motorista e a maior vontade. Ayrton Senna não era o único piloto a ter um carro excelente, mas os carros excelentes pilotados por Ayrton Senna tinham ao volante o melhor piloto. O mais dedicado e apaixonado pelo que fazia. Essa era a diferença. O comprometimento.

Comprometimento total traz vitórias arrasadoras!

O número estatisticamente absurdo de vezes nas quais a bandeira do Brasil era levantada nas provas de Fórmula 1, pelos braços de Senna, esmaga qualquer um que defenda as “meias medidas”.

Há, ao seu lado, pessoas comprometidas pela metade. Olhe-as…

São aquelas que fazem o mínimo necessário para não perderem o emprego, para não perderem a esposa (ou o marido), para não perderem o ano escolar. São os mestres do 50%, da nota “C”, da estratégia mais vulgar que existe para se esconder: ficando somente na metade de tudo, se comprometendo com o casamento somente a ponto de “ir levando”, ou que passam quatro anos na faculdade, de uma festa para outra.

Você pode enganar o sistema social, mas você não pode enganar as leis naturais. Não existe lugar no universo onde metade de algo seja um inteiro. Acostume-se a viver a vida por inteiro, não pela metade.

Meias medidas vão enganar você. Meias medidas não são as mais seguras, mas sim o caminho para a mediocridade. São o caminho para o fracasso no trabalho, nos relacionamentos, na vida pessoal e na vida das empresas de qualquer ramo de atividade.

Sua vida é um avião. Seu casamento é um avião. Sua carreira profissional é um avião. Sua empresa é um avião. Você, realmente, acredita que vai conseguir levantar vôo com qualquer destes aviões pela metade?

Afaste-se, enquanto é tempo, de qualquer pessoa especializada em viver pela metade. Procure e fique ao lado dos que se comprometem por inteiro. Daqueles que são apaixonados pelo que começam e apaixonados pelo que terminam. Estar com estas pessoas vai ajudar você a tornar-se uma delas.

Libere a paixão que existe em você.

Meias medidas perdem todas as guerras. Pare de taxiar na pista da vida.

Escolha a melhor opção e entregue-se com fé à ela.

Nada é mais poderoso do que a fé … usada na direção certa.

By Aldo Novak.

Sucesso e fracasso são temporários

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 20/07/2011 by Joe

Sucesso e fracasso são temporários; o que permanece é a competência!

Não se assuste com a afirmação acima, ela é a mais pura verdade. Todos queremos ter sucesso e lutamos para não fracassar. Não existe nada de errado nisso, mas achar que a vida pessoal ou profissional vai sempre caminhar linearmente é besteira.

Hoje a turbulência do mercado de trabalho só nos deixa uma certeza: a de que nada é definitivo. Ou você ainda pensa que obedecer o chefe é o caminho da felicidade? O ser humano que procurava criar novas possibilidades, se antes era relegado a segundo plano, a partir do ano 2000 emerge como uma mina de ouro para as empresas.

O sucesso é a soma de competência e talento com ação. Imaginar ser um Bill Gates é maravilhoso, melhor ainda é colocar o sonho em prática. Você pode fracassar uma vez, pode cair duas, porém, focando sempre seu objetivo e conquistas (mesmo que venham em gotas), conseguirá alcançar o pódio. Para ter sucesso é preciso ser um empreendedor. Aqui vão algumas dicas para que você possa se tornar uma pessoa desse time:

1- Sucesso não é feito durante o expediente.

Ele é construído à noite, quando você faz um curso, lê, estuda. Vencer na carreira será consequência deste esforço. Planejar e realizar os projetos é fundamental para seu sucesso. E depende de estudo, pesquisa. Hoje, fazer pós graduação já não é mais um diferencial, e sim uma “obrigação” de qualquer profissional que está no mercado. Para ser muito bom tem que fazer mais. Cada vez mais o sucesso está ligado ao processo de aprendizado e da educação. Portanto, nunca pare.

2- Aceite ser o pior aluno da classe.

Fazer um curso sobre o qual não entende muito não é um problema e sim uma solução. Pense que no final do curso você estará dominando um assunto sobre o qual, até então, era um peixe fora d’água. Um profissional de recursos humanos, fazendo um curso de planejamento financeiro, com certeza se sentirá inferiorizado, assim como alguém da área de finanças se sentirá perdido num curso sobre relações humanas. Não importa, o que conta é que passados seis meses, um ano, ele agregará muito valor ao seu potencial. Quebre a cabeça nos trabalhos, não tenha vergonha de perguntar. É desta forma que se aprende. Melhorar o potencial é “somar” cada vez mais capacidades, e isto só pode acontecer adquirindo, absorvendo novidades.

3- Aceite ser um tolo.

Hoje, nas escolas, existem dois tipos de alunos: o tolo e o esperto. Quando você faz uma pós, um curso de especialização ou seja lá o que for, mesmo que seus colegas queiram assinar o trabalho que você fez sozinho, aceite e faça mais do que o professor pediu. Surpreenda-o. Aceite pesquisar sozinho, deixe os espertos assinarem, agregue conhecimento. Se a sua empresa está implantando um programa de qualidade total e as reuniões têm de ser fora do expediente, seja tolo, fique na reunião, não faça como os espertos, não vá para casa. Cada vez mais, dar algo além do combinado fará a diferença.

4- Trabalhe com campeões.

Os campeões vão ensinar você a ser um campeão. Os medianos vão te ajudar a “quebrar galhos”, “apagar incêndios”. O campeão vai exigir que você seja sempre melhor, ele vai te motivar. Fazer você buscar sempre mais, ser o melhor. Um importante consultor de marketing sempre fala da importância do cavalo, ou seja, não adianta você ser um bom jóquei se está montando um cavalo pangaré. Não adianta ser só competente. A empresa, o local de trabalho também tem que ” ter competência”, são elas que irão investir no seu potencial. Seu talento só será desenvolvido ao trabalhar com os campeões, por isso, não perca tempo com os “mais ou menos”.

5 – Tenha metas claras.

A história da humanidade é uma coleção infinita de vidas desperdiçadas. Amores que não criam relacionamentos gratificantes, talentos que não se transformam em carreiras de sucesso. Os seus objetivos vão ajudar a manter o foco e evitar o desperdício de tempo, energia e dinheiro.

6 – Eleve as suas expectativas.

Os campeões sempre querem escalar a próxima montanha. Acomodação é sinal de pré-falência; pessoas com sonhos grandes olham para o futuro e criam energia para crescerem. Os perdedores dizem: “isso não é para nós”. Os vencedores procuram uma forma de realizar o seu objetivo. Comemore cada vitória, mas no dia seguinte parta para uma nova viagem.

7 – Tenha um orientador.

Viver é ter de decidir no meio da neblina, com a consciência de que o resultado das nossas decisões vai ser conhecido somente quando pouco restar a ser feito. Procure alguém de confiança, de preferência mais experiente e bem sucedido, para lhe orientar nos momentos de indecisão.

8 – Pague o preço do seu sonho.

Sonhar é o primeiro passo, porém, depois do sonho vem o trabalho. Ninguém consegue nada de graça na vida. O pódium é daqueles que aprendem a lutar por suas metas. É muito melhor investir no sacrifício da realização do que administrar a eterna dor da frustração.

9 – Amplie os seus relacionamentos profissionais.

Os amigos são a melhor referência em um momento de crise e a melhor fonte de oportunidades no momento de expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos. Invista em seu networking.

10 – Aprenda a trabalhar em velocidade.

O ritmo do mundo só vai acelerar. Você já observou como as pessoas sobem e descem a um ritmo frenético? Quem aprender a produzir sob pressão vai levar uma vantagem infinita.

11 – Seja organizado e planeje bem antes de iniciar a mudança.

Os arquitetos gostam muito de conhecer bem as pessoas, discutir muito o projeto antes de iniciar a obra. Fazer tudo de supetão leva a um desgaste desnecessário. A melhor ação é sempre a análise consistente do novo projeto de vida.

12 – Celebre as vitórias.

Compartilhe seu sucesso com pessoas queridas. Mesmo as pequenas conquistas devem ser celebrada com alegria. Grite, chore, encha-se de energia para os próximos desafios.

13 – Realize.

Estabeleça um objetivo e parta para a ação. Ficar imaginando como seria bom ver seu sonho realizado não vai torná-lo realidade. Planejar e cumprir o passo-a-passo é que permitirá o sucesso da empreitada.

14 – Relacione-se.

Relacionar-se com as pessoas é uma das qualidades mais exigidas de um profissional, pois é convivendo que aprendemos a compreender e ajudar. Duas características que todos os líderes devem ter de sobra.

15 – Delegue.

Confiar no parceiro com o qual trabalha é a grande virtude de um líder; só assim os dois poderão crescer dentro da empresa. Se você não treinar alguém para o seu cargo, permanecerá onde está para sempre, pois ninguém saberá fazer melhor do que você. Para subir é necessário delegar.

16 – Seja utópico e lute pela sua utopia.

Já pensou a vida sem o avião? Se Santos Dumont não acreditasse em sua utopia é provável que esse instrumento tão comum ainda não fizesse parte de nosso cotidiano. Portanto, acredite na sua utopia e mãos à obra.

By Roberto Shinyashiki, psiquiatra e consultor organizacional, autor de diversos livros.

Para o resto de nossas vidas

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/04/2011 by Joe

Existem coisas pequenas e grandes coisas que levaremos para o resto de nossas vidas. Talvez sejam poucas, quem sabe sejam muitas. Depende de cada um, depende da vida que cada um de nós levou. Levaremos lembranças, coisas que sempre serão inesquecíveis para nós, coisas que nos marcarão, que mexerão com a nossa existência.

Provavelmente iremos pela vida afora colecionando essas coisas, colocando em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante, cada momento que interferiu nos nossos dias e que deixou marcas.

Marcas … umas serão mais profundas, outras superficiais, porém todas com algum significado. Serão detalhes que guardaremos dentro de nós e que se contarmos para outros talvez não tenha a menor importância, pois só nós saberemos o quanto foi incrível vivê-los.

Poderá ser uma música, quem sabe um livro, talvez uma poesia, uma carta, um Natal, uma viagem, uma frase que alguém tenha nos dito num momento certo. Quem sabe uma amizade incomparável, um sol que foi alcançado após muita luta, algo que deixou de existir por puro fracasso.

Pode ser simplesmente um instante, um olhar, um sorriso, um perfume, um beijo. Para o resto de nossas vidas levaremos pessoas guardadas dentro de nós. Umas porque nos dedicaram um carinho enorme, outras porque foram o objetivo do nosso amor. Outras ainda por terem nos magoado profundamente.

Lá na frente é que poderemos realmente saber a qualidade de vida que tivemos. Bem lá na frente é que poderemos avaliar do que exatamente foi feita a nossa vida, se de amor ou de rancor, se de alegrias ou tristezas, se de vitórias ou derrotas, se de ilusões ou realidades.

Pense sempre que hoje é só o começo de tudo isso. Que se houver algo errado, ainda está em tempo de ser mudado, e que o resto de nossas vidas, de certa forma, ainda está em nossas mãos.

Texto atribuído a Linartt Vieira.

O que valeu a pena hoje?

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/10/2010 by Joe

Paulo Mendes Campos, em uma de suas crônicas reunidas no livro “O Amor Acaba”, diz que devemos nos empenhar em não deixar o dia partir inutilmente.

Eu tenho isso, há anos, como lema.

É pieguice, mas antes de dormir, quando o dia que passou está dando o prefixo e saindo do ar, eu penso: o que valeu a pena hoje? Sempre tem alguma coisa. Uma proposta de trabalho. Um telefonema. Um filme. Um corte de cabelo que deu certo. Até uma briga pode ter sido útil, caso tenha iluminado o que andava escuro dentro da gente.

Já, para algumas pessoas, ganhar o dia é ganhar mesmo: ganhar um aumento, ganhar na loteria, ganhar um pedido de casamento, ganhar uma licitação, ganhar uma partida de jogo.

Mas para quem valoriza apenas as mega-vitórias, sobram centenas de outros dias em que, aparentemente, nada acontece e, geralmente, são essas pessoas que vivem dizendo que a vida não é boa, e seguem cultivando sua angústia existencial, mesmo já tendo seu super apartamento, sua bela esposa, seu carro do ano e um salário aditivado.

Nas últimas semanas meus dias foram salvos por detalhes.

Uma segunda-feira valeu por um programa de rádio que fez um tributo aos Beatles e que me arrepiou.

Na terça meu dia não foi em vão porque uma pessoa que amo muito recebeu um diagnóstico positivo de uma doença que poderia ser mais séria.

Na quarta o dia foi ganho porque o aluno de uma escola me pediu para tirar uma foto com ele.

Na quinta uma amiga que eu não via há meses ligou me convidando para almoçar.

Na sexta o dia não partiu inultilmente, só por causa de um cachorro-quente delicioso.

E assim correm os dias, presenteando a gente com uma música, um crepúsculo, um instante especial que acaba compensando 24 horas banais.

Claro que tem dias que não servem pra nada, dias em que ninguém nos surpreende, o trabalho não rende e as horas se arrastam, sem falar naqueles dias em que tudo dá errado: batemos o carro, perdemos um cliente e o encontro da noite é desmarcado.

Pois estou pra dizer que até a tristeza pode tornar um dia especial, só que não ficaremos sabendo disso na hora, e sim lá adiante, naquele lugar chamado futuro, onde tudo se justifica.

É muita condescendência com o cotidiano, eu sei, mas não deixar o dia de hoje partir inutilmente é o único meio de a gente aguardar com entusiasmo o dia de amanhã …

By Martha Medeiros.

%d blogueiros gostam disto: