Arquivo para Visão

Desilusões

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/09/2015 by Joe

DesilusõesNa vida todos nós enfrentamos desilusões.

Nos decepcionamos com amigos, parentes, e até conosco mesmo. Nos desiludimos quando vemos um sonho se transformar em pesadelo, um alvo se transformar numa miragem bem distante, um desejo desaparecer como uma neblina…

A desilusão dói, como um ferimento. Atinge a qualquer um, sem exceção…

Mas o importante é saber que novos sonhos podem ser sonhados, e que um novo dia certamente amanhecerá.

Fomos criados por Deus com a incrível capacidade de nos recuperarmos. Fomos feitos com a capacidade de sair das cinzas para a glória, do nada para o tudo, da derrota para a vitória.

Como a águia, temos dentro de nós o desejo de voar grandes alturas, portanto também acima das desilusões.

Cada desilusão é um convite a um novo sonho, a uma nova visão da vida.

É um convite a um novo desafio, a um novo caminho!

Vamos lá! Sonhar sonhos mais lindos, voar acima das nuvens!!

Desconheço a autoria.

Anúncios

Corrupção

Posted in Atualidade with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/08/2015 by Joe

Corrupção

O pensamento a seguir é de autoria da filósofa russo-americana Ayn Rand, judia, fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920, mostrando uma visão com conhecimento de causa.

Será que nos lembra de alguma sociedade mais moderna?

Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada;

Quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores;

Quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você;

Quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em autosacrifício…

Então, poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada!

By Ayn Rand.

Malandragem!

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/08/2015 by Joe

Religiões

A maioria da pessoas prefere jogar a responsabilidade toda sobre suas dificuldades e falta de visão sobre o poder que elas têm, a Deus, ao destino, aos astros, à numerologia, à sorte e a uma infinidade de coisas fora delas! Ficam esperando sempre por um milagre externo, coisa que não existe!

O verdadeiro milagre é sempre interno, provem da força que imprimimos aos nossos desejos. Até mesmo Jesus nos ensinou diversas lições sobre isso quando dizia: “Não eu, mas a tua fé te curou“, “Peça e será atendido!“, “Tu podeis tanto ou até mais que eu!“, etc. Vejam quantas lições mostrando que a força está dentro de cada um de nós!

Infelizmente, também, alguns poucos espertinhos tomaram para si essas lições e saíram pregando que só conseguiremos obter as coisas se for dentro de um templo ou outro lugar desse tipo!

E as pessoas também são muito contraditórias, pois dizem acreditar em Jesus, mas não aceitam como verdadeiras suas lições e se entregam nas mãos de uns malandros!

E, como eu digo sempre, o homem não quer Deus; o homem quer o milagre!

Pensem nisso! Pensem!

By Joemir Rosa.

Palavras

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/03/2015 by Joe

Palavras

Palavras não são apenas palavras. Elas têm disposição de ânimo, climas próprios.

Quando uma palavra se aloja dentro de você, ela traz um clima diferente à sua mente, uma abordagem diferente, uma visão diferente. Chame a mesma coisa de um nome diferente e perceberá: algo fica imediatamente diferente.

Existem as palavras dos sentimentos e as palavras intelectuais. Abandone cada vez mais as palavras intelectuais, use cada vez mais palavras dos sentimentos.

Existem palavras políticas e palavras religiosas. Abandone as palavras políticas.

Existem palavras que imediatamente criam conflito. No momento em que você as pronuncia, surgem discussões. Assim, nunca use uma linguagem lógica e argumentativa. Use a linguagem do afeto, do carinho, do amor, para que não surja discussão alguma.

Se você começar a ficar consciente disso, perceberá uma imensa mudança surgindo. Se você estiver um pouco alerta na vida, muitas infelicidades poderão ser evitadas.

Uma única palavra pronunciada na inconsciência pode criar uma longa corrente de aflição. Uma leve diferença, apenas uma virada muito pequena, e isso cria muita mudança.

Você deveria ser muito cuidadoso e usar as palavras quando absolutamente necessário. Evite palavras contaminadas. Use palavras arejadas, não controversas, que não são argumentos, mas apenas expressões de suas impressões. Se você puder se tornar um especialista em palavras, toda a sua vida será totalmente diferente.

Se uma palavra trouxer infelicidade, raiva, conflito, dor ou discussão, abandone-a. Qual é o sentido de carregá-la? Substitua-a por algo melhor.

O melhor, às vezes, é o silêncio, depois é o canto, a poesia, o amor.

By Osho.

Mapas não são territórios!

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/02/2015 by Joe

blue contact

Cada um de nós enxerga o mundo que nos rodeia de acordo com suas crenças, valores, identidade, experiências, etc. Isto é o que chamamos de mapa pessoal. É a forma como vemos o território! Como cada ser humano é único, podemos deduzir que cada um tem seu próprio mapa!

Agora, imaginem vocês como isso pode ser problemático, na medida em que fica complicado sintonizar dois ou mais mapas. Na verdade, não vivemos na realidade (território), mas numa representação pessoal dela.

A visão que temos do mundo acaba sendo subjetiva, em função dessas crenças, valores, cultura, identidade, conceitos (e pré conceitos), experiências que são como filtros de observação e que, muitas vezes, nos embaçam os olhos para o território.

Atuamos sobre a realidade do outro a partir da nossa própria percepção pessoal, ou seja, nos guiamos pelo mundo através dos nossos mapas… porém, esquecemos que o mapa não é o território!

E é daí que advém os conflitos, os problemas de comunicação que tanto causam distorções nos relacionamentos, tantos mal entendidos, incompreensões, brigas.

Tudo porque alucinamos que o outro possui o mesmo mapa que nós… o que não é verdade!

Pense nisso quando idealizar uma pessoa, quando tiver que tratar de assuntos mais sérios com outras pessoas, ou mesmo quando tiver algum pré-conceito sobre algo, uma ideia, um fato, uma pessoa!!

O seu mapa não é o território!

By Joemir Rosa.

Você está preparado?

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 02/12/2014 by Joe

Você está preparado

Uma vez uma companhia enviou um vendedor de sapatos a uma cidade na África aonde ele nunca tinha vendido. Ele era um dos vendedores mais antigos e experientes, e esperavam grandes resultados.

Logo após sua chegada à África, o vendedor escreveu para a companhia dizendo:

– “É melhor eu voltar. Aqui ninguém usa sapatos”.

Voltou.

A companhia decidiu, então, enviar outro vendedor que não possuía muita experiência, mas era dotado de grande entusiasmo. A companhia achava que ele seria capaz de vender alguns pares de sapatos. Poucos dias depois de sua chegada, ele enviou um telegrama urgente para a firma dizendo:

– “Por favor, enviem todos os sapatos disponíveis. Aqui ninguém usa sapatos!”

Uma oportunidade de negócio – ou pessoal – pode surgir a qualquer momento para cada um de nós. A pergunta é:

– “Você está preparado para percebê-la?”

Muitas vezes nos queixamos da vida, culpamos terceiros pelos nossos infortúnios, dizemos que não temos sorte e outras coisas mais. Mas não aprendemos uma frase que um autor sempre diz:

– “Sorte é quando preparação encontra oportunidade”.

Você precisa se preparar a cada dia para, quando uma oportunidade surgir, possa agarrá-la e não soltá-la mais. É como um atleta que vai correr a São Silvestre e não se prepara devidamente: não vai conseguir nem terminar o percurso.

Preparação envolve várias coisas: estudo, pesquisa, atividade física, mental, espiritual, pessoal, profissional.

Às vezes, uma grande oportunidade pode estar debaixo de nosso nariz e não a percebemos. Precisamos ampliar nossa visão, usando lente de aumento, para enxergarmos uma oportunidade. Geralmente ela surge onde nunca imaginamos, quando menos esperamos…

Portanto, apresse seus passos, antes que outros a vejam.

Desconheço a autoria.

Significados

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 28/11/2014 by Joe

Significados

Significados são conceitos pessoais, visão particular de cada um sobre o que nos cerca ou sobre o que somos.

Muito é quando os dedos da mão não são suficientes.

Pouco é menos da metade.

Ainda é quando a vontade está no meio do caminho.

Lágrima é um sumo que sai dos olhos, quando se espreme o coração.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta para os outros.

Vergonha é um pano preto que você quer para se cobrir naquela hora.

Solidão é uma ilha com saudade de barco.

Abandono é quando o barco parte e você fica.

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo.

Ausência é uma falta que fica ali presente.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Emoção é um tango que ainda não foi feito.

Desejo é uma boca com sede.

Paixão é quando, apesar da palavra “perigo”, o desejo vai e entra.

Excitação é quando os beijos estão desatinados pra sair da sua boca depressa.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Ansiedade é quando sempre faltam cinco minutos para o que quer que seja.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer, mas acha que devia querer outra coisa.

Agonia é quando o maestro de você se perde completamente.

Sucesso é quando você faz o que sempre fez, só que todo mundo percebe.

Sorte é quando a competência encontra com a oportunidade.

Ousadia é quando a coragem diz para o coração: “Vá!” e ele vai mesmo.

Lealdade é uma qualidade dos cachorros, que nem todo ser humano consegue ter.

Decepção é quando você risca em algo, ou em alguém, um xis preto ou vermelho.

Indiferença é quando os minutos não se interessam por nada especialmente.

Certeza é quando a ideia cansa de procurar e para.

Desilusão é quando anoitece em você, contra a vontade do dia.

Desatino é um desataque de prudência.

Alegria é um bloco de Carnaval que não liga se não é Fevereiro.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Prudência é um buraco de fechadura na porta do tempo.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Pressentimento é quando passa em você o trailler de um filme que pode ser que nem exista.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas não pode mudar o que passou.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Perdão é quando o Natal acontece em Maio, por exemplo.

Renúncia é um não que não queria ser.

Vaidade é ter um espelho onisciente, onipotente e onipresente.

Amigos são anjos que nos levantam quando nossas asas estão machucadas.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Sorriso é a manifestação dos lábios quando os olhos encontram o que o coração procura.

Desculpa é uma palavra que pretende ser um beijo.

Beijo é um procedimento inteligentemente desenvolvido para a interrupção mútua da fala quando as palavras tornam-se desnecessárias.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado…

Não.

Amor é um exagero… também não. É um cuidar de…

Uma batelada de carinho?

Um exame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Afinal, o que é o amor?

Desconheço a autoria.

%d blogueiros gostam disto: