Arquivo para Vibração

Um raio de luz

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/11/2014 by Joe

Um raio de luz

O gabinete daquela escola de ensino médio se convertera, por alguns momentos, em palco para uma cena constrangedora. Um aluno de 16 anos de idade estava ali, sentado, cabeça baixa, pensamento em desalinho, aguardando a sentença final. Os pais, desolados, olhavam em silêncio para o filho, sem saber o que dizer diante daquele momento.

Vários de seus professores já haviam dado seus depoimentos, todos desfavoráveis ao jovem rebelde. Se o garoto fosse expulso seria um peso a menos na sua árdua obrigação de ensinar… Se se livrassem daquele estorvo suas tarefas ficariam mais leves, talvez pensassem alguns daqueles educadores.

O silêncio enchia a pequena sala, quando chegou o último professor para dar seu parecer sobre a questão: era o professor de física. Homem maduro, lúcido, educador por excelência, sentou-se e, antes de dizer qualquer palavra, olhou detidamente nos olhos de cada uma daquelas criaturas ali sentadas, e sentiu-se extremamente comovido diante da situação. Como poderia ajudar a resolver a questão sem prejuízo para o seu aluno? Afinal, para aquele nobre mestre, expulsar um aluno seria decretar a própria falência como educador.

Então, ele olhou carinhosamente para a mãe e perguntou:

– “O que está havendo? O que aconteceu para que a situação chegasse a esse ponto?”

Tamanha era a vibração de ternura que emanava da voz suave do educador, que a mãe se sentiu amparada na sua desdita e decidiu falar. Olhou com afeto para o filho e, num tom de extremado carinho, disse:

– “Meu filho!”

O jovem, diante da pequena frase que ecoou em seu íntimo com mais força do que mil palavras de reprimenda, desatou a chorar…Chorou e chorou, compulsivamente…

A comoção tomou conta do gabinete e as lágrimas rolaram quentes dos olhos daqueles pais sofridos, e também do professor e da diretora…

Após vários minutos, as lágrimas foram cedendo lugar a um certo alívio, como se uma chuva de bênçãos tivesse lavado o gosto amargo que pairava sobre a pequena assembleia. Quebrando o silêncio, o garoto falou:

– “Mãe, posso lhe prometer uma coisa? Vocês nunca mais virão à escola por motivos como este… Podem acreditar em mim!”

Um ano se passou e a promessa que o jovem fez se cumpriu.

Um dia, o professor encontrou seu aluno no corredor da escola e lhe fez a pergunta que há muito desejava fazer:

– “O que fez você mudar, aquele dia, no gabinete?”

E o jovem respondeu, um tanto constrangido:

– “É que minha mãe nunca havia me chamado de “meu filho”. Aquelas duas palavras, professor, pronunciadas pela minha mãe com uma sonoridade espiritual tão profunda, foram o suficiente para eu mudar o rumo da minha vida…”

O rapaz se despediu e se foi, deixando o mestre absorto em seus pensamentos. Em sua mente, voltou a cena daquele dia distante, em que adentrou a pequena sala do gabinete. Em suas conjecturas, se perguntou sobre qual seria a situação daquele moço se tivesse sido expulso da escola naquela oportunidade… Pensou também na força da pequena frase:

– “Meu filho…”

E ficou a imaginar quão poderoso é o afeto de mãe. E, como homem notável e admirável educador, concluiu, em seus lúcidos raciocínios:

– “O dia que as mães quiserem, elas mudarão o mundo…”

By Raul Teixeira, professor e palestrante.

Estratégias para uma vida melhor

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 29/04/2014 by Joe

Estratégias para uma vida melhor

Vivemos reclamando da vida, da sorte, do destino, das pessoas, da falta de amor, da falta de dinheiro, enfim, de uma série de coisas que achamos serem importantes para nossa felicidade.

Mas quanto realmente estamos dispostos a mudar para que consigamos tudo isso e muito mais?

Abaixo, algumas dicas aqui que podem colaborar com a estratégia para chegarmos aos nossos melhores objetivos.

De dentro para fora:

1. Pense sempre de forma positiva. Toda vez que um pensamento negativo vier à sua cabeça, troque-o por outro! Para isso, é preciso muita disciplina mental. Você não adquire isso do dia para a noite; assim como um “atleta”, treine muito.

2. Não tenha medo de nada nem de ninguém. O medo é uma das maiores causas de nossas perturbações interiores. Tenha fé em você mesmo. Sentir medo é acreditar que os outros são poderosos. Não dê poder ao outro. Fique longe de notícias sobre violência, crimes, fofocas e outros programas de televisão que só exploram a desgraça humana!

3. Não se queixe. Quando você reclama, tal qual um ímã, atrai para si toda a carga negativa de suas próprias palavras. A maioria das coisas que acabam dando errado começa a se materializar quando nos lamentamos. Troque a queixa pela gratidão!

4. Risque a palavra “fracasso” do seu dicionário. Não se permita essa sensação pois, quando nos punimos, abrimos nossa retaguarda para mentes opressoras e agressoras, que vibram com a nossa melancolia. Ignore-as. Fale sempre em “resultados”! Assim, se o resultado não for o esperado, você pode analisar o caminho que o levou até ali e rever onde se desviou dos objetivos!

5. Não deixe que interferências externas tumultuem o seu cotidiano. Livre-se de fofocas, comentários maldosos e gente deprimida. Isto é contagioso. Seja prestativo com quem presta. Sintonize com gente positiva e alto astral. Procure conviver com gente alegre, feliz e próspera!

6. Não se aborreça com facilidade e nem dê importância às pequenas coisas. Quando nos irritamos, envenenamos nosso corpo e nossa mente. Procure viver com serenidade e, quando tiver vontade de explodir, conte até dez.

7. Viva o presente. O ansioso vive no futuro. O rancoroso vive no passado. Aproveite o aqui e agora. Nada se repete, tudo passa. Faça o seu dia valer a pena. Não perca tempo com melindres e preocupações, pois só trazem doenças.

De fora para dentro:

1. A água purifica. Sempre que puder, vá à praia, a um rio ou a uma cachoeira. Em casa, enquanto toma banho, embaixo do chuveiro, de olhos fechados, imagine que seu cansaço físico e mental estão indo por água abaixo, junto tudo que o aborrece e magoa.

2. Ande descalço quando puder, na terra, de preferência. Em casa, massageie seus pés com um creme depois de um longo dia de trabalho. Escalde-os em água morna. Acrescente um pouco de sal para relaxar mais.

3. Mantenha contato com a natureza; tenha em casa um vaso de plantas, pelo menos. Adote um animal de estimação. Cuide deles com amor e carinho. O amor que dedicamos às plantas e animais acalma o ser humano e funciona como relaxante natural.

4. Ouça músicas que o façam cantar e dançar. Seja qual for o seu estilo preferido, a vibração de uma canção tem o poder de nos fazer sentir vivos, aflorando a nossa emoção e abrindo o nosso canal com alegria.

5. Não deixe que a saudade o sufoque, que a rotina o acomode, que o medo o impeça de tentar. Liberte-se! Sempre que puder, livre-se da rotina e pegue a estrada, nem que seja por um único dia. Conheça novos lugares e novas pessoas. Viva a vida real!

6. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque “embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.”

7. O medo nos afasta das derrotas, mas das vitórias também!

Desconheço a autoria.

O poder do nosso pensamento

Posted in Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/03/2014 by Joe

O poder do nosso pensamento

Temos, dentro de nós, um dos maiores instrumentos de poder que existe no Universo: o nosso pensamento. Ele pode produzir resultados diversos de acordo com o uso que fizermos dele.

Hoje já não há mais dúvidas de que tudo que existe no Universo é energia. Einstein comprovou isso através da sua Teoria da Relatividade, traduzida pela famosa fórmula da relação entre Energia (E) e Massa de um corpo (m): E = m.c² onde se pode deduzir como uma quantidade ínfima de matéria pode ser convertida em uma quantidade brutal de energia.

Bom, fórmulas à parte, podemos dizer que, por também sermos formados pelos mesmos átomos e moléculas que se encontram no Universo, nosso corpo vibra em determinadas frequências e que essa vibração está constantemente interagindo com todo o cosmos. Desta forma, estamos o tempo todo criando novas experiências que são compartilhadas com outros seres humanos, entre outros elementos do Universo.

Os nossos pensamentos também emitem vibrações e, portanto, contribuem com a criação da nossa realidade. Quando tomamos consciência desse poder, conquistamos a chave de todas as portas que levam à realização dos nossos desejos mais profundos.

Assim, se tivermos pensamentos de alta frequência, entraremos em sintonia com outras vibrações positivas também e seremos capazes de criar a nossa realidade através de ações que nos levarão à felicidade. É como estações de rádio: para se ouvir uma determinada emissora, precisamos sintonizar naquela frequência.

Pensamentos geram emoções e essas emoções influenciam nosso organismo e a nossa saúde, mantendo-nos saudáveis e felizes. Por outro lado, os pensamentos de baixa frequência detonam nossas células, fragilizando o sistema imunológico, provocando a somatização (“doenças”) proveniente dos nossos desequilíbrios energéticos.

Desta forma, se quisermos ter uma vida feliz, seja no campo dos relacionamentos, saúde ou profissional, devemos estar sempre atentos à qualidade dos nossos pensamentos. Existe uma lei universal que, embora nem todos entendam ou acreditem nela, diz que tudo aquilo que desejamos (pensamos) o Universo conspira para realizar. Porém, o Universo não julga se aquilo é bom ou ruim. Apenas nos proporciona aquilo que desejamos.

Portanto, é preciso ter muito cuidado com os nossos pensamentos e os nossos desejos, pois, dificilmente sabemos o que se passa nos porões escuros dos nosso subconsciente. Mecanismos de auto-sabotagem estão presentes nesses recônditos, prontos para nos proporcionarem o script perfeito para uma realidade que não é aquela que, conscientemente, dizemos querer.

Já perceberam como aquele velho ditado que diz “desgraça pouca é bobagem” revela uma grande verdade? Quando alguém está passando por uma situação difícil, está com depressão, infeliz ou estressado, parece que tudo dá errado. É porque essa pessoa está vibrando em baixa frequência e, dessa forma, entra em sintonia com tudo que está na mesma faixa de frequência. Eu costumo dizer que “não atraímos” coisas boas ou coisas ruins, como popularmente se diz, mas, sim, que entramos em sintonia com elas, como se cada um de nós fosse uma antena de rádio que capta essas frequências.

Podemos aprender, crescer e evoluir através do conhecimento e não, necessariamente, através do sofrimento como prega a nossa cultura judaico-cristã. Para isso vale a lição que um grande Mestre nos deixou: “Orai e vigiai”! Orai significa estar em sintonia com a Energia Maior, de altíssima frequência; vigiai significa estar atento para não deixar a frequência cair. Simples e objetivo, sem nada de misticismo nessa lição!

Nossa auto-estima está diretamente ligada à nossa capacidade de ter e manter bons pensamentos. Temos sempre a opção de escolher a nossa realidade e de criá-la da forma que desejamos. Só depende do que cultivamos em nossas mentes. Só depende de cada um de nós!

Então, orai e vigiai!

By Joemir Rosa.

Criando sua realidade

Posted in Ciência, Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 02/05/2013 by Joe

O poder criativo da mente

Desde as mais remotas civilizações, dos mais antigos pesquisadores, o homem sempre procurou conhecer o quinto elemento, o éter. Este recebeu diversos nomes diferentes de acordo com as civilizações do mundo, como Ki, Chi, Prana, Quinta Essência, entre tantos outros.

Estamos falando da energia cósmica, a força vital que é o princípio da vida no universo.

O objetivo deste texto não é entrar em um detalhamento científico profundo, mas apenas oferecer informações suficientes para que você compreenda que manipulamos essa força o tempo todo. Conscientes ou não, estamos a todo momento exercendo influência sobre a forma com que essa energia se manifesta e se propaga.

Você já pensou qual é a força que mantém os planetas, os sóis e as estrelas arranjados e distanciados da forma que estão? Você já parou para refletir sobre o que mantém o arranjo geométrico de cada molécula de qualquer substância química?

A resposta é simples: a energia cósmica!

Observe que não é novidade para ninguém um fato: neste universo tudo é energia. Porém, quando estudamos a fundo uma amostra de matéria, como por exemplo uma cadeira, percebemos, que na estrutura do material que formou o artefato encontramos moléculas, que por sua vez são constituídas de átomos. Estes são formados por elétrons, partículas em constante movimento. Portanto, o que temos como matéria na sua concepção básica trata-se de energia arranjada em diferentes formas.

A energia cósmica permeia todos os espaços vazios, sustentando o arranjo de cada estrutura. Sim, tudo é energia!

Até aqui temos uma definição básica bem conhecida. À partir daqui podemos reconhecer nitidamente que nossos pensamentos têm a capacidade de influenciar a matéria. Muitos fenômenos que ocorrem em nosso dia-a-dia acontecem em decorrência de estímulos provocados sobre a energia cósmica.

Quando provocamos alterações na vibração da matéria, podemos reconhecer os seguintes acontecimentos:

– Ao tocar a corda de um violão, sua oscilação provocará um movimento em determinada frequência e, em consequência, surgirá o som. Neste caso, o som é uma variação da vibração da energia cósmica.

– Aumentando o estímulo da vibração em um material, como uma barra de ferro, por exemplo, obteremos o calor.

– Gerando um estímulo de maior frequência ainda, em um filamento metálico, por exemplo, obteremos a luz.

Essas são apenas algumas formas de demonstrar diferentes manifestações dessa energia que constrói continuamente o universo.

E qual a relação dessa energia com a capacidade de criar nossa realidade?

Ocorre que um estímulo de maior frequência que a vibração da luz pode ser promovido pelo pensamento focado, concentrado.

Todo pensamento, quando bem definido, poderá oferecer uma vibração própria, com base na natureza de seus elementos. Na prática: o seu pensamento produz uma vibração que influencia diretamente a energia cósmica. Assim como a corda de um violão produz um som, seus pensamentos produzem uma vibração.

Toda matéria ou energia sentirá a influência de seus pensamentos. À partir disso, todos os pensamentos podem aproximar ou distanciar energias de mesmo padrão (mesma frequência) pelo princípio da atração magnética. Segundo alguns pesquisadores, é essa a força magnética que aproximou dois átomos de hidrogênio para darem início à formação física do mundo que conhecemos.

Portanto, entenda que a energia emitida por seus pensamentos pode alterar o estado natural de tudo, seja matéria ou energia. Depois disso, tanto matéria ou energia continuarão a atrair magneticamente mais elementos de mesma vibração, pois tudo no universo está interligado.

Esse é o começo de tudo, a fonte na qual se apoia toda a teoria acerca da força do pensamento positivo. Se ele pode alterar a energia cósmica que sustenta a vida no universo, obviamente poderá influenciar a ordem de qualquer matéria, independente de distância, tempo, direção, porque é a força de vida que está em tudo e age sobre todos.

Conhecendo essa lei natural e usando-a com discernimento e disciplina, podemos curar doenças, aproximar novidades, criar bem-aventurança, paz, harmonia, prosperidade e cultivar o amor, a mais sublime das variações da energia cósmica.

Com essa noção, nos resta aprender a criar pensamentos que despertem emoções intensas na direção de nossas metas. Essa energia gerada formará um padrão vibratório específico, como um campo de força ao seu redor. Pela ação dessa força de atração magnética, esse campo de energia (criado por você) passará a atrair elementos, materiais ou imateriais, físicos ou extra-físicos, de mesma frequência.

Daí a importância de quando você quiser algo para sua vida, que você feche os olhos e procure imaginar como seria se seu desejo já tivesse sido realizado. Para criar realidades que você deseja, antes você precisará criá-la em sua mente, em seus sentimentos. Quando conseguir sentir a sensação dos objetivos alcançados, mesmo que fisicamente ainda não esteja em suas mãos, você já terá dado início à sua criação consciente.

Essa é a chave de tudo!

By Bruno J. Gimenes, professor e palestrante.

Como atrair o que se deseja

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 12/03/2013 by Joe

Atraindo o que se deseja

Complementando o tema “A Lei da Atração”, seguem algumas dicas para colocar-se no ponto de atração:

1. Seja incrivelmente egoísta. Tudo aquilo que aprendeu sobre ser feio ser egoísta, esqueça! Se quer atrair alguma coisa ou situação, você vai precisar da sua atenção focalizada em você!

2. Comece a ser irresistível para si mesmo! Como atrair os outros se não consegue nem ser atraente para si?

3. Comece a valorizar tudo simplesmente pela emoção boa que isto causa a você. Os outros vão sentir-se atraídos por sua vibração de valor.

4. Aprenda a ser super discreto, isto é, atento e prudente com os outros. A discrição é irresistivelmente atraente.

5. Evite reagir ao que lhe acontece. Pare, pondere e ‘responda’ ao que aconteceu. Responder a uma situação é diferente de reagir. A reação é impulsiva, a resposta é pensada, sentida, alinha vibratoriamente e lançada! Você vai atrair uma resposta na mesma frequência!

6. Impressione os outros profundamente com o que tem de melhor em si. Não se faça de bacana, você tem muita coisa boa para mostrar sem precisar fazer ‘tipo’.

7. Jamais se embarace por mostrar suas qualidades e talentos. Fale deles com naturalidade, com a pura intenção de mostrar sua capacidade.

8. Esqueça o futuro. Se quer atrair alguma coisa ou situação é para atrair agora, no seu presente momento. Não dá para atrair no mês que vem nem no mês passado, certo?

9. Queira uma vida compensadora para seu prazer e não para se mostrar para os outros. Uma pessoa que ama a própria vida que leva, torna-se muito atraente e sedutora.

10. Ofereça mais do que promete. Nem preciso dizer o quanto isto atrai as pessoas.

11. Imagine-se atrás de um veloz carro de Fórmula 1 puxando-o para frente – só no vácuo. Esqueça isto de querer um empurrãozinho. Ande no vácuo dos pensamentos positivos e só atrairá bons resultados.

12. Procure ver como o presente é perfeito, principalmente quando ele parece não ser.

13. Seja independente. Se depender de outros irá atrair outros na mesma situação.

14. Você não está aqui para aguentar as coisas ou as pessoas. Mexa-se! Mude sua interpretação do fato, livre-se da situação, afaste-se da pessoa, faça alguma coisa, mas mude esta situação. A pessoa que vive para aguentar alguém ou uma situação é a que mais afasta pessoas e oportunidades de si mesma.

15. Dê mais atenção aos detalhes. Coloque capricho em absolutamente tudo que faz. O óbvio não chama a atenção de ninguém e, portanto, não é atraente, nem atrativo.

16. Fale ou mostre para os outros como eles podem agradá-lo. Só você sabe como quer ser agradado. Não espere que os outros adivinhem. Eles estão ocupados querendo agradar a si próprios.

17. Reconheça e fale somente a sua verdade. Este é um traço muito atraente em qualquer pessoa, mesmo que discorde da verdade dela.

18. Procure ficar mais atento ao que sente. Quanto mais agudo for seu sentir, mas será capaz de atrair e responder às muitas oportunidades que se apresentam diariamente em sua vida.

19. Mantenha-se bem arrumado, asseado e bem penteado. Mantenha seu local de trabalho ou moradia também limpo e bem arrumado. Este é um ponto de atração muito forte para pessoas e situações claras e ordenadas.

20. Integridade. Seja por inteiro. A integridade é pura e irresistível.

21. Seja pontual. A pontualidade é muito atraente numa pessoa.

22. Torne-se absurdamente construtivo consigo mesmo. O autorrespeito atrai sempre muito respeito e bondade de volta.

23. Oriente-se exclusivamente por seus próprios valores. Fazer unicamente o que o preenche é muito atraente.

24. Simplifique tudo! Desde suas ideias até suas necessidades. Abra espaço para atrair novidades.

25. Seja bom e ame o que faz. É o caminho mais fácil para o sucesso.

26. Apoie-se em seus pontos fracos. Quando aceita e dignifica suas fraquezas, sem envergonhar-se delas, você fica mais relaxado para fortalecê-las e mais atraente porque é capaz de entender as fraquezas alheias.

By Abraham-Hicks, do livro “Ask and It Is Given”.

A Lei da Atração

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 11/03/2013 by Joe

Lei da Atração

A Lei da Atração é a mais poderosa lei do Universo!

Cada pensamento vibra, cada pensamento irradia um sinal, e cada pensamento atrai um sinal de volta que combine com ele. Chamamos a este processo de Lei da Atração.

A Lei da Atração diz que “semelhante atrai semelhante”. Assim, você pode ver a Lei da Atração como um Diretor Universal que cuida para que todos os pensamentos que combinam entre si se alinhem.

Este princípio pode ser entendido quando você liga seu rádio e deliberadamente o sintoniza com o sinal da torre de transmissão. Se você gira o seletor até o 98.6 FM você não espera ouvir o que está sendo transmitido na frequência 101 FM. Você sabe que a frequência vibratória do rádio deve combinar. Da mesma forma, a Lei da Atração tem que estar na mesma frequência que você.

Por isso, na medida em que sua experiência o induz a lançar projéteis de desejos, você precisa encontrar formas de manter-se consistentemente em harmonia vibratória com tais desejos para que possa receber a manifestação deles.

Então, pare pra pensar: para onde você está direcionando sua atenção?

Sempre que está dando atenção a alguma coisa, você está emitindo uma vibração, e a vibração que emite é o mesmo que pedir por algo, que é igual ao seu ponto de atração.

Se há alguma coisa que deseja que não tem agora, você só precisa colocar sua atenção nisto e, pela Lei da Atração, isto que deseja virá até você, porque ao pensar nesta coisa ou ao experimentar seu desejo, você emite uma vibração. Desta forma, então, pela Lei, esta coisa ou experiência deve vir até você.

Entretanto, se existe alguma coisa que você queira que ainda não tem, e você colocar sua atenção em seu atual estado de não ter o que deseja, então a Lei da Atração continuará a combinar com a vibração de não ter o que deseja, e você continuará não tendo o que deseja. Esta é a Lei.

Abraham-Hicks, do livro “Ask and It Is Given”.

Casa viva ou casa morta?

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 27/01/2013 by Joe

Flores na janela

Sua casa é viva ou morta? A casa é feita de pedras, tijolos, madeira, portanto, não tem vida. Entretanto, existem casas que são mortas. Você as adentra e sente em todos os cômodos a inexistência de vida.

Sim, dentro delas habitam pessoas, famílias inteiras. Mas são aquelas casas em que quase tudo é proibido. Tudo tem que estar tão arrumado, ajeitado, sempre, que não se pode sentar no sofá porque se está arriscando sujar o revestimento novo e caro.

Casas em que o quarto das crianças é impecável. Todos os bichinhos de pelúcia, por ordem de cor e tamanho, repousam nas prateleiras.

Essas casas são frias…

Pequenas ou imensas, carecem do calor da descontração, da luz da liberdade e da iluminada possibilidade de dentro delas se respirar, cantar, viver. Por isso mesmo parecem mortas.

As casas vivas já demonstram, desde o jardim, que nelas existe vibração e alegria. No gramado, a bola quieta fala da existência de muitos folguedos. A bicicleta, meio deitada, perto da garagem, diz que pernas infantis até há pouco a movimentaram com vigor. Em todos os cômodos se reflete a vida.

No sofá, um ursinho de pelúcia denuncia a presença de um pequenino irrequieto que carrega a sua preciosidade por todos os cantos. Na saleta, livros, cadernos e lápis dizem dos estudos que se repetem durante horas. O dicionário aberto, um marcador de páginas assinalando uma mensagem preciosa falam de pesquisa e leitura atenciosa.

A cozinha exala a mensagem de que ali, a qualquer momento, pode chegar alguém e se servir de um copo d’água, um café, um pedaço de pão.

Os quartos traduzem a presença dos moradores. Cores alegres nas cortinas, janelas abertas para que o sol entre em abundância. Os travesseiros um pouco desajeitados deixam notar que as crianças os jogam, vez ou outra, umas contra as outras, em alegres brincadeiras.

Enfim, as casas vivas são aquelas em que as pessoas podem viver com liberdade. O que não quer dizer com desordem. As casas vivas são aquelas nas quais os seus moradores já descobriram que elas foram feitas para morar, mas sobretudo para se viver.

O desapego às coisas terrenas inicia nas pequeninas coisas. Se estabelecemos, em nosso lar, rígidas regras de comportamento para que tudo esteja sempre impecável, como se pessoas ali não vivessem, estamos demonstrando que o mais importante são as coisas, não as pessoas.

Manter o asseio, a ordem, é correto. Escravizar-se a detalhes, temer por estragos significa exagerado apego a coisas que, em última análise, somente existem em função das pessoas.

Transforme sua casa, pequena, de madeira, uma mansão, num lugar agradável de se retornar, de se viver, de se conviver com a família, os amigos, os amores. Coloque sinais de vida em todos os aposentos. Disponha flores nas janelas para que quem passe, possa dizer:

– “Esta é uma casa viva. É um lar!”

Desconheço a autoria.

%d blogueiros gostam disto: