Arquivo para Travesseiro

O dia perfeito

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , on 17/05/2013 by Joe

Dia perfeito

Uma noite dessas, você vai para a cama sabendo que viveu um dia perfeito, que fez o que devia e queria fazer para avançar a sua vida e a daqueles com você…

Um dia no qual você esteve ao lado das pessoas certas e no qual você foi a pessoa certa de se estar ao lado…

Um dia no qual você dorme agarrado à quem você quer estar agarrado, que também adora viver isso com você.

Mas enquanto este dia perfeito não chega, você pode fazer com que partes dele aconteçam.

Talvez você não possa fazer tudo o que quer fazer; então faça hoje o que você deve fazer…

Talvez você não possa estar ao lado das pessoas certas, mas pode ser a pessoa certa de se estar ao lado…

Talvez você não vá dormir agarrado a quem você ama, mas pode dar o primeiro passo em direção a esta pessoa…

Uma noite dessas, você vai para a cama sabendo que viveu um dia perfeito.

Mas hoje à noite, dependendo do que você fizer, você pode ir para a cama sabendo que fez o que deveria fazer, foi quem deveria ser e moveu-se para a direção que queria se mover.

Hoje à noite você pode deitar a cabeça no travesseiro e dizer: estou mais próximo, ou próxima, de um dia perfeito!

E isso, aliado ao fato de estar vivo, somente isso, já torna este um dia quase perfeito!

By Aldo Novak.

A sabedoria da dor

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 19/07/2012 by Joe

Não faça da sua dor uma máscara, que coloque em seu rosto a “marca da vítima”, do pobre coitado, da “infeliz de Maria”. Isso só afasta as pessoas e as oportunidades.

Por vezes, a vida, com sua “lousa amorosa”, vem trazendo novas lições, novos caminhos, e nós, presos ao que passou, ao que mal começou, ficamos parados na ilusão do tempo, e sofremos além da conta.

Enterre seus mortos, mas deixe-os lá.

Na tumba que serve de abrigo para os ossos, porque, Platão já sabia e afirmava, seus mortos não estão no túmulo, estão além da sua visão, mas perto da sua alma, da sua percepção, seus mortos vivem no seu coração.

Faça da sua dor um aprendizado. Tire proveito das lições que o desengano promove, aprenda a reconhecer os sinais do amor, comece a enxergar os problemas de longe, fuja das situações embaraçosas, amores mal resolvidos, pessoas com mais problemas que você, dívidas que podem ser evitadas, compromissos que não te pertencem.

Viva uma vida com sabedoria, e assim, encontrará, a alegria, mãe de toda a felicidade.

É tempo de reencontrar a paz perdida, se afundar no travesseiro sem nenhum medo, com a plenitude de saber ser merecedor, de tudo o que é bom, inclusive o amor!

By Paulo Roberto Gaefke.

%d blogueiros gostam disto: