Arquivo para Suécia

Hasselbackspotatis

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , on 14/07/2012 by Joe

O nome é meio complicado, mas o prato é delicioso: hasselbackspotatis é como os suecos chamam essa batata recheada que serve como acompanhamento para quase tudo por lá.

O nome foi dado por um restaurante em Estocolmo, que foi o primeiro a lançar o prato. As batatas são crocantes do lado de fora, tenras por dentro e incrivelmente fáceis de preparar. O que varia são as inúmeras possibilidades de cremes e recheios que podem acompanhá-la.

Nao é muito correto compará-las com as famosas baked potatoes e, talvez, politicamente incorreto dizer que elas sejam melhores também. Hasselbackspotatis são diferentes das baked potatoes …. e melhores!!

Motivos não faltam: elas são finamente fatiadas antes de irem ao forno e assam muito mais rápido. E o visual final delas também é bem melhor que aquelas.

Bom … melhor do que ficarmos comparando é irmos direto à receita. Ahhh … para os fãs das baked potatoes, neste link você encontrará a receita e deliciosos recheios para elas. E, talvez, para as próprias hasselbakspotatis.

Hasselbackspotatis

Ingredientes

4 batatas grandes
manteiga a gosto
azeite a gosto
sal a gosto
1 maço de espinafre
1 colher de manteiga
1 cebola pequena cortada em cubinhos
1 copo de requeijão
1/2 copo de leite
1 colher (chá) de maizena
cubinhos de bacon crocantes
queijo parmesão ralado (opcional)

Modo de preparo

Lave bem as batatas e, depois de enxugá-las, faça um corte fino em uma das laterais, de modo que ela fique apoiada sobre essa face. Não retire as cascas! Faça fatias finas sem chegar até a parte inferior. Unte uma forma com azeite, coloque as batatas e pincele cada uma delas com manteiga. Isso fará com que as cascas fiquem mais macias e saborosas.

Leve-as ao forno em temperatura média por, mais ou menos, 45 minutos ou até que fiquem macias e douradas. Na metade do tempo, pincele um pouco mais de manteiga para que não ressequem.

Enquanto as batatas assam, prepare o creme. Lave e higienize bem o espinafre, corte em pedaços pequenos e refogue em uma colher bem cheia de manteiga com um fio de azeite e a cebola pequena cortada em cubinhos. Quando as folhas murcharem, misture o requeijão e a maizena dissolvida no leite. Acerte o sal e, em fogo baixo, vá mexendo até engrossar.

Para obter o bacon bem crocante, corte-o em cubinhos, coloque em um prato forrado com folha dupla de papel-toalha, cubra com mais uma folha de papel-toalha e leve ao microondas por um minuto e meio em potência máxima. Assim, toda a gordura do bacon ficará no papel e ele ficará bem torradinho.

Tire as batatas do forno, regue com bastante creme (se gostar, espalhe um pouco de queijo parmesão ralado) e salpique os cubinhos de bacon. Sirva em seguida.

By Joemir Rosa.

Revendo conceitos

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , on 28/10/2011 by Joe

Já tem muitos anos que ingressei na Volvo, empresa sueca bem conhecida. Trabalhar com eles é uma convivência muito interessante. Qualquer projeto aqui demora dois anos para se concretizar, mesmo que a idéia seja brilhante e simples. É uma regra.

Os processos globalizados causam a nós (brasileiros, portugueses, argentinos, colombianos, peruanos, venezuelanos, mexicanos, asiáticos, australianos, etc…) uma ansiedade generalizada na busca de resultados imediatos. Consequentemente, o nosso sentido de urgência não surte efeito dentro dos prazos lentos dos suecos.

Os suecos debatem, debatem, realizam “n” reuniões, ponderações, etc. E trabalham! Com um esquema bem mais “slowdown” (desacelerado). O melhor é constatar que, no fim, isto acaba por sempre dar resultados no tempo deles (suecos) já que, conjugando a necessidade amadurecida com a tecnologia apropriada, é muito pouco o que se perde aqui na Suécia.

Devo referir que não conheço nenhum outro povo com uma cultura geral superior à dos suecos.

Vou contar uma pequena história, para terem uma ideia.

A primeira vez que fui para a Suécia, em 1990, um dos meus colegas suecos me apanhava no hotel todas as manhãs. Já era Setembro, com algum frio e neve.

Chegávamos cedo à Volvo e ele estacionava o carro longe da porta de entrada (eram 2.000 empregados que iam de carro para a empresa). No primeiro dia não fiz qualquer comentário, nem tampouco no segundo ou no terceiro.

Num dos dias seguintes, já com um pouco mais de confiança, perguntei:

– “Vocês têm lugar fixo para estacionar? Chegamos sempre cedo e, com o estacionamento quase vazio, você sempre estaciona o carro no seu extremo?

E ele me respondeu, com simplicidade:

– “É que, como chegamos cedo, temos tempo para andar, e quem chega mais tarde já vai entrar atrasado, portanto é melhor para ele encontrar um lugar mais perto da porta. Entendeu?”

Imaginem a minha cara! Esta atitude foi o bastante para que eu revisse todos os meus conceitos anteriores.

E você? Que tal rever os seus também?

Desconheço o autor.

Malena Ernman

Posted in Música with tags , , , , , , , , , , , on 21/08/2011 by Joe

Sara Magdalena “Malena” Ernman é uma cantora sueca, escolhida pelo seu país, através da seleção nacional sueca, o Melodifestivalen, para representar o país no Festival Eurovisão da Canção 2009, que se aventurou no pop-ópera e agradou os nativos com a canção La voix (A voz, em francês). Malena Ernman classificou-se para a final do festival, conseguindo um 21º lugar, depois de cantar na 1ª semi-final do mesmo.

Nascida na cidade de Uppsala em 4 de Novembro de 1970, passou sua infância e seus anos escolares em Sandviken, uma pequena cidade conhecida na Suécia por produzir muitos artistas, principalmente de jazz. Ernman foi educada na Academia Real de Música em Estocolmo, no Conservatório Musical em Orleães, França e na escola da Ópera Real Sueca.

Malena Ernman é uma artista de concertos, altamente renomada, com apresentações em Roma, Madri, Paris, Londres, Los Angeles, Berlim e Tóquio, trabalhando com regentes como Esa Pekka Salonen, René Jacobs, Daniel Barenboim, Nikolaus Harnoncourt, Philippe Herreweghe, Herbert Blomstedt, Marc Minkowski, Daniel Harding e Sir Simon Rattle. Ela é hoje a artista de ópera mais solicitada da Suécia, tanto nacional quanto internacionalmente.

Malena também canta uma vasta gama de músicas modernas contemporânea que, com frequência, são escritas diretamente para ela por vários compositores como Sven David Sandström, Philippe Boesmans, Anders Hillborg, Fabian Müller and György Ligiti.

No primeiro dos videos abaixo, Malena faz uma bem humorada apresentação ao vivo no Melodifestivalen, em 2009, cantando Habanera, da ópera Carmen, de Bizet, versão em sueco. E no segundo, uma belíssima performance com Lascia Ch´io Pianga (Deixe-me chorar).

Espero que curtam!

By Joemir Rosa.

%d blogueiros gostam disto: