Arquivo para Scotland Yard

Fulminado Por Um Raio

Posted in Livros with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 02/09/2012 by Joe

Livro: Fulminado Por Um Raio
By Erik Larson
Editora Record

Em “Fulminado Por Um Raio”, Erik Larson narra as histórias de dois homens – Hawley Crippen, um assassino improvável, e Guglielmo Marconi, o obsessivo criador de um meio de comunicação aparentemen- te sobrenatural – cujas vidas se encontram durante uma das maiores perseguições de todos os tempos a criminosos.

Passado na Londres eduardiana e nas tempestuosas costas de Cornualha, Cape Cod e Nova Escócia, “Fulminado Por Um Raio” evoca o dinamismo de um período no qual grandes companhias de navegação competiam para construir os maiores e mais velozes transatlânticos, em que os avanços científicos estarreciam o mundo e em que os ricos superavam-se uns aos outros em demonstrações de ostentação.

É neste cenário que Marconi, a despeito dos obstáculos e de um impiedoso ceticismo, corre para aperfeiçoar sua incrível invenção: o telégrafo, instrumento primitivo que está nas origens do mundo tal como hoje o conhecemos. Enquanto isto, Crippen, “o mais gentil dos homens”, quase comete o crime perfeito.

Com uma apurada técnica narrativa, Erik Larson conduz essas duas histórias paralelas até seu ponto de interseção: um encontro repleto de suspense nas águas do Atlântico do Norte. Ao longo do percurso, fala de um caso de amor trágico e triste estampado na primeira página de jornais de todo o mundo, de um inspetor-chefe estranhamente solidário ao assassino e sua amante, e de um inventor cativante e compulsivo que transformou o modo como nos comunicamos.

“Fulminado Por Um Raio” apresenta o vibrante retrato de uma época obscura protagonizada por mágicos, inventores e detetives da Scotland Yard, quando o mundo caminhava inevitavelmente para a primeira grande guerra do século XX. Arrebatador desde a primeira página, e extremamente rico em detalhes, é uma esplêndida narrativa histórica, por um mestre do gênero.

By Joemir Rosa.

%d blogueiros gostam disto: