Arquivo para Pijama listrado

O menino do pijama listrado

Posted in Livros with tags , , , , , on 19/07/2009 by Joe

O menino do pijama listradoLivro – O Menino do Pijama Listrado
By John Boyne
Cia das Letras

Bruno, de oito anos de idade, que não sabe nada sobre o Holocausto, é filho de um oficial nazista que responde diretamente a Hitler e cuja promoção leva toda a família a deixar sua confortável casa em Berlim para seguir para uma área desolada onde o menino, solitário, não tem o que fazer e nem com quem brincar.

Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijamas, que sempre o deixam com um frio  na barriga. Movido pela curiosidade, Bruno ignora as insistentes recomendações dos pais de não explorar o jardim dos fundos e segue para a “fazenda” que ele viu há certa distância. Lá ele conhece Shmuel, um menino da sua idade, que vive uma existência paralela e diferente, do outro lado da cerca de arame farpado.

Através dos olhos vivos de um menino alemão de 8 anos de idade, e bastante protegido da realidade da guerra, nós testemunhamos uma amizade proibida que se desenvolve entre Bruno, filho de um comandante nazista, e Shmuel, um menino judeu prisioneiro de um campo de concentração. Apesar de separados por uma cerca de arame farpado, as vidas dos meninos acabam profundamente interligadas.

“O Menino do Pijama Listrado” é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

John Boyne, escritor irlandês nasceu em Dublin em 1971, onde estudou Literatura Inglesa e reside atualmente. Já escreveu 6 romances e dezenas de contos, revisões de livros e artigos. Atualmente está lançando “The House of Special Purpose”, ainda sem tradução para o português.

“O Menino do Pijama Listrado”, além de traduzido para dezenas de línguas em todo o mundo, foi adaptado para o cinema em 2008 pela Miramax Films.

Comentário:

O livro é um tanto perturbador, talvez porque, pela primeira vez, o Holocausto é visto pelos olhos de uma criança. Não é uma obra profunda e nem se propõe a mostrar detalhes da história e nem os horrores de um campo de concentração. Esses ficam subentendidos nas entrelinhas. A beleza do livro está justamente na inocência do personagem principal que vive em seu mundo, infantil e repleto de imaginação.

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: