Arquivo para Panetone

Panetone prestígio

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 21/12/2013 by Joe

Panetone prestígio

Já contei, anteriormente, a origem do panetone e suas três possíveis versões! E também já postei duas deliciosas receitas (Sorvetone e Panetone recheado de sorvete) preparadas com esse pão recheado que faz a mesa de Natal ficar mais colorida.

O panetone é um tipo de pão muito versátil e pode ser saboreado sozinho, ou pode ser usado como ingrediente para muitas outras versões de sobremesas que podem fazer a diferença na sua ceia de Natal ou de Ano Novo.

A receita de hoje é uma dessas versões, muito simples de preparar, trazendo a receita de um panetone caseiro, muito macio e, além de tudo, com a combinação de chocolate com coco, muito conhecida por aqui pelo nome de “Prestígio”, em alusão a um delicioso chocolate de uma grande fabricante!

Espero que todos curtam essa deliciosa sobremesa, e aproveito para desejar a todos um maravilhoso Natal, junto aos amigos e familiares, num clima de paz, confraternização e amor!

Panetone prestígio

Ingredientes

Massa

2 tabletes de fermento fresco para pão (30 g)
1 colher (sobremesa) de sal
1 xícara (chá) de leite
1 kg de farinha de trigo
6 ovos
1 colher (chá) de essência de panetone
200 g de manteiga
120 g açúcar
100 g de gotas de chocolate ao leite

Recheio

1/2 xícara de chá de leite
2 latas de leite condensado
2 colheres (sopa) de margarina
100 g e 2 colheres (sopa) de coco ralado

Cobertura

100 g de chocolate ao leite picado
3 colheres (sopa) de creme de leite

Modo de preparo

Desmanche os tabletes de fermento com o sal, misturando bem. Adicione o açúcar, a essência de panetone, a margarina, o açúcar, a farinha (aos poucos), os ovos (coloque um a um), um pouco de leite e vá misturando com as mãos numa superfície lisa até que fique no ponto de desgrudar das mãos (acerte o ponto com o leite).

Misture bem as gotas de chocolate ao leite e trabalhe bem a massa para que fique bem incorporada. Deixe a massa descansar por uns 40 minutos.

Depois desse tempo, coloque a massa numa forma própria para panetone, de 500 gramas, e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º C.

Enquanto isso, prepare o recheio. Em uma panela, coloque o leite, o leite condensado, a margarina e 100 g de coco ralado. Leve ao fogo, mexendo sempre até começar a aparecer o fundo da panela. Deve ficar um pouco mais mole do que o ponto de enrolar.

Prepare a cobertura, derretendo o chocolate em banho-maria e misture o creme de leite.

Quando o panetone estiver assado e mais frio, corte ao meio e espalhe o recheio, formando uma camada alta de uns dois dedos. Feche com a outra parte e, por cima, espalhe a cobertura.

Finalize polvilhando com o coco ralado restante.

By Joemir Rosa.

Sorvetone

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/12/2012 by Joe

Sorvetone

Numa rápida pesquisa na Internet sobre a origem do panetone, encontramos três diferentes versões.

A primeira delas tem origem em uma história de amor. Tudo teria começado no século 15, quando um jovem milanês chamado Toni, membro da família Atellini, se apaixonou pela linda filha do padeiro que, por sua vez, não aprovava o namoro.

Para impressionar o pai da moça, o rapaz disfarçou-se de ajudante de padeiro e, passados alguns dias de trabalho, inventou um maravilhoso pão naturalmente fermentado e com frutas, de extrema delicadeza e de sabor especial. Sem falar na forma do pão, totalmente diferente, moldada no formato de uma cúpula de igreja. O jovem presenteou o futuro sogro com o pão.

O sucesso do pão foi imediato e a nova iguaria passou a ser conhecida como o pão da padaria do Toni, depois como pão do Toni e com o tempo, simplesmente, Panetone. Desse dia em diante, a padaria ganhou muito movimento, o que fez a família ficar rica.

A segunda versão diz que ele foi inventado pelo mestre-cuca Gian Galeazzo Visconti, primeiro duque de Milão, que preparou a iguaria para uma festa em 1395.

E a terceira versão conta que um certo Ughetto resolveu se empregar em uma padaria para poder ficar pertinho da sua amada, Adalgisa, filha do dono. Ali ele teria inventado o panetone, entre 1300 e 1400. Feliz com a novidade, o padeiro permitiu que Ughetto se casasse com Adalgisa. História mais ou menos parecida com a primeira versão.

Histórias à parte, a verdade é que o panetone realmente pegou e virou um dos símbolos da gastronomia natalina. De diversos sabores, recheios variados, adaptado às diferentes regiões do mundo, o panetone está sempre presente à mesa na noite de Natal!

A receita de hoje é muito simples, porém não menos saborosa, tendo o panetone como um dos ingredientes. Trata-se de uma sobremesa fácil de preparar e bem conveniente para estes dias e noites quentes de verão! Há algum tempo, eu publiquei uma outra receita, de um panetone recheado de sorvete, saborosíssimo e refrescante também!

Sorvetone

Ingredientes

Sorvete

2 latas de creme de leite sem soro
2 latas de leite condensado
400 ml de leite
2 colheres (sopa) de suco de limão
400 gramas de panetone picado

Calda

1 xícara (chá) de morangos picados
1/2 xícara (chá) de açúcar

Modo de preparo

No liquidificador, junte o creme de leite, o leite condensado, o leite e o suco de limão. Bata tudo até que fique um creme bem homogêneo e despeje em uma tigela grande.

Adicione o panetone picado, misturando tudo muito bem. Despeje em uma forma redonda grande, untada com um pouco de óleo. Cubra com filme plástico e leve ao freezer por, pelo menos, 12 horas.

Na hora de servir, coloque o morango picado e o açúcar em uma panela pequena e leve ao fogo, vá mexendo levemente até formar uma calda bem consistente.

Desenforme o sorvetone, cubra com a calda e sirva a seguir.

By Joemir Rosa.

Panetone com sorvete

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , on 25/12/2010 by Joe

Numa rápida pesquisa na Internet sobre a origem do panetone, encontramos três diferentes versões.

A primeira delas tem origem em uma história de amor. Tudo teria começado no século 15, quando um jovem milanês chamado Toni, membro da família Atellini, se apaixonou pela linda filha do padeiro, que por sua vez não aprovava o namoro.

Para impressionar o padeiro, o rapaz disfarçou-se de ajudante de padeiro e, passados alguns dias de trabalho, inventou um maravilhoso pão naturalmente fermentado e com frutas, de extrema delicadeza e de sabor especial. Sem falar na forma do pão, totalmente diferente, moldada no formato de uma cúpula de igreja. O jovem presenteou o futuro sogro com o pão.

O sucesso do pão foi imediato e a nova iguaria passou a ser conhecida como o pão da padaria do Toni, depois pão do Toni e com o tempo, simplesmente, Panetone. Desse dia em diante a padaria ganhou muito movimento, o que fez a família ficar rica.

A segunda versão diz que ele foi inventado pelo mestre-cuca Gian Galeazzo Visconti, primeiro duque de Milão, que preparou a iguaria para uma festa em 1395.

A última versão conta que um certo Ughetto resolveu se empregar em uma padaria para poder ficar pertinho da sua amada, Adalgisa, filha do dono. Ali ele teria inventado o panetone, entre 1300 e 1400. Feliz com a novidade, o padeiro permitiu que Ughetto se casasse com Adalgisa. História mais ou menos parecida com a primeira versão.

Histórias à parte, a verdade é que o panetone realmente pegou e virou um dos símbolos da gastronomia natalina. De vários sabores, recheios variados, adaptado às diferentes regiões do mundo, o panetone está sempre presente à mesa na noite de Natal!

A receita de hoje é muito simples, porém não menos saborosa. Trata-se de uma sobremesa fácil de preparar e bem conveniente para estes dias e noites quentes de verão!

Vamos a ela!

Panetone com sorvete

Ingredientes

1 panetone de 1 kg
1 pote de sorvete de creme (ou de sua preferência)
1 lata de creme de leite
1 tablete de chocolate ao leite

Modo de preparo

Corte uma fatia da parte inferior do panetone e, com as mãos, retire uma boa quantia da parte interna do panetone, deixando uns 2 cm de espessura. Tome cuidado para não furar a casca.

Em uma tigela, misture a massa retirada com o sorvete (deixe o sorvete na geladeira algum tempo antes de misturá-lo com o panetone para que fique cremoso). Preencha o panetone com a mistura e recoloque a fatia cortada. Leve ao freezer.

Antes de servir, derreta o chocolate em barra em banho-maria e misture com o creme de leite. Distribua esse creme sobre o panetone, decorando a gosto, com nozes, cerejas ou damascos.

By Joe.

Batatas gratinadas

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , on 16/10/2010 by Joe

Fim de ano chegando e a correria começa! Ainda estamos em Outubro, mas os supermercados já estão abarrotados de panetones, columbas e aquelas outras coisas que se parecem todas com as duas anteriores. Todas penduradas entre os corredores, o que fica parecendo um corredor polonês gastronômico! Ou uma indicação de que os produtos ali nas alturas são destinados apenas à classes mais altas!

Com isso, cada vez mais, sobra menos tempo pra gente dispensar na cozinha preparando pratos complicados e demorados.

A receita de hoje vem no socorro de quem não está a fim de gastar horas pilotando um fogão. Basta pegar um frango assado na padoca da esquina, uma salada verde, que se prepara rapidinho, e está pronto o almoço!

Esta receita pode ser considerada como básica, o que dá margem para inúmeras adaptações de ingredientes. Cada um pode variar de acordo com o gosto e a disponibilidade dos ingredientes que estiverem à mão!

Aliás, quem quiser deixar a sua versão nos comentários, eu vou curtir saber!!

Batatas gratinadas

Ingredientes

1 kg de batatas
2 tabletes de caldo de galinha
400 ml de requeijão (pode ser light)
1/2 copo de leite
30 g de alho frito pronto (vendido em supermercados)
200 gr de mussarela ralada
200 gr de presunto magro ralado
100 g de queijo parmesão ralado
Azeite a gosto

Modo de preparo

Descasque as batatas, corte em rodelas médias, e leve ao fogo numa panela funda com água e os tabletes de caldo de galinha, para dar uma pré-cozida. Enquanto isso, num prato fundo, misture bem a mussarela e o presunto ralados. Numa panelinha, dissolva o requeijão com o leite para deixá-lo mais líquido.

Retire as batatas pré-cozidas e disponha em um refratário untado com azeite, na seguinte ordem: batatas, alho frito pronto (não abuse para não ficar com sabor muito marcante), o requeijão dissolvido no leite, a mistura de mussarela e presunto,  mais uma camada de batatas e mais requeijão. Espalhe o queijo parmesão ralado por cima e leve ao forno para derreter os queijos e gratinar. Sirva quente.

Algumas variações na composição do prato: bacon picado (no lugar do alho); queijo cottage (é mais light que creme de leite ou requeijão); salsinha (nos supermercados encontra-se, na seção de temperos prontos, um mix de salsa, cebola e alho desidratados); peito de peru (no lugar do presunto com mussarela); queijo gorgonzola bem picado misturado ao requeijão também fica ótimo.

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: