Arquivo para Nova Yorque

Ramen Burger

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 11/10/2014 by Joe

Ramen Burger

Quando o chef Keizo Shimamoto resolveu inovar e preparou um hamburger substituindo o pão por macarrão instantâneo, não imaginou que sua criação iria fazer um grande sucesso em vários países.

O sanduíche, conhecido como Ramen Burger, ou simplesmente hamburger de Miojo, tem sido uma das grandes atrações da feira gastronômica Smorgasburg, em Nova Yorque. Foi lá que o chef Keizo lançou seu novo prato antes de vir a São Paulo para servir sua criação na Feirinha Gastronômica, que acontece aos domingos, no bairro de Pinheiros.

Miojo é sinônimo de alimento prático e rápido, muito popular e barato. O inventor do macarrão instantâneo – também conhecido como “lámen” – foi um japonês chamado Momofuku Ando, presidente da Nissin Products, empresa que fundou.

Quando da sua morte, em 2007, o jornal “The New York Times” publicou o editorial “Mr. Noodle”, em homenagem a Ando, reafirmando que o “lámen” foi uma das maiores invenções japonesas do pós-guerra. No Japão, ele recebeu o título de maior invenção do século 20, seguida pelo karaokê e pelo Walkman.

A ideia nasceu após ver longas filas de gente esperando para conseguir uma sopa de macarrão que era servida aos desafortunados depois da segunda guerra. Era preciso produzir alimentos de baixo custo e fácil acesso a toda a população.

A primeira versão do seu “lámen”, chamada Chicken Ramen, foi criada em 1958 e chegou a causar estranheza e receio entre vendedores e consumidores. Mas, com o tempo, o produto caiu no gosto popular e a fábrica passou rapidamente das 300 para 6.000 porções!

O “lámen” é um macarrão pré-cozido, preparado com pouco óleo. Sua preparação também é muito simples, bastando colocar o macarrão em água fervente e depois acrescentar o tempero que vem junto com a embalagem (ou incrementá-lo com temperos caseiros e até inventar novas formas de preparar).

A receita de hoje é exatamente o hamburger preparado com macarrão instantâneo, esse famoso sanduíche já consagrado em vários países!

Ramen Burger

Ingredientes

1 pacote de macarrão instantâneo (Miojo)
1 ovo
400 gr de carne moída
sal e pimenta do reino a gosto
óleo de gergelim para fritar os hamburgers
molho Teriyaki
cebolinha picada
folhas de rúcula

Modo de preparo

Prepare o macarrão de acordo com as instruções do pacote, sem utilizar o tempero pronto que vem na embalagem. Retire do fogo e deixe assim por uns dois minutos para absorver a água. Em seguida, escorra a água restante e deixe esfriar por uns dez minutos.

Assim que o macarrão estiver frio, quebre o ovo em cima, acrescente o tempero pronto que vem junto no pacote e misture cuidadosamente até que esteja tudo bem homogêneo.

Agora é hora de formarmos os “pães” com o macarrão. Para formá-los, utilize qualquer prato pequeno de fundo redondo forrado com filme plástico (você pode usar qualquer outro utensílio que dê a forma de um pão redondo). Divida em duas partes o macarrão e, depois de colocá-los em dois pratos, feche bem o filme plástico sobre ele.

Ramen Burger - peso sobre o lámenEm seguida, coloque uma lata com algum peso – ou pote de vidro mais pesado – sobre o macarrão para ajudar a comprimir e dar firmeza, e leve à geladeira por uns 30 minutos.

Na hora de preparar o lanche, tempere a carne moída com sal e pimenta e molde-a no formato de dois hamburgers (uns 200 gr cada um). Leve para grelhar em uma frigideira larga ligeiramente untada com óleo de gergelim. Quando virar a carne, pincele um pouco de molho teriyaki.

Paralelamente, dê uma grelhada no “pão” de lámen com um pouco de óleo numa outra frigideira, mantendo o formato do pão (aqui você pode usar um aro para chapas).

Na hora de montar, coloque o “pão” de “lámen” em um prato, as folhas de rúcula, a carne grelhada, uma boa dose de molho teriyaki, a cebolinha picada e termine com o segundo “pão” de “lámen”. Utilize um papel impermeável – ou saquinho para lanches – para degustá-lo, pois o molho escorre bastante!

Você pode alterar os temperos, a composição do seu hamburger, adicionando queijo, ovo frito, cebolas, etc, de acordo com seu gosto! O que vale é a alquimia que a gastronomia nos proporciona!

By Joemir Rosa.

21 de Abril

Posted in Atualidade, Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 21/04/2014 by Joe

Povo burro

Com base em um índice que mede o grau de educação de um país, o Brasil ficou em 53º lugar, num ranking entre 65 países! E ficamos lamentando o 22º lugar nas últimas olimpíadas!

Vejam bem: num país onde não se investe em educação, cultura, saúde, 22º lugar é praticamente medalha de ouro!

O Brasil é um país de 4º mundo que bota banca de 1º mundo, com uma população massiva que sofre, enquanto meia dúzia gasta milhões de dólares em compras em Miami e Nova Yorque, onde essa massa passiva não se interessa por cidadania, por educação, preferindo gastar horas e horas diariamente na frente do computador e da televisão – a nossa grande “Mestra” – do que pegar um livro pra ler ou fazer um curso gratuito dos tantos que são oferecidos pela própria Internet e que ainda reclamam da vida, da situação em que vivem, da falta de dinheiro para suas necessidades, da falta de segurança nas ruas e até dentro de casa!

Porém, quando chamados a manifestar sua indignação, seus protestos contra os bandidos políticos que (des)governam este país, simplesmente não comparecem, não se interessam em mudar nada!

Este ano teremos eleições, a chance de mostrar toda a nossa indignação, nossa revolta contra o atual estado de coisas que estão aí! Vamos realmente mudar alguma coisa – ou pelo menos tentar – ou vamos dar continuidade, votando nos mesmos políticos, nos nomes mais conhecidos, no mais bonitinho, nos que dizem “roubar, mas fazer”?

Que país vamos deixar para nossos filhos e netos? Antes disso, como será este país daqui alguns anos quando precisarmos viver na dependência de uma mísera aposentadoria e talvez dependamos de um SUS, de um hospital público?

Ah, entendi! Você é rico e tem plano de saúde, sua família está bem amparada finaceiramente!! Então pense nos que nada têm – e quando digo “nada têm” estou me referindo a quem nada tem mais a perder – e estão começando a perceber que é mais fácil tirar de quem tem, porque não foram educados a pensar coletivamente, não tiveram escola, nem saúde, nem moradia! É o que estamos vendo todos os dias nos noticiários, não é?

Está mais do que na hora de pensarmos nisso também! Ou será que, além de passivos, somos um povo burro?

Não acha que é chegada a hora de tomarmos as rédeas do nosso futuro? Afinal, apesar de ser 21 de Abril, nenhum novo Tiradentes irá aparecer para tentar nos livrar dos grilhões da passividade, da burrice e da falta de educação!

By Joemir Rosa.

%d blogueiros gostam disto: