Arquivo para Motivado

Seja persistente

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/01/2014 by Joe

Seja persistente

Seja persistente! Ok, admito que falar é fácil, fazer que é difícil!

A sua meta pode estar ali, já fixada na sua mente, realmente é o que você quer e você também sabe que é uma coisa boa que vai lhe fazer feliz e realizado quando você a conquistar.

Mas entre o ponto de partida e a finalização da meta há um pequeno obstáculo: o percurso que você tem que fazer para conquistá-la. Às vezes, desistimos na primeira tentativa. Outras, na metade do caminho. Mas o pior é quando estamos quase atingindo o nosso objetivo e desistimos, cansados, a poucos passos da realização.

Nesse ponto é que entra a persistência. Você tem que ser persistente em tudo o que faz: no seu trabalho, em casa, nos relacionamentos, faça as coisas com vontade, não espere que a sua vida vá mudar de uma hora para outra sem que você faça um esforço verdadeiro, sem que você mude a forma como busca os seus objetivos.

Acima de tudo, seja persistente, motivado, não desista de seus objetivos e sonhos, você vai ver que vale a pena lutar por eles; afinal, você está lutando, acima de tudo, por você e todos aqueles que você ama.

Persistir é um processo simples. Abaixo, um pequeno roteiro para você seguir:

1. Qual seu próximo passo?

2. O que está impedindo esse passo?

3. Remova, despreze ou ignore o obstáculo.

4. Dê o seu passo.

5. Volte para a primeira etapa.

By Peter McWilliams.

Motivação ou automotivação?

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , on 25/09/2009 by Joe

Energia positivaA escolha é sua!

Como todos já sabem, a vida é feita de escolhas, e manter-se motivado é uma delas. Este texto faz uma reflexão sobre as conseqüências da motivação e da automotivação.

Se buscarmos as origens e os significados mais profundos sobre a motivação, retroagiremos décadas e décadas e teremos dezenas de significados, conceitos e pontos de vista. Encontraremos centenas de teorias interessantes e até mesmo complexas.

Porém, todas, direta ou indiretamente, levarão à mesma “essência” do que é motivação.

Mas não é o significado de motivação que será o escopo deste artigo, mas sim, sua importância, seu envolvimento, sua influência, positiva ou negativa em caso de ausência, junto à vida das pessoas.

Ouvimos com freqüência alguém falando que “não está motivado” em seu trabalho, “não está motivado” com seu casamento, namoro, curso, vida, ou que está desmotivado.

Paralelamente a isso, busca uma alternativa para culpar, ou seja, apresentar uma justificativa para seu desinteresse por algo, como se não fosse uma decisão pessoal.

Durante toda a nossa vida passamos por momentos que, muitas vezes, causam um grande desgaste – decepção, frustração, ou indignação – e ficamos emocionalmente fragilizados.

Mas também é verdade que passamos por centenas de momentos que nos causam alegria, orgulho, satisfação e realização. Sentimentos estes que causam euforia e aquela vontade de “quero mais”.

As lembranças que iremos guardar dos momentos vividos depende de nossa escolha, do que damos mais importância para nosso crescimento intelectual, pessoal, afetivo e profissional. E é justamente a escolha destas lembranças passadas (boas ou más) que estarão definindo nosso presente e futuro.

Há pessoas que escolhem recordar constantemente seus maus momentos. Assim, passam grande parte do tempo irritadas, desmotivadas, insatisfeitas e deixam de dar atenção à sua qualidade de vida.

Já aqueles que optam por recordar os bons momentos, e também utilizar os possíveis maus momentos como aprendizado, desenvolvem mudanças pessoais, se encontram mais acessíveis, fazem planos e possuem uma boa qualidade de vida.

Ser “motivado a” fazer algo é ser dependente de um combustível que pode terminar a qualquer momento e será necessário buscar nova fonte de energia para esta motivação.

É estar aberto à maiores frustrações, por gerar expectativas sobre algo ou pessoas, diferente do que poderá acontecer e do que poderão realizar.

Ser “motivado a” é aguardar algo acontecer, algo externo, que não depende exclusivamente de você, mas sim, de algo que o motive, o conquiste, o leve a realizar.

É realizar algo que poderá dar errado, pois você não desejou realmente realizar aquilo, apenas aproveitou o momento para faze-lo.

Ser “motivado a” é ter alguma coisa que o leve a realizar, chame sua atenção, desperte seu interesse criando a curiosidade de vir a participar ou colaborar com algo.

Por outro lado, ter automotivação é manter-se  programado para buscar de maneira continuada aquilo que acredita, deseja e faz parte de seu ideal.

A pessoa automotivada reconhece seus erros, desenvolve novas estratégias, reorganiza seu plano de vida, divide suas alegrias com as pessoas próximas, tem bem definido o que deseja conquistar em sua vida e o que é prioridade.

Não se abala pelo cansaço, pelo excesso de tentativas, mas demonstra euforia pela oportunidade em poder buscar o sucesso, realizando novamente de forma mais precisa.

Ser automotivado é amanhecer tendo a certeza de que irá fazer algo novo, fazer o comum se tornar diferente.

O automotivado encara seus desafios como oportunidades de aprendizado e autodesenvolvimento.

Quando uma pessoa é automotivada, passa a ver as situações de formas positivas; em vez de desenvolver expectativas, cria possibilidades; em vez de utilizar o tempo justificando um novo problema, potencializa o tempo apresentando uma nova oportunidade; em vez de apontar culpados pelos fracassos, demonstra interesse em treinar novos vencedores.

Ser automotivado é ir além.

É não precisar viver sendo empurrado e incentivado.

É lutar por tudo o que acredita, pelo desenvolvimento humano e pessoal, pelas realizações pessoais, pela conquista ética de seus objetivos.

É ter a energia inesgotável em seu coração, em sua alma e utilizar a mesma para aquecer e gerar energia em todas as pessoas à sua volta, fazendo que todos vejam outros caminhos a seguir.

Motivar é mover.

Automotivar é avançar.

Onde você se encontra?

Movendo coisas ou avançando em busca de seus objetivos?

By Prof. Wagner Campos, palestrante e conferencista em vendas, motivação e liderança.

%d blogueiros gostam disto: