Arquivo para Mentes

Música

Posted in Música with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/12/2013 by Joe

Musica

Nesta vida existem muitas coisas especiais. Uma delas é a música. A música deveria fazer parte de todos os momentos do nosso dia-a-dia. Ela tem o dom de encantar nossos sonhos, de abrir portas para a imaginação e de fazer com que a nossa vida fique bem mais doce e harmoniosa.

Tudo isto ocorre pois a música é uma obra celestial, porém interpretada pelos seres humanos. O Universo envia e nós aqui na Terra interpretamos.

Se todos nós compreendêssemos a grande virtude que a música opera em nossas mentes, daríamos mais espaço para a compreensão entre os povos e, com isto, teríamos um mundo bem melhor.

Assim, enriqueça o mundo com muitas músicas ao vento, falando da vida, da felicidade, do amor e da paixão de viver. Lembre-se que a vida é uma grande festa. E uma grande festa só começa com uma boa música.

Desconheço a autoria.

Dilemas da vida

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/11/2013 by Joe

Dilemas da vida

Os dilemas estão sempre batendo à nossa porta e geralmente todos os dias. 

Buscar explicações para os fatos ocorridos à nossa frente passa a ser o grande mistério que tentamos desvendar. Um desses grandes mistérios podemos chamar de “Vida”.

Ela, por si só, é o maior de todos os desafios que nós, seres humanos, assumimos perante o grande mestre da criação. A vida é um desafio que nos leva a um grande amadurecimento, abrindo novos campos do conhecimento, como mola propulsora da evolução perene e sublime, pleiteada por todos nós.

Quando você estiver utilizando seus momentos de divagação e meditação e puder entender o que significa tudo isso, passará a compreender que o “material” à nossa volta é efêmero.

O maior sentido para a vida é plantar e colher.

Que a sabedoria da vida nos ensine a doar mais e que o crescimento espiritual de nossas mentes torne nossa vida uma grande conquista.

Desconheço a autoria.

Energias positivas

Posted in Astral with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 16/10/2013 by Joe

Energias positivas

Diz a famosa parábola: “Diga-me com quem andas, e te direi quem és”! Nunca uma frase foi tão atual, mesmo com mais de 2.000 anos de existência.

Criar em volta de si uma atmosfera positiva, com pessoas voltadas às energias positivas do universo, é o caminho mais curto para quem busca a satisfação plena, tanto no plano profissional como no pessoal.

Estar cercado de energias e pessoas positivas é como criar uma proteção muito forte contra as oscilações e as surpresas que a vida nos reserva. A energia positiva do homem é tão poderosa que contraria e quebra uma lógica da física: mentes carregadas positivamente atraem mentes positivas!

Portanto, sorria! Mas não se esconda atrás desse sorriso…

Mostre aquilo que você é, sem medo. Existem pessoas que sonham com o seu sorriso. Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos. Deles depende a sua felicidade completa. Não feche os olhos para a sujeira do mundo, não ignore a fome! Não faça dos defeitos uma distância, e sim uma aproximação.

Você já fez alguém feliz hoje? Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo? Não corra tanto… Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você, sonhe, mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.

Chore, lute, faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você. E, principalmente, ouça… Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante.

Suba, faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo, mas não se esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida. Descubra tudo aquilo que há de bom em você. Viva e sorria!

Pratique isso em sua vida e construa um mundo bem melhor para as próximas gerações.

Desconheço a autoria.

O amor a si mesmo

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/05/2013 by Joe

Eu me amo 2

Aprendemos desde cedo que amar a si mesmo é uma forma de egoísmo ou egocentrismo.

A grande maioria de nós não conhece o amor verdadeiro, o amor recebido por sermos exatamente o que somos, o amor que tem o poder de aquecer nossos corações e nos colocar em contato com nossas almas.

Nascemos e aprendemos uma série de coisas a respeito da vida e muitas vezes nos ensinam coisas a respeito de nós que, somente quando adultos percebemos que grande parte do que aprendemos é reflexo das fantasias e frustrações de nossos pais.

Crescemos pressionados pela necessidade de atender anseios que não são nossos, de cumprir funções e tarefas que não contém nem uma gota sequer de identificação com o que de fato somos ou queremos para nós. Como sobrevivemos a tantos padrões, tantos recalques e frustrações, tanta angústia?

Aprendemos, sim, a sufocar nossos desejos mais caros, nossos mais belos sonhos, nossas mais raras fantasias, em nome da aceitação, da sobrevivência, da necessidade de sermos aceitos e amados. E assim aprendemos a respirar pouco, a não exteriorizar nossos desejos, a não nos amarmos de fato.

Todos possuímos marcas profundas em nossos corações produzidas pelo desamor e pela falta. Até o dia que tudo em nós começa a adoecer. Nossos olhos perdem o brilho e nossa vontade se enfraquece. Como amar a si mesmo? Como faço isso?

Amar a si mesmo é como uma viagem de aventuras, de descobertas, pelo menos deveria ser. É uma tarefa dolorosa muitas vezes, pois nesse percurso quase sempre nos deparamos com todos os limites que impusemos a nós, por não acreditarmos em nossas capacidades, em nossos verdadeiros potenciais, por termos paralisado de medo de viver e de morrer.

Amar a si mesmo é muito, muito difícil, porque quase sempre esbarramos em estereótipos criados por antigas vozes dentro de nossas mentes. Nessa tentativa às vezes desesperada de entender e, quem sabe, descobrir alguma qualidade nossa que mereça admiração, olhamos no espelho. E muitas vezes encontramos somente desespero e tristeza, resultado do vazio que inventaram para nós e que chamaram de vida. E que, docilmente, aceitamos.

A maioria das mulheres aprendeu, durante sua história, a amar seus filhos, seus maridos, seus pais, a Deus, mas nunca a si mesmas. Muitas mulheres ainda hoje buscam em si a imagem da mulher ideal para que lhes seja permitido o amor. E os homens, assim que nascem, aprendem que, para serem honrados como homens, devem amar e sustentar suas famílias, seus pais e seus trabalhos.

Aprenda a amar a si mesmo, não um amor narcisista, mas o amor e o respeito gentil àquilo que você é e ao Deus que vive aí dentro. Aprenda a ser amoroso consigo a se fazer mais carinho, a permitir fazer o que gosta, a se olhar como um ser sagrado que é. Quando não ama a si mesmo, torna-se um mentiroso com relação ao amor maior.

Não permita que outros te façam sentir menos do que realmente é: um ser sagrado. Aprenda a se amar, sinta a energia que pulsa em torno de si, procure observar suas reações, sentimentos e pensamentos e transforme-os, caso estejam impregnados de desamor.

Esqueça tudo o que ouviu a seu respeito e construa uma opinião própria, agora baseada na consciência, no autoconhecimento e na autopercepção. Comece o dia agradecendo quem é, o que conseguiu com seus esforços. E se ainda não se sente como gostaria, pare neste exato momento de focar sua energia naquilo que não conseguiu, na falta, nos buracos que a vida deixou pela ausência absoluta de amor e consciência.

Olhe sem medo para o que deseja ser e fazer, e planeje a forma que deseja construir de fato a sua felicidade. Você já se condenou demais, pare já de se machucar, autopunir, culpar. Quando você se olha e enxerga além de seu corpo físico, consegue entender que todo Universo é feito da mesma energia e que fazemos parte desse Todo. Nesse momento, o autorespeito e o amor-próprio começam a brotar como uma plantinha pequena e delicada dentro de seu coração. Se regarmos todos os dias, ela crescerá e isso será bom para todos.

Compre uma imensa tela e comece a pintar a sua nova história, hoje. Essa nova obra começará a ser criada quando você decidir arregaçar as mangas e começar a trabalhar na construção de uma nova realidade. Você só precisa acreditar que tem esse poder e se permitir, por amar a si mesmo, uma vida repleta de paz, amor, saúde e prosperidade!

Ame-se e seja quem realmente é!

Por que não?

By Helena Martins Daniel.

O guardião do castelo

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 03/12/2012 by Joe

Monge zen-budista

Certo dia, num mosteiro zen-budista, com a morte do guardião, foi preciso encontrar um substituto.

O grande Mestre convocou, então, todos os discípulos para determinar quem seria o novo sentinela. O Mestre, com muita tranquilidade, falou:

– “Assumirá o posto o primeiro monge que resolver o problema que vou apresentar”.

Então, ele colocou uma mesinha magnífica no centro da enorme sala em que estavam reunidos e, em cima dela, colocou um vaso de porcelana muito raro, com uma rosa amarela de extraordinária beleza a enfeitá-lo, e disse apenas :

– “Aqui está o problema!”

Todos ficaram olhando a cena : o vaso belíssimo, de valor inestimável, com a maravilhosa flor ao centro. O que representaria? O que fazer? Qual o enigma?

Nesse instante, um dos discípulos sacou a espada, olhou o Mestre, os companheiros, dirigiu-se ao centro da sala e … ZAPT … com um só golpe, destruiu tudo. Tão logo o discípulo retornou a seu lugar, o Mestre disse:

– “Você será o novo guardião do castelo!”

Não importa qual o problema, mesmo que seja algo lindíssimo: se for um problema, precisa ser eliminado!

Um problema é um problema. Mesmo que se trate de uma mulher sensacional, um homem maravilhoso ou um grande amor que se acabou. Por mais lindo que seja ou tenha sido, se não existir mais sentido para ele em sua vida, tem que ser suprimido!

Muitas pessoas carregam a vida inteira o peso de coisas que foram importantes no passado, mas que hoje somente ocupam um espaço inútil em suas mentes e corações. Espaço esse indispensável para recriar a vida.

Existe um provérbio oriental que diz:

– “Para você beber vinho numa taça cheia de chá, é necessário, primeiro, jogar o chá fora para, então, beber o vinho.”

Limpe a sua vida, começando pelas gavetas, armários, até chegar às pessoas do passado que não fazem mais sentido estar ocupando espaço em seu coração. O passado serve como lição, como experiência, como referência. Serve para ser relembrado e não revivido. Use as experiências do passado no presente, para construir o seu futuro. Necessariamente, nessa ordem!

Desconheço a autoria.

Qual é o seu caminho?

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 29/10/2012 by Joe

Foi dificil acordar hoje de manhã? Talvez você seja mais um entre os que negociam minutos a mais com o despertador…

Sair da cama cambaleando, tentando organizar os pensamentos, para iniciar a rotina de todos os dias.

Seguimos, resignados, o roteiro da “vida real”, sabendo que não nos resta outra escolha a não ser assumirmos nosso papel na sociedade, nos esforçando para correspondermos às expectativas do chefe, esposa, marido, filhos, amigos…

Mas, e você, o que espera ?

Construímos nossas vidas sobre estruturas que já estavam aqui, afinal, todos fazem a mesma coisa sempre, certo? Acreditamos que não nos resta alternativa a não ser simplesmente aceitá-las.

Vestimos os uniformes, seguimos as regras, nos adequamos às demandas, muitas vezes suprimindo o que de fato nos habita.

Por que estou falando isso agora ?

Talvez para lhe questionar se esse caminho, esse que você está agora, é realmente o seu caminho. É nele que você gostaria de estar? Isso tem a ver com você de verdade? Essa é a sua vida mesmo?

Infelizes os que constroem seus dias a partir das necessidade financeiras, de medo ou culpa, preenchendo todas as suas ambições pelo desejo do reconhecimento alheio.

Um dia você foi “ligado na tomada” e apareceu por aqui. Sem nenhuma consciência, foi gerado e cuidado para que chegasse até este instante.

Todos os seus caminhos te trouxeram para o hoje, para essa tela de computador, para esse lugar, neste dia, neste segundo e – saiba – foi você quem quis assim.

E agora? Para onde irá? Não me refiro exclusivamente à navegação pela internet logo após ler este texto, mas, também, o que fará com o que está lendo? Como a maioria das mentes atuais, a sua está sobrecarregada de informações, mas qual delas guardará por considerar relevante? Será que você não está programado para arquivar apenas o que contribui para a manutenção do que já está?

É você quem determina para onde vai a partir de suas escolhas. É você quem escolhe. Você!

São suas prioridades que revelam que tipo de coração tem. Talvez você não veja agora outros caminhos. É possível que queira mudar algumas coisas, mas nem saiba como.

Preste atenção. Isto vale para absolutamente tudo: os caminhos – todos eles – existem em você. Aí dentro vivem todas as possibilidades que te transformariam em qualquer coisa.

A única questão é: você vê esses caminhos?

São seus olhos que iluminam seus passos, que definem o que você consegue enxergar. A luz que sai deles é a que habita seu coração. Seus caminhos revelam quem é você.

Então, o que você pecisa mudar?

Independente do que seja, comece pela mente. Nada mudará de verdade se antes você não mudar sua mente.

Alimente-a com o que faz bem. Sorva bons pensamentos, olhe por outras perspectivas; ouça boa música; leia bons livros; tenha pensamentos construtivos; enxergue o lado bom das pessoas, se há bons pensamentos que habitem seu interior; abra mão da autovitimização; deixe de adular seus traumas; fique perto de quem agrega, de tudo que construa um ser humano melhor e principalmente: perdoe, perdoe-se, livre-se do gigantesco peso da mágoa, da vingança, do “justicismo”, seja ele de que natureza for.

Se seu interior for bom, seus olhos também serão e, consequentemente, seus caminhos também.

Dificuldades e dores todos temos, mas quando você está em paz, o choro não significa desespero.

A dor não tangencia caminhos, a escassês vira apenas contratempo, oportunidade para amadurecer.

Quer repensar seus caminhos ?

Então, comece pelos caminhos que ninguém vê e que estão dentro de você. Mude sua mente.

Fazendo assim, todos, absolutamente todos os seus caminhos refletirão aquele que antes mudou em você.

Não existem fórmulas mágicas, não sei quantos passos para não sei o que, ou qualquer outro ritual que substitua o fato de que seus caminhos refletem quem você é.

Antes de mudá-los, mude sua mente.

Você só precisa perceber.

By Flávio Siqueira.

Liberte-se de si mesmo

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 26/10/2012 by Joe

Liberte-se do passado, da sintonia do negativo-padrão que se repete vida após vida, quase sem nenhuma alteração, pois a vida representa nada mais, nada menos que uma nova oportunidade para o novo, para a renovação.

Liberte-se do passado, não seja carcereiro de si mesmo, deixa a luz entrar. Abra a porta de seu próprio cárcere com a chave da realização, com a chave do autoconhecimento. E jogue a velha chave no fundo poço do tempo pretérito, porque vida é processo de conscientização.

Liberte-se do passado, da sintonia das somatizações, da dor e do sofrimento. Seja um ser receptivo à verdade sobre si mesmo que insiste em sobressair ao entulho que tudo cobre, limita e bloqueia, sufocando mentes e corações.

Liberte-se do passado, não seja aquilo que a sua sintonia deseja que você seja. Seja você mesmo, porque as sucessivas experiências desperdiçadas como num livro aberto estão a nos mostrar que, por enquanto, o passado é vencedor e o presente, perdedor.

Portanto, definitivamente, liberte-se de um tempo que deixou-lhe marcas, feridas abertas, cicatrizes… Supere-o com a força do amor, da libertação, através do único caminho possível, o iluminado caminho da autotransformação.

By Flávio Bastos, psicanalista clínico.

%d blogueiros gostam disto: