Arquivo para Ideais

Pressão social

Posted in Comportamento with tags , , , , , , , , , , , , , , on 29/07/2015 by Joe

Pressão social

O olho do outro está grudado em mim e me sinto permanentemente avaliado, nem sempre aprovado: se eu não for como sugerem ou exigem meu grupo, família, sociedade, se não atender às propagandas, aos modelos e ideais sugeridos, serei considerado diferente.

Como adolescentes queremos ser iguais à turma, como adultos queremos ser aceitos pela tribo: a pressão social é um fato inegável.

Não controlada, ela nos anulará!

By Lya Luft.

Vida é movimento

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 12/10/2014 by Joe

Vida é movimento

Viver é uma oportunidade única!

Uma jornada individual que se reinicia todos os dias, repleta de possibilidades e escolhas.

O bom aprendiz caminha atento e agradece ao acordar a cada manhã; enxerga a beleza que se disfarça na simplicidade onde flui a paz; entende que os resultados de hoje foram as opções de ontem; aprende a se refazer nas pequenas conquistas; aprecia o hoje antes do incerto amanhã, porque sabe que não é o tempo que passa, mas nós que passamos…

Vida é movimento e saber viver é uma arte!

Há uma longa distância entre sentir-se vivo e apenas existir. O mundo interior dá sinais de alerta, mas a rotina exterior o contesta. Seguimos na confusão da vida sem notar quando começamos a nos perder de nós mesmos, até que venha a saudade num dia qualquer, para nos lembrar de como éramos.

Assim, começa para muitos a busca íntima do resgate pessoal. Para manter o rumo durante o percurso não basta determinação: tem que ter coragem, saber arriscar e ousar.

Pedras atrapalham, mas também nos ensinam porque surgiram; nem sempre se pode removê-las, mas contorná-las é possível desde que os olhos se mantenham no horizonte, onde estão as metas, sonhos e ideais.

Recomeçar sempre que for preciso é permitir-se uma nova chance. Datas não servem para marcar o início, apenas para protelar. O melhor momento para o que deve ser feito é – e sempre será – “agora”. Quem espera não realiza, apenas se deixa levar!

Aproveite seu caminho a cada passo, sinta-se livre em si mesmo, redescubra o prazer e a leveza em simplesmente ser. Cultive a paz no espírito e relacione-se com seu Criador, porque Ele acredita em você… enquanto o mantém respirando.

No fundo, o que importa é “fazer valer a pena”!

By Mônica Comenale.

Nenhum homem é uma ilha

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31/07/2014 by Joe

Nenhum homem é uma ilha

Nestes tempos em que a violência impera por todo o planeta, em que mulheres são violentadas na Índia, crianças são bombardeadas dentro de escolas numa guerra estúpida, dezenas de conflitos dizimam populações inteiras na África, lembrei de um texto que li há alguns anos, em um blog, e resolvi republicá-lo aqui. Espero que vocês tenham o mesmo sentimento que eu tive ao ler.

By Joemir Rosa.

“Numa das preguiçosas tardes da minha adolescência, andando por uma rua do bairro de periferia em que vivia, encontrei jogado ao meio fio uma folha amarelada de caderno de desenho… Isso aconteceu há cerca de trinta anos. Mas ainda me lembro, como se fosse hoje, não sei explicar porque o fato jamais me deixou.

Na folha havia um desenho, feito em lápis de cor, com capricho de amador, uma ilha, dois coqueiros, o mar. No verso da folha, um poema de John Donne, poeta inglês do século XVI:

“Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo;
todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme.
Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica diminuída,
como se fosse um promontório, como se fosse o solar dos teus amigos ou o teu próprio;
a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano,
e por isso não me perguntes por quem os sinos dobram;
eles dobram por ti.”

Segundo o nível de consciência que tinha naquele momento, achei que era uma “cartinha de amor”, uma “prenda”, daquelas que a gente faz para agradar a quem ama. Guardei John Donne comigo pelo resto de minha vida. E quando meu amor-próprio era atingido pela insensibilidade, alheia ou pessoal, eu pensava “os sinos dobram por mim”…

E quando as antigas obras me falaram da “Alma do Mundo” eu pensava: “nenhum homem é uma ilha”… E quando o mestre Jung falava sobre o “inconsciente coletivo” e a física quântica sobre “massa crítica”, eu pensava: “a Europa fica menor se um seixo for levado”… Os anos vão passando e não me canso de encontrar sabedoria neste poema; e hoje penso que, enquanto não entendermos que “a morte de qualquer homem me diminui”, os assassinos continuarão a nascer…

A criança maltratada na Índia é o reflexo da minha criança interior. A mulher violada no Congo é o reflexo da mulher violada por padrões sociais e preconceitos em mim. Todos nos envergonhamos quando ouvimos uma mulher contar que foi violentada, todos nos sentimos envergonhados quando lembramos da fome e dos maltratos às crianças…

Mas a nossa condição privilegiada nos dá oportunidade de transformar preconceito em acolhimento. Por toda a fome do mundo, precisamos deixar de consumir em excesso! Por todas as mulheres do mundo, precisamos parar de destruir nossos corpos com remédios para emagrecer e antidepressivos. Precisamos parar de chamarmos umas às outras de nomes chulos, que reforçam o poder do estuprador, do abusador…

Por todas as crianças do mundo, precisamos educar nossos filhos com ideais humanitários. Por toda a paz no mundo, precisamos nos desapegar de compromissos profissionais ou familiares que nos levam à infelicidade, à mentira e à guerra…

Por toda a humanidade, precisamos fazer do amor e da solidariedade nosso bem maior. Porque dentro de cada um de nós existe um ser que chora por todos nós…

Que a Deusa abençôe a todos!

By Gislaine Carvalho.

Labirintos

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/05/2014 by Joe

Labirinto

Às vezes, a vida se assemelha a verdadeiros labirintos. Enveredamos por caminhos na certeza do rumo certo e, quando chegamos ao final, portas fechadas, só nos restando voltar e tentar nova caminhada! A vida é bem assim: uma constante procura, eterna busca de algo imperceptível.

Alguns param, outros perseveram. Mas a escolha é pessoal e intransferível.

Quando pensamos ter finalmente acertado, eis que mais uma porta se fecha perante nossos olhos aflitos e cansados, nos restando somente lágrimas e, muitas vezes, nenhum consolo.

Nesses instantes, nos esquecemos que somos a pessoa mais importante de nossas vidas e que a maior busca que devemos empreender é para dentro de nós mesmos, não nos preocupando com o mundo exterior, consequência que é do nosso reflexo.

Assim, se a vida continuar se assemelhando a labirintos, não duvidemos: sejamos luz, irradiando harmonia e calor, por mais que as portas continuem fechadas! E tenhamos em mente, sempre perseverar mais e mais em nossos caminhos, em busca das portas abertas dos nossos ideais mais íntimos.

Lembrando que, às vezes, é preciso derrubar muros, produzir atalhos!

Desconheço a autoria.

Força de vontade

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 08/07/2013 by Joe

Força de vontade

Quando você tem que vencer um limite, uma dificuldade, como por exemplo, ficar acordado até mais tarde, aprender uma nova lição, cumprir uma obrigação, tentar uma vaga na faculdade, pleitear um aumento de salário, conquistar um novo amor, comprar uma casa nova, parar de fumar, etc., você está exercitando a sua força de vontade.

A força de vontade é o instrumento do agir. Ela deriva do que alguns estudiosos chamam de instinto, e desenvolve mecanismos para que você consiga conquistar seus objetivos e ideais, desenvolve a iniciativa própria. A força de vontade, aliada à inteligência, é um grande instrumento, é um impulso comandado pelo apelo do querer, das necessidades mentais!

Mas a força de vontade pode ser sufocada ou inibida por repressões, decepções, comodismo, falta de estímulo ou de motivação. Um exemplo são os gordinhos compulsivos. Eles precisam emagrecer porque comem demais e o que não devem, mesmo sem fome ou apetite. Mas não conseguem. Falta força de vontade. Mas quando eles recebem um estímulo que desperta o “querer” emagrecer, eles acionam a força de vontade e conseguem.

A força de vontade pode ser acionada a qualquer tempo para entrar em ação, sempre que você estiver motivado ou estimulado. Ela pode trazer a disciplina e o sucesso.

Concluindo: força de vontade é o poder de ação do querer, projetando o ser para o movimento.

Desconheço a autoria.

Você sabe escutar?

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/06/2013 by Joe

Arte de ouvir

Recentemente, descobri que não sou um bom ouvinte e comecei a observar mais as pessoas nesse sentido. E constatei que muitas pessoas também têm tendência à chatice.

Sim, porque chato é aquele que sempre tem uma opinião sobre tudo e que acha que deve expressá-la a todo momento. O chato acredita que o outro não é capaz de dizer tudo o que é necessário e que a sua contribuição para o assunto ou para resolver o problema é fundamental e indispensável.

O chato não quer ouvir, não sabe ouvir, não suporta ouvir! Só quer falar e, justamente por isso, acaba perdendo momentos preciosos da vida, afastando-se de pessoas maravilhosas de seu convívio. E o pior: é rotulado, com razão, como arrogante!

É preciso exercitar a arte de ouvir porque, quem não ouve, não cresce; fica apenas com a bagagem que já possui.

Reconheça mais e considere os pensamentos e sentimentos das pessoas que convivem com você. Crie o hábito de perceber o que os outros querem realmente dizer. Dê uma chance às pessoas de colocarem por completo as suas ideias.

Saiba escutar! Aprenda a perceber as intenções e as necessidades dos outros. Seja mais humilde e ouça as pessoas, as suas verdades.

Coloque-se no agora e deixe claro para si mesmo o que foi dito pelo outro. Interesse-se pelos planos, pelos ideais, pelos problemas e pela vida de quem está diante de você, apenas tendo uma atitude de ouvir.

Tenha calma e abaixe a sua ansiedade quando estiver numa conversa. Fale, mas também ouça! Sorria mais também, viu? Desenvolva mais o seu bom humor e deixe mais à vontade quem conversa com você.

Desconheço a autoria.

Dez dicas para o dia a dia

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/05/2013 by Joe

Dicas para o dia a dia

1. Tenha sempre por perto algum objeto que o faça lembrar de alguma conquista importante;

2. Busque sempre o lado positivo das coisas. Isto atrai coisas ainda melhores;

3. Compartilhe ideias e opiniões, respeitando a posição dos outros, mas sem abrir mão de seus ideais;

4. Trabalhe com bom humor; isso integra as equipes e traz harmonia ao ambiente profissional;

5. Pergunte sempre, seja curioso. Esta é a maneira de se conhecer melhor e de demonstrar interesse pelas pessoas;

6. Instaure o seu happy-day. Regularmente, reserve um dia só para você fazer tudo o que mais gosta;

7. Seja solidário, pratique boas ações diariamente;

8. Enfim, desafie-se! Faça tudo diferente, pelo menos um dia por mês.

9. Use o bom senso, escute o coração e dispense a lógica sem culpas ou medos.

10. Simplesmente, seja feliz!

By Leila Navarro, agenda Atitude 2006.

%d blogueiros gostam disto: