Arquivo para Húngaro

Panna Cotta

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 11/08/2012 by Joe

Panna cotta (ou pannacotta) é um prato típico italiano, proveniente da região italiana de Piemonte. O nome, panna cotta, significa creme ou nata cozida. Trata-se de um doce muito parecido com o famoso flan na sua forma, embora sua textura lembre a de uma gelatina.

Contam, porém, que a origem dessa sobremesa é incerta. A principal versão, no entanto, diz que o doce teria sido inventado por uma descendente de húngaros no início do século XX, na sub-região piemontesa de Langhe.

Em sua elaboração entram nata de leite, açúcar, gelatina e especiarias, principalmente canela. Na receita original da panna cotta, o prato era aromatizado apenas com baunilha, mas algumas receitas regionais incluem rum ou Marsala (um vinho fortificado siciliano) no creme que forma o pudim. No Piemonte, o doce pode ir à mesa puro ou, como é comum nos restaurantes, com calda de frutas.

De certa forma, a panna cotta pode ser vista hoje mais como uma técnica do que como um doce específico, já que vem servindo de base para que chefs do mundo todo criem sobremesas que fogem bastante da receita tradicional italiana.

Panna cotta

Ingredientes

1 litro de creme de leite
1 pacote (12 g) de gelatina incolor e sem sabor
½ xícara (chá) de água
1 xícara (chá) de açúcar
1 colher (chá) de canela em pó

Modo de preparo

Leve ao fogo baixo o creme de leite, o açúcar e a canela, deixando aquecer bem. Reserve.

Dissolva a gelatina na água fria e leve ao fogo para dissolver.

Em seguida, bata no liquidificador o creme de canela com a gelatina, por dois minutos. Disponha em um refratário ou em forminhas levemente untadas com óleo e leve para gelar por duas horas. Decore a gosto, com calda caramelo ou de frutas.

Se preferir servir com calda de frutas, por exemplo, lave bem uns vinte morangos, junte quatro colheres de açúcar e leve ao fogo em uma panela, misturando bem até dissolver, acrescentando algumas colheres de água quando necessário para que a mistura não resseque e se transforme em geléia. Leve a calda à geladeira e despeje-a sobre o pudim no momento de servir.

Você pode preparar outras caldas com frutas de sua preferência.

By Joemir Rosa.

Goulash

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , on 30/07/2011 by Joe

Prato de origem húngara cujo nome remonta aos guardadores de bois chamados “gulyas”. A invenção deste prato, feito de carne de boi, cebolas, banha de porco e pimentão, sal e água, nos leva para o século IX, antes da fundação do Estado Húngaro, quando as tribos nômades buscavam uma alimentação adequada ao seu modo de vida instável e itinerante.

Nessa época comiam fatias de carne cozidas em fogo brando com cebolas. A carne era, em seguida, seca ao sol e transportada em odres. Em seus acompanhamentos, os nômades preparavam uma sopa, cozinhando essa carne em água com rábanos. Só mais tarde a páprica foi acrescentada ao goulash, que tradicionalmente é cozido em um caldeirão especial, o boorac.

O goulash que chegou ao ocidente, também chamado de “pörkölt”, pode ser preparado com carne bovina ou suina.

Mas o bom mesmo é poder curtir um prato diferente, de sabor exótico e delicioso. Existem algumas variações no preparo deste prato espalhadas pelo mundo (algumas até com cenouras, batatas, etc). A que eu publico aqui é muito saborosa, feita com ingredientes simples e de fácil preparo.

Goulash

Ingredientes

1 kg de alcatra ou coxão mole
1 cebola
2 tomates
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
1 colher (sopa) de sal
2 dentes de alho amassados
1/4 de xícara (chá) de vinho tinto seco
1 colher (chá) de páprica picante
1 cubo de caldo de carne
1 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de água
alecrim a gosto

Modo de preparo

Corte a carne em pequenos cubos. Descasque a cebola e o tomate e corte-os em pequenos pedaços. Em uma panela, aqueça o azeite, coloque a carne e deixe fritar, mexendo com uma colher de pau para não queimar. Quando já estiver bem frita, acrescente a cebola e o tomate picados, o extrato de tomate, o sal, o alho e deixe cozinhar durante 10 minutos.

Acrescente o vinho, a páprica, o caldo de carne e a água. Cozinhe por 20 minutos, até que a carne fique macia. Por último, adicione a farinha dissolvida nas 3 colheres de água. Deixe cozinhar por mais alguns minutos até o molho encorpar. Na hora de servir coloque alguns raminhos de alcrim e sirva com arroz, batata palha e salada verde.

Aproveitando que o tempo está convidativo, um bom vinho tinto completa a mesa!

Bom apetite!

By Joemir Rosa.

Goulash

Posted in Receitas with tags , , , , , on 26/09/2009 by Joe

GoulashPrato de origem húngara cujo nome remonta aos guardadores de bois chamados “gulyas”. A invenção deste prato, feito de carne de boi, cebolas e páprica nos leva para o século IX, antes da fundação do Estado Húngaro, quando as tribos nômades buscavam uma alimentação adequada ao seu modo de vida instável e itinerante.

Nessa época comiam fatias de carne cozidas em fogo brando com cebolas. A carne era, em seguida, seca ao sol e transportada em odres. Em seus acompanhamentos, os nômades preparavam uma sopa, cozinhando essa carne em água com rábanos. Só mais tarde a páprica foi acrescentada ao goulash, que tradicionalmente é cozido em um caldeirão especial, o boorac.

O goulash que chegou ao ocidente, também chamado de “pörkölt”, pode ser preparado com carne bovinha ou suina.

Mas o bom mesmo é poder curtir um prato diferente, de sabor exótico e delicioso. A receita abaixo é muito saborosa, feita com ingredientes conhecidos por todos nós e de fácil preparo.

Goulash

Ingredientes

1 kg de alcatra ou coxão mole
1 cebola
2 tomates
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
1 colher (sopa) de sal
2 dentes de alho amassados
1/4 de xícara (chá) de vinho tinto seco
1 colher (chá) de páprica
1 cubo de caldo de carne
1 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de água

Modo de preparo

Corte a carne em pequenos cubos. Descasque a cebola e o tomate e corte-os em pequenos pedaços. Em uma panela, aqueça o azeite, coloque a carne e deixe fritar, mexendo com uma colher para não queimar. Quando já estiver bem frita, acrescente a cebola e o tomate picados, o extrato de tomate, o sal, o alho e deixe cozinhar durante 10 minutos. Acrescente o vinho, a páprica, o caldo de carne e a água. Cozinhe por 20 minutos, até que a carne fique macia. Por último, adicione a farinha dissolvida nas 3 colheres de água. Deixe cozinhar por mais alguns minutos até o molho encorpar. Sirva com arroz e batata palha.

Aproveitando que o tempo está convidativo, um bom vinho tinto completa a mesa!

Bon appétit!

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: