Arquivo para Goiaba

Mousse de goiaba com calda

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/08/2014 by Joe

Mousse de goiaba com calda

Já contei a origem da mousse por diversas vezes em receitas passadas. Falei sobre os benefícios da gelatina e como ela é preparada. Então, não vou me repetir. Quem quiser saber mais sobre o assunto, use o Busca no Blog, colocando a palavra “mousse”, sem aspas.

Hoje trago mais uma deliciosa receita, tendo como ingrediente principal a goiaba! Rica em vitamina C, um antioxidante que neutraliza a ação dos radicais livres responsáveis pelo processo de envelhecimento precoce. Rapidamente absorvida pelo intestino delgado, a vitamina C é necessária para a produção de colágeno, a formação dos glóbulos vermelhos do sangue e o metabolismo de alguns aminoácidos. Também facilita a absorção de ferro e aumenta a resistência a infecções.

A quantidade de vitamina C da goiaba é três vezes maior que aquela que o nosso organismo precisa diariamente. E tem quatro vezes mais desse nutriente que as laranjas. Por isso, se você ingerir meia goiaba por dia, já será o suficiente. A recomendação dos especialistas é que a ingestão diária de frutas deva corresponder de três a quatro porções (uma goiaba equivale a uma porção).

Além disso, a goiaba é fonte de licopeno, um elemento predominante no plasma e nos tecidos humanos, sendo encontrado em um número limitado de alimentos de cor vermelha (tomate e seus derivados, melancia, mamão e pitanga são exemplos). É um dos mais potentes antioxidantes, sendo sugerido na prevenção de cânceres e da formação de placas de gorduras nos vasos sanguíneos.

As fibras solúveis ou insolúveis são benéficas na redução do colesterol (especialmente o ruim, LDL) e demais frações de gordura no sangue (como os triglicérides), assim como no controle de taxa de glicose no sangue, na regulação do funcionamento do intestino e no controle da fome. Vale a pena lembrar que somente comer goiabas não é suficiente. O aumento de sua ingestão deve ser gradual e também acompanhado de um proporcional consumo de líquidos.

Bom… informações nutricionais à parte, vamos à mais uma deliciosa sobremesa!

Mousse de goiaba com calda

Ingredientes

Mousse

2 goiabas vermelhas em fatias
1 xícara (chá) de água
½ xícara (chá) de açúcar
1 lata de creme de leite
1 envelope de gelatina incolor sem sabor
4 colheres (sopa) de água

Calda

1 goiaba vermelha picada
1 xícara (chá) de água
½ xícara (chá) de açúcar
folhas de hortelã a gosto

Modo de preparo

Hidrate a gelatina com as 4 colheres de água, de acordo com as instruções da embalagem. No liquidificador, bata a goiaba com a xícara de água e passe por uma peneira para descartar as sementes.

Coloque o creme de novo no liquidificador e junte a gelatina, o açúcar e o creme de leite. Bata bem e, quando estiver um creme homogêneo, ponha em taças de sobremesa. Leve à geladeira por duas horas ou até ficar firme.

Prepare a calda, batendo todos os ingredientes no liquidificador, depois passe pela peneira e leve ao fogo. Deixe ferver por cinco minutos. Na hora de servir, despeje sobre a mousse nas taças e decore com folhas de hortelã ou mais pedacinhos de goiaba.

By Joemir Rosa.

Mousse Romeu e Julieta

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , on 17/12/2011 by Joe

Duas histórias de amor envolvendo os mesmos personagens: Romeu e Julieta!

A primeira delas:

Romeu e Julieta eram dois jovens de famílias rivais, os Montecchios e os Capuletos. Perdidamente apaixonados, decidem fugir para viver esse grande amor.

O texto desenrola-se numa sequência de atos trágicos que culminam com a morte fatídica do casal. A história é uma peça teatral, uma das mais importantes obras de William Shakespeare, lançada por volta de 1595.

Contudo, ao contrário do que a maioria acredita, a peça não foi escrita pelo dramaturgo inglês. O texto é uma adaptação do poema “A Trágica História de Romeu e Julieta” (1564) de Arthur Brooke, que por sua vez descende da história escrita por Masuccio Salernitano, “Mariotto e Gianozza” (1476).

Ou seja, um copiando do outro e inventando.

A segunda história:

A goiabada é um doce típico da gastronomia caipira brasileira e consumido em quase todo o mundo. Ela surgiu no Brasil quando a goiaba foi usada pelos colonos portugueses como substituto para produzir a marmelada. O costume de conservar frutas em forma de doce data aos tempos dos romanos.

Sua consistência é bastante firme, composto por goiaba, água e açúcar. A forma artesanal é normalmente apresentada em caixas de madeira e possui o formato de um tijolo. A forma industrializada vem em latas redondas.

Acompanhada de queijo, em especial o queijo minas, forma o “Romeu e Julieta”, tradicional sobremesa brasileira. A combinação de “goiabada e queijo” deriva de influência búlgara. A receita do queijo cremoso que faz parceria com a goiaba em calda chegou às ilhas do Caribe na bagagem de imigrantes vindos da Bulgária.

De novo, um copiando do outro e inventando.

Desta forma, acredito que muita gente tem a sua história de amor, seja romântica ou culinária. E a combinação goiabada com queijo é uma das que têm um grande número de variações, até porque a combinação doce-salgado agrada grande parte dos paladares.

A receita da sobremesa de hoje é uma dessas histórias, uma variação do famoso Romeu e Julieta que, tenho certeza, vai agradar muito até os os paladares mais exigentes.

Mousse Romeu e Julieta

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 copo de requeijão cremoso
2 latas de creme de leite com o soro
300 gr de ricota
2 pacotes de gelatina incolor
1 xícara de água
1 pacote de goiabada (500 gr)

Modo de preparo

Bata no liquidificador o leite condensado, o requeijão, o creme de leite e a ricota. Hidrate a gelatina na água fria e leve ao microondas por 20 segundos até que ela se dissolva bem. Junte ao creme no liquidificador e bata até obter um creme bem liso.

Despeje a mistura em uma taça de vidro grande ou em uma compoteira e leve à geladeira por 4 horas.

Corte a goiabada em pedaços e leve ao fogo, juntando uma xícara de água. Aqueça a goiabada até virar uma geléia rala e depois gele por umas 4 horas. Sirva a goiabada sobre a mousse ou em uma compoteira separada.

By Joemir Rosa.

Pedido de demissão!

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/08/2010 by Joe

Venho, por meio desta, apresentar oficialmente meu pedido de demissão da categoria dos adultos. Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades e as idéias de uma criança.

Quero acreditar que o mundo é justo, e que todas as pessoas são honestas e boas. Quero acreditar que tudo é possível.

Quero que as complexidades da vida passem despercebidas por mim, e quero ficar encantada com as pequenas maravilhas deste mundo. Quero de volta uma vida simples e sem complicações.

Estou cansada de dias cheios de papéis inúteis, computador, notícias deprimentes, contas, fofocas, doenças e a necessidade de atribuir um valor monetário a tudo que existe.

Não quero mais ter que inventar jeitos para ganhar dinheiro para pagar por coisas que verdadeiramente não necessito.

Não quero mais dizer adeus à pessoas queridas e, com elas, a uma parte da minha vida. Elas ficam, a partir de agora, eternamente vivas no meu mundo da imaginação.

Quero deitar a cabeça em meu travesseiro todas as noites, chamar ao Deus Todo-Poderoso de “Papai do Céu” e apagar cinco segundos depois.

Quero ter a certeza de que Ele está mesmo no céu, e que durante o sono nos encontramos e conversamos um monte.

Quero ir tomar café da manhã na padaria da esquina e achar bem melhor do que um restaurante cinco estrelas.

Quero viajar ao redor do mundo no barquinho de papel que vou navegar numa poça deixada pela chuva. A mesma chuva que me molhou inteira porque continuei brincando na rua.

Quero jogar pedrinhas na água e ter tempo para olhar as ondas que elas formam.

Quero andar me equilibrando nos paralelepípedos como se fosse a grande equilibrista do circo.

Quero achar que as moedas de chocolate são melhores do que as de verdade, porque posso comê-las e ficar com a cara toda lambuzada.

Quero levar duas horas comendo o meu Galack, torcendo para que ele nunca acabe.

Quero ficar feliz quando amadurece a primeira manga, ou quando tenho que colher todas as goiabas para fazer doce na panela de barro.

Quero poder passar as tardes de verão à sombra de uma árvore, construindo castelos no ar e dividindo-os com meus amigos.

Quero voltar a achar que chicletes e picolés são as melhores coisas da vida.

Quero que as maiores competições em que eu tenha de entrar sejam um jogo de cartas, dominó ou fazer túneis na areia da praia …

Eu quero voltar ao tempo em que tudo o que eu sabia era o nome das cores, dos números de 1 a 10, das cantigas de roda, recitar a “Batatinha quando nasce” e isso não me incomodava nadinha, porque eu não tinha a menor idéia de quantas coisas eu ainda não sabia…

Voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da existência de coisas que podem nos preocupar e aborrecer.

Eu quero acreditar no poder dos sorrisos, dos abraços, dos agrados, das palavras gentis, da verdade, da justiça, da paz, dos sonhos, da imaginação, dos castelos no ar e na areia. E o que é mais: quero estar convencida de que tudo isso vale muito mais do que o dinheiro!

Por isso, tomem aqui as chaves do carro, a lista do supermercado, as receitas do médico, o talão de cheques, os cartões de crédito, o contracheque, os crachás de identificação, o pacotão de contas a pagar, a declaração de renda, a declaração de bens, as senhas do meu computador e das contas no banco, e resolvam as coisas do jeito que quiserem. A partir de hoje, isso é com vocês, porque eu estou me demitindo da vida de adulto.

Agora, se você quiser discutir a questão, vai ter de me pegar, porque…

PIQUE! O PEGADOR ESTÁ COM VOCÊ!

E, para sair do pegador, só tem um jeito: demita-se você também dessa sua vida chata de adulto e venha brincar comigo. Vamos andar na chuva sem medo do resfriado.

Não tenha medo de ser feliz!

By Conceição Trucom.

Mousse Romeu e Julieta

Posted in Receitas with tags , , , , , on 20/03/2010 by Joe

Duas histórias de amor envolvendo os mesmos personagens: Romeu e Julieta!

A primeira delas:

Romeu e Julieta eram dois jovens de famílias rivais, os Montecchios e os Capuletos. Perdidamente apaixonados, decidem fugir para viver esse grande amor.

O texto desenrola-se numa seqüência de atos trágicos que culminam com a morte fatídica do casal. A história é uma peça, uma das mais importantes obras de William Shakespeare, lançada por volta de 1595.

Contudo, ao contrário do que a maioria acredita, a peça não foi escrita pelo dramaturgo inglês. O texto é uma adaptação do poema “A Trágica História de Romeu e Julieta” (1564) de Arthur Brooke, que por sua vez descende da história escrita por Masuccio Salernitano, “Mariotto e Gianozza” (1476).

Ou seja, um copiando do outro e inventando.

A segunda história:

A goiabada é um doce típico da comida caipira brasileira e consumido em quase todo o mundo. Ela surgiu no Brasil quando a goiaba foi usada pelos colonos portugueses como substituto para produzir a marmelada. O costume de conservar frutas em forma de doce data aos tempos dos romanos.

Sua consistência é bastante firme, composto por goiaba, água e açúcar. A forma artesanal é normalmente apresentada em caixas de madeira e possui o formato de um tijolo. A forma industrializada vem em latas redondas.

Acompanhada de queijo, em especial o queijo minas, forma o “Romeu e Julieta”, tradicional sobremesa brasileira. A combinação de “goiabada e queijo” deriva de influência búlgara. A receita do queijo cremoso que faz parceria com a goiaba em calda chegou às ilhas do Caribe na bagagem de imigrantes vindos da Bulgária.

De novo, um copiando do outro e criando.

Desta forma, acredito que muita gente tem a sua história de amor, seja romântica ou culinária. E a combinação goiabada com queijo é uma das  que têm um grande número de variações, até porque a combinação doce-salgado agrada a maioria dos paladares.

A receita da sobremesa de hoje é uma dessas histórias, uma variação do famoso Romeu e Julieta que, tenho certeza, vai agradar muito até os os paladares mais exigentes.

Mousse Romeu e Julieta

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 copo de requeijão cremoso
2 latas de creme de leite com o soro
300 gr de ricota
1½ pacote de gelatina incolor
1 xícara de água
1 pacote de goiabada (500 gr)

Modo de preparo

Bata no liquidificador o leite condensado, o requeijão, o creme de leite e a ricota. Hidrate a gelatina na água fria e leve ao microondas por 20 segundos até que ela se dissolva. Junte ao creme do liquidificador e bata até obter um creme bem liso.

Despeje a mistura em uma taça de vidro grande ou em uma compoteira e leve à geladeira por 4 horas.

Corte a goiabada em pedaços e leve ao fogo, juntando uma xícara de água. Aqueça a goiabada até virar uma geléia rala e gele por umas 4 horas. Sirva a goiabada sobre a mousse ou em uma compoteira separada.

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: