Arquivo para Germes

O Homem e a Natureza

Posted in Meio ambiente, Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/08/2014 by Joe

O Homem e a Natureza

Ao romper do dia, sentei-me na campina, travando conversa com a Natureza, enquanto o Homem ainda descansava sossegadamente nas dobras da sonolência. Deitei-me na relva verde e comecei a meditar sobre estas perguntas:

– “Será a beleza verdade?”

– “Será verdade a beleza?”

E, em meus pensamentos, vi-me levado para longe da humanidade. Minha imaginação descerrou o véu de matéria que escondia meu íntimo. Minha alma expandiu-se e senti-me ligado à Natureza e a seus segredos. Meus ouvidos puseram-se atentos à linguagem de suas maravilhas.

Assim que me sentei e me entreguei profundamente à meditação, senti uma brisa perpassando através dos galhos das árvores e percebi um suspiro como o de um órfão perdido.

– “Por que te lamentas, brisa amorosa?” perguntei.

E a brisa respondeu:

– “Porque vim da cidade que se escalda sob o calor do sol, e os germes das pragas e contaminações agregaram-se às minhas vestes puras. Podes culpar-me por lamentar-me?”

Mirei depois as faces de lágrimas coloridas das flores e ouvi seu terno lamento… E indaguei:

– “Por que chorais, minhas flores maravilhosas?”

Uma delas ergueu a cabeça graciosa e murmurou:

– “Choramos porque o Homem virá e nos arrancará, e nos porá à venda nos mercados da cidade.”

E outra flor acrescentou:

– “À noite, quando estivermos murchas, ele nos atirará no monte de lixo. Choramos porque a mão cruel do Homem nos arranca de nossas moradas nativas.”

Ouvi também um riacho lamentando-se como uma viúva que chorasse o filho morto, e o interroguei:

– “Por que choras meu límpido riacho?”

E o riacho retrucou:

– “Porque sou compelido a ir à cidade, onde o Homem me despreza e me rejeita pelas bebidas fortes, e faz de mim carregador de seu lixo, polui minha pureza e transforma minha serventia em imundície.”

Escutei, ainda, os pássaros soluçando e os interpelei:

– “Por que chorais meus belos pássaros?”

E um deles voou para perto, pousou na ponta de um ramo e justificou:

– “Daqui a pouco, os filhos de Adão virão a este campo com suas armas destruidoras e desencadearão uma guerra contra nós, como se fôssemos seus inimigos mortais. Agora estamos nos despedindo uns dos outros, pois não sabemos quais de nós escaparão à fúria do Homem. A morte nos segue, aonde quer que vamos.”

Então, o sol já se levantava por trás dos picos da montanha e coloria os topos das árvores com auréolas douradas. Contemplei tão grande beleza e me perguntei:

– “Por que o homem deve destruir o que a Natureza construiu?”

By Khalil Gibran.

Lavar as mãos evita doenças

Posted in Saúde with tags , , , , , , , , , , , , , , on 16/10/2009 by Joe

Lavando as mãosPesquisas mundiais apontam que 40% das pessoas não lavam as mãos depois de ir ao banheiro. Índices sobre o assunto são ratificados com novas pesquisas a cada ano, como a publicada no Journal of Environmental Health de Setembro, que apontou que apenas 17% de estudantes de uma universidade canadense seguiam as recomendações de lavar as mãos.

Por isso, não é exagero lembrar os procedimentos corretos de higienização das mãos, tão importante em tempos da gripe tipo A, vírus H1N1 (a famosa gripe suína). No dia 15 de Outubro, comemorou-se pelo segundo ano o Dia Mundial de Lavagem das Mãos, iniciativa do Unicef, organizações não-governamentais ligadas à saúde e de empresas privadas. É a segunda data destinada à conscientização do gesto. A Organização Mundial de Saúde comemora o Dia Mundial de Lavagem das Mãos em 5 de maio.

“Lavar as mãos com sabão é a maneira mais eficaz e barata de prevenir diarreias e infecções respiratórias agudas, causa da morte de milhares de crianças em países em desenvolvimento em todo o mundo. Apesar desse potencial, é raramente praticado e difícil de promover”, diz o texto sobre a campanha, realizada desde o ano passado.

O simples gesto reduz em 50% o índice de mortes por diarreia e em 25% as por infecções respiratórias, e são mais eficientes do que prevenção por meio de vacinas ou intervenções médicas.

Neste dia, crianças de mais de 70 países em todos os continentes irão desenvolver atividades nas escolas, playgrounds e comunidades envolvendo a higiene das mãos. O desafio é transformar a lavagem das mãos com sabão em um hábito automático feito em casa, escolas e comunidades em todo o mundo.

“É necessário que se transforme em um comportamento”, disse a médica Thais Guimarães, infectologista do Hospital das Clínicas em São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Infectologia.

Veja abaixo como deve ser feita a correta higienização das mãos e como proceder caso as condições não sejam ideais, principalmente em locais públicos.

Quando lavar:

Antes de comer e antes e depois de ir ao banheiro são fundamentais. “E sempre que levar a mão ao nariz ou à boca, pois pode contaminar objetos e outras pessoas com germes”, afirmou a infectologista. Não é necessário lavar as mãos várias vezes por dia, fora dessas situações. “Não é preciso ser neurótico. Basta lavar sempre que perceber que estão sujas e precisam ser higienizadas. É diferente de um profissional de saúde que tem necessidade de lavar várias vezes por dia”. As situações mais indicadas são após pegar em locais de grande contato como telefones, volantes, maçanetas, corrimão.

Condições ideais:

A correta higiene das mãos é feita com água corrente, sabonete líquido e papel toalha para secar a pele. Mas isso não significa que basta usar os itens e pronto, você estará com a pele limpa. A remoção das bactérias é feita por ação mecânica, ou seja, é necessário esfregar as mãos. “Além disso, a espuma presente no sabonete ajuda a remover a gordura da pele, eliminando maior quantidade de germes”, disse Thais.

Sabonete:

Fora de casa, é necessário usar sempre sabonete líquido. Se a única opção for o em barra, não use. “É ítem contaminado, pois quem lavou as mãos antes deixou bactérias no produto”, afirmou Thais Guimarães. Nesse caso, esfregue as mãos, seguindo os movimentos que faria com o sabão, mas lave apenas com água.

Secagem:

O material disponível para secagem das mãos deve ser de uso exclusivo, ou seja, toalhas de papel descartáveis. Se as opções forem as de pano ou toalhas convencionais, melhor não secar. “E não enxugue na roupa, pois estará contaminando novamente as mãos”, disse a infectologista. Segundo a especialista, o ar quente, disponível em aparelhos também é eficaz e tem o mesmo efeito da toalha de papel. E um outro cuidado ainda é importante: fechar a torneira protegendo a mão com o papel. “Enxágue as mãos, pegue o papel e seque as mãos. Com esse mesmo papel feche a torneira.” Isso é importante pois são partes contaminadas por bactérias oriundas das mãos de pessoas que acabaram de ir ao banheiro. Thais ainda completa dizendo que o uso do papel para abrir a porta do banheiro não é tão necessário.

Sem água:

Na ausência de pia ou a presença de uma pia que não oferece condições de higiene, o gel de limpeza de mãos são tão eficientes quanto uma lavagem correta das mãos, pois a maioria contém álcool, que remove boa parte das bactérias. No caso de outros produtos, como lenços umedecidos, é preciso prestar atenção à formulação. As que contiverem álcool são eficazes, mas os demais farão limpeza parcial das mãos, resultado mais da ação mecânica.

Produtos de ação bactericida:

Não é recomendado o uso de sabonetes antibacterianos, a não ser sob indicação médica. “Tem maior poder de destruição de bactérias, eliminando até as que fazem a defesa da nossa pele, o que pode causar ressecamento e outras dermatites, como alergias”, afirmou Thais Guimarães. Não é necessário nem em crianças que brincaram na rua. “Não há diferença entre os sabonetes, não há um mais eficaz, pois a eficiência está na ação mecânica.”

By Michelle Achkar para o Terra.

Veja aqui um video com animação sobre como os germes se espalham.

Como os germes se espalham

Posted in Saúde with tags , , , , , on 16/08/2009 by Joe

Tradução dos créditos iniciais e finais do video:

Germes 2Os germes estão em todos os lugares.
Alguns germes são virus.
Alguns germes são bactérias.
Alguns germes vivem no ar.
Todos os germes adoram lugares que sejam úmidos, quentes e escuros.
É aí que os germes se dividem e se multiplicam melhor.

A estória que vocês verão no video abaixo é verdadeira. As bactérias foram modificadas para parecerem menos amedrontadoras. Aqui elas tem olhos e cantam enquanto se multiplicam.
Então, relaxem e curtam!

Espirro: como os germes se espalham!

Não esqueça: suas mãos carregam muitos germes, mesmo que você não consiga ve-los.

Lave suas mãos várias vezes ao dia.

Use, de preferência, água quente e sabão líquido para obter melhores resultados.

Para evitar espalhar germes você pode também usar o dorso de sua mão quando espirrar. Ou usar as mangas de suas roupas. Melhor contaminar a sua camisa preferida do que seu amigo!

Com germes, assim como tudo mais, o melhor que você fizer acaba retornando para você mesmo!

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: