Arquivo para Desenvolvimento humano

Agir e sentir

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , on 02/05/2011 by Joe

William James é considerado o pai da psicologia moderna. Ele foi professor de psicologia e de filosofia da Universidade de Harvard, uma das mais conceituadas do mundo.

Uma vez perguntaram ao Dr. James:

– Em sua opinião, qual foi a descoberta científica mais importante no campo do desenvolvimento humano?.

– Até bem pouco tempo atrás pensava-se que, para agir, você tinha antes que sentir. Hoje nós sabemos que o contrário também é verdadeiro: você começa a agir e a vontade aparece. Essa é a descoberta científica mais importante no campo do desenvolvimento humano. Se você está com preguiça de arrumar a gaveta, quando começa a fazer esse serviço dá vontade de arrumar todo o armário. Você arruma o armário e dá vontade de arrumar o quarto. Arruma o quarto e dá vontade de arrumar a casa, embora no início tivesse preguiça de arrumar a gaveta.

Na vida também é assim: tem gente que passa a vida esperando ter vontade para fazer algo. Sabe qual é o segredo? Comece a fazer, que a vontade aparece. Se você for esperar a vontade aparecer, vai ficar parado a vida inteira.

O agir e o sentir formam uma via de mão dupla, que tanto pode ir num sentido como no outro. Você pode começar a fazer alguma coisa e a vontade aparecer, ou pode ter vontade e então fazer alguma coisa. Mas se você ficar esperando a vida inteira, poderá passar uma vida em vão. Tem gente que passa a vida dizendo:

– “Um dia eu vou abrir uma empresa!”, e nunca realiza o sonho. O segredo não é esperar para fazer: é fazer que a vontade aparece. Está sem vontade de fazer algo? Comece a fazer que a vontade aparece.

William James estava certo – essa foi uma das descobertas mais importantes no desenvolvimento humano nos últimos 100 anos, porque graças a essa constatação você pode começar agora mesmo a fazer aquilo que nem está com vontade, mas que sabe ser importante. Pode ser até uma coisa pequena. Se a cada dia você melhora um pouquinho (hoje melhor do que ontem, pior do que amanhã), você vai melhorando cada vez mais.

O dia em que parar de melhorar, meu amigo, está na hora de morrer, porque a vida é um aprendizado constante. Aprendemos sempre, a cada dia. Se você me disser que não tem mais nada para aprender, digo: está na hora de morrer!

Desconheço a autoria.

Programação Neurolinguística

Posted in Ciência with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/05/2010 by Joe

Muito mais do que uma maneira de falar ou de pensar positivamente, este sistema de conhecimentos, surgido na Califórnia (EUA) no início dos anos 70, vem revolucionando os métodos de comunicação e desenvolvimento humano, sendo largamente procurado por pessoas das áreas de terapia, RH, vendas, treinamento, educação e marketing (entre outras).

A Programação Neurolinguística pode ser definida como o estudo da experiência subjetiva humana, um modelo de se entender como o cérebro registra informações, como gera comportamentos e emoções a partir deste material registrado, e de como se alterar estes registros de maneira a se obter novas respostas emocionais ou comportamentais, seja em um indivíduo ou equipe. Mas como?

A PNL parte do pressuposto de que todo o comportamento tem uma estrutura que o sustenta, compostas por estratégias automáticas como sensações, imagens, diálogos internos, crenças, valores, decisões inconscientes. Estas estruturas ou programações podem ser possibilitadoras ou limitadoras para o momento presente da vida. Por exemplo: uma pessoa espiritualizada que, em algum momento da vida, adotou a crença de que quem tem muito dinheiro não vai para o céu, provavelmente vai se causar escassez financeira por toda a vida. E, se de repente, algum dia tiver dinheiro em abundância, pode, inconscientemente, arrumar uma maneira de perdê-lo.

Um outro exemplo, o da timidez excessiva que normalmente tem como principal causa “imprints” de vergonha na infância, ou seja, o inconsciente muito exposto da criança registrou fortemente aquela emoção e, a partir daí, passou a dispará-la diante de qualquer estímulo vagamente semelhante.

Na verdade, segundo a PNL, o nosso livre arbítrio é limitado. Isto é, agimos conforme podemos e não conforme queremos, nossos comportamentos e emoções estão condicionados às nossas configurações inconscientes. Normalmente temos aquele mesmo repertório de emoções e comportamentos diante daquelas pessoas ou situações. E estes são resultantes de nossas tais programações e são justamente sobre elas que a PNL atua.

Através de um conjunto de técnicas específicas pode-se detectar e alterar as determinadas programações emocionais inconscientes responsáveis por comportamentos e sensações limitantes na vida da pessoa.

E uma das razões que faz da PNL uma ferramenta de resultados extremamente eficientes e rápidos é que, ao invés de trabalhar genericamente a vida da pessoa como um todo, ela age cirurgicamente justamente sobre as estruturas ou registros inconscientes específicos referentes àquelas questões que se quer mudar, economizando-se, assim, tempo e dinheiro.

Uma outra característica importante desta abordagem é que quem passa por um processo de atendimento pessoal não fica se esforçando para conseguir resultados. O processo é feito em seus registros inconscientes de maneira que com o passar do tempo, a pessoa vai se surpreendendo agradavelmente com as mudanças em sua vida, emoções e comportamentos.

Hoje em dia as pessoas que mais procuram esta abordagem são justamente aquelas que já passaram por processos longos terapêuticos e obtiveram poucos resultados e que agora buscam uma mudança rápida e objetiva em alguns aspectos da vida.

Por tudo isso a PNL é hoje considerada o um dos métodos mais eficientes para mudanças emocionais ou comportamentais breves. Pode ser utilizada tanto para questões emocionalmente complexas como depressão, pânico, timidez e insegurança, como para questões comportamentais mais simples como uma dificuldade de estudar ou de levantar cedo. Mais do que um tratamento, a PNL oferece um processo catalisador de desenvolvimento pessoal em qualquer área da vida. Vale a pena conferir.

By Plínio de Souza, consultor pessoal e empresarial, coach pessoal com mais de 4.000 horas de prática, coach executivo certificado pelo European Coaching Association (ECA), Trainer credenciado pela “Corporate Coach U” para ministrar o programa de certificação internacional “The Coach Clinic” de formação de líderes, Master Practitioner e Trainer em Programação Neurolinguística com certificação Internacional em Constelações Familiares pelo Instituto de Filosofia Prática da Alemanha, Bacharel em Psicologia. Sócio diretor da Ápice Desenvolvimento Humano que presta serviços de consultoria, coaching executivo e pessoal e realiza treinamentos  de desenvolvimento  abertos e in company.

%d blogueiros gostam disto: