Arquivo para Competitividade

Felicidade realista

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/09/2011 by Joe

A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos. Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.

Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.

E quanto ao amor? Ah, o amor … não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo!

Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito!

É o que dá ver tanta televisão…

Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Ter um parceiro constante pode, ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.

Olhe para o relógio: é hora de acordar!

É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.

Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se.  Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz.

Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

By Martha Medeiros.

Pare e pense!

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , on 24/02/2010 by Joe

MEMORANDUM

Para:

JESUS (Filho de José e Maria)

Oficina de Carpintaria
25922 – Nazaré – Judéia

Prezado Rabi,

Obrigado por enviar-nos o “Curriculum Vitae” dos doze homens que escolheu para ocupar posições de destaque e gerenciamento em sua nova empreitada.

Todos já foram submetidos aos nossos testes. Marcamos, para cada um deles, entrevistas pessoais com o nosso psicólogo e com o encarregado dos testes vocacionais, cujos resultados registramos em nossos computadores para eventuais consultas futuras. Anexo, encaminhamos os perfis de nossos testes.

Recomendamos minucioso exame individual.

Como parte de nossos serviços e para sua melhor orientação, tecemos alguns comentários gerais, que resultam dos pareceres de nosso pessoal, da mesma forma que um auditor faz declarações generalizadas sobre suas conclusões:

Nossa equipe é de opinião que falta, à maioria de seus escolhidos, experiência, escolaridade e aptidão vocacional para o tipo de empreendimento a que o senhor se propõe.

Acha também que não possuem a desejável noção de equipe, para a execução da tarefa. Todos deixam a desejar no quesito “cuidados e aparência pessoal”. Recomendamos que continue a procurar pessoas com experiência em gerenciamento e que apresentem capacidade comprovada:

Simão Pedro é emocionalmente instável, sujeito a explosões intempestivas.

André não possui absolutamente nenhuma capacidade de liderança.

Os dois irmãos, Tiago e João, filhos de Zebedeu, colocam o interesse pessoal acima da lealdade à empresa.

João é uma pessoa excessivamente humilde, dificilmente conseguirá demonstrar autoridade sobre outras pessoas.

Sentimos informar que Mateus faz parte da lista negra do Departamento de Negócios de Jerusalém.

Tiago, filho de Alfeu, bem como Tadeu, possuem, definitivamente, inclinações radicais. Ambos atingiram uma elevada marca na escala maníaco-depressiva.

Tomé demonstra uma atitude de dúvida que poderia abalar o estado de espírito do grupo.

Um dos candidatos porém, demonstra um grande potencial. É um homem capacitado e cheio de recursos. Tem facilidade de comunicação, mente aguçada para negócios, bom trânsito entre pessoas de alta posição. É altamente motivado, ambicioso e responsável. Recomendamos Judas Iscariotes como seu controlador e braço direito.

Os demais perfis são auto-explanatórios. Desejamos-lhe sucesso em seu novo empreendimento.

Atenciosamente.

Consultoria Geral Jordan
Departamento de Recursos Humanos
26544 Jerusalém – Palestina

Agora pare e pense:

O texto fala de algo que muita gente, de modo geral, está vivendo: um mundo que cada vez mais se esquece dos valores humanos. Hoje, tudo está voltado para a “competência”, a “eficiência” e a “competitividade”.

De repente, as pessoas passam a valer apenas por isso e por sua capacidade de ser “melhor” do que o outro.

Certamente vivemos uma vida meio esquizofrênica, na qual dizemos uma coisa e praticamos outra.

Este texto faz-nos pensar que, às vezes, esquecemo-nos do que é realmente importante.

Desconheço a autoria.

%d blogueiros gostam disto: