Arquivo para Capitalistas

A revolta dos porcos selvagens

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , on 11/07/2011 by Joe

Os porcos (capitalistas) selvagens estavam mansos: eles mamavam tranquilamente nas tetas da Grande Porca desde a revolução dos bichos, que ocorrera há 30 anos. Era a Grande Porca também que, generosamente, permitia que os porcos (capitalistas) selvagens escravizassem porcos menores, que pouco cresciam por falta de alimentação, e eram mantidos permanentemente presos nas jaulas invisíveis da ignorância, por lhes ser negado o acesso à educação.

Esses porcos menores serviam aos porcos selvagens para tarefas que estes não queriam fazer, como por exemplo, qualquer coisa que envolvia um trabalho duro. Quando alguns porcos menores tentavam se rebelar eram duramente reprimidos por Porcos de Elite, um outro grupo de porcos que também eram mal alimentados pelos porcos selvagens, mas que conseguiam um suprimento extra de espigas roubando de outros porcos menores, sob o olhar conivente da Grande Porca.

Um dia, a Grande Porca morreu de velha e uma nova Porca tomou seu lugar. Essa Porca, que um dia havia sido uma porca menor e conhecia o sofrimento, deu suas tetas para os porcos menores, para desespero dos porcos selvagens. Os porcos cada vez mais selvagens tentaram de tudo para enviá-la para fora do chiqueiro: grunhiram, morderam, caluniaram … mas quando o momento chegou, os porcos pequenos a protegeram e a mantiveram no poder.

Agora os porcos (capitalistas) selvagens andam por aí, acusando a Grande Porca do crime hediondo de alimentar os porcos menores, enquanto sonham com a volta das jaulas e de uma nova velha Grande Porca que um dia possa cobri-los novamente de pérolas!

By Antonio Solé-Cava, professor da UFRJ.

A revolta dos porcos selvagens

Posted in Atualidade with tags , , , , , on 19/08/2009 by Joe

Revolta dos Porcos“Os porcos (capitalistas) selvagens estavam mansos: eles mamavam tranquilamente nas tetas da Grande Porca desde a revolução dos bichos, que ocorrera há 30 anos. Era a Grande Porca também que, generosamente, permitia que os porcos (capitalistas) selvagens escravizassem porcos menores, que pouco cresciam por falta de alimentação, e eram mantidos permanentemente presos nas jaulas invisíveis da ignorância, por lhes ser negado o acesso à educação.

Esses porcos menores serviam aos porcos selvagens para tarefas que estes não queriam fazer, como por exemplo, qualquer coisa que envolvia um trabalho duro. Quando alguns porcos menores tentavam se rebelar eram duramente reprimidos por Porcos de Elite, um outro grupo de porcos que também eram mal alimentados pelos porcos selvagens mas que conseguiam um suprimento extra de espigas roubando de outros porcos menores, sob o olhar conivente da Grande Porca.

Um dia, a Grande Porca morreu de velha e uma nova Porca tomou seu lugar. Essa Porca, que um dia havia sido uma porca menor e conhecia o sofrimento, deu suas tetas para os porcos menores, para desespero do porcos selvagens. Os porcos cada vez mais selvagens tentaram de tudo para enviá-la para fora do chiqueiro: grunhiram, morderam, caluniaram … mas quando o momento chegou, os porcos pequenos a protegeram e a mantiveram no poder.

Agora os porcos (capitalistas) selvagens andam por aí, acusando a Grande Porca do crime hediondo de alimentar os porcos menores, enquanto sonham com a volta das jaulas e de uma nova velha Grande Porca que um dia possa cobri-los novamente de pérolas …”

By Antonio Solé-Cava, professor da UFRJ.

%d blogueiros gostam disto: