Arquivo de Brasileiros

Vire o jogo

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/12/2015 by Joe

Vire o jogo

Ficarmos presos ao passado a situações que, eventualmente, não deram certo é um retrocesso. Nossos trajetos são repletos de oscilações e intempéries.

Ninguém em sua história de vida alcançou algum objetivo sem antes ter passado por diversos percalços.

É bem verdade que alguns acontecimentos abalam nossa estrutura psicológica, nos deixando para baixo e, muitas vezes, desanimados. Também é normal que, em alguns momentos, sintamos vontade de largar tudo e não fazer mais nada.

Provavelmente, você não viveu no período da II Guerra Mundial, onde vários judeus foram assolados e massacrados pelo nazismo.

Talvez também não nasceu na Etiópia, África, e viu muitos morrerem de fome e até mesmo serem alimentos para os abutres e serem explorados pelos poderosos do país.

Imagino também que não viveu na época da escravidão, onde pessoas de cor eram negociadas como um produto qualquer e tratada como um bicho do mato.

O seu mundo sempre foi pequeno?

Se você é uma daquelas pessoas que levanta todos os dias às 4:00 da manhã para trabalhar, enfrenta um ônibus ou metrô lotado, ficando até 2 horas ou mais em pé, até chegar ao seu serviço, depois ao voltar pra casa repete o mesmo percurso, chegando 9:00 da noite, cansado e sem forças para querer fazer algo proveitoso que lhe traga crescimento para sua vida, você faz parte de um número elevado de brasileiros que estão em situações parecidas ou até mesmo iguais.

Talvez você tenha nascido em um lar desestruturado, onde seu pai nunca esteve presente em sua vida, sua mãe teve que se desdobrar para cuidar da casa e dos filhos, ou talvez você nunca tenha tido pai e mãe, foi criado por sua avó ou tia, ou até mesmo sozinho.

Como consequência, teve uma vida sem privilégios, seus estudos foram precários, sua qualidade de vida também, nunca teve condições de viajar e conhecer lugares.

Mas de tudo na vida podemos tirar lições!

Nem tudo o que acontece de ruim tem somente um lado negativo.

As derrotas e os fracassos fazem parte das nossas vidas. É preciso saber extrair as lições que nos ajudarão a errar cada vez menos.

O que passou, passou, não volta jamais, só fica na memória. O seu papel neste momento é olhar pra frente; esquecer o que aconteceu é impossível, mas trabalhar a sua mente para que tudo sirva como um grande aprendizado, isto sim, é possível!

Se soubermos usar os nossos fracassos e derrotas para aprimorar nossos sentimentos, seremos pessoas mais preparadas para enfrentar os grandes desafios da vida.

Lamentar não irá resolver sua vida; então, levante a cabeça, junte os “cacos” das derrotas e fracassos e transforme tudo isso em uma nova jornada de conquistas.

Vire o jogo, você consegue!

By Leonardo Nunes.

Um show de talento!

Posted in Videos with tags , , , , , , , , , , on 06/03/2011 by Joe

Um despretensioso programa de televisão semanal, que busca apresentar novos talentos,  nos presenteou há alguns dias com um novo gênio da dança.

Seu nome: John Lennon da Silva.
Idade: 20 anos.
Talento: dança.
Coreografia apresentada: A Morte do Cisne.

Sim! Nada mais, nada menos que “A Morte do Cisne”, em uma reinterpretação diferente, estilo “street dance”!

Num primeiro momento, quando ele é chamado ao palco, poderíamos pensar que se tratava de mais um daqueles SN (sem noção) que só querem aparecer na TV e que são gozados logo de cara.

Até tentaram … uma das juradas tentou. Afinal, ele tem nome de artista famoso … coisas do Brasil, de brasileiros.

Porém, John Lennon da Silva é um rapaz humilde e tem talento para dar e vender. Dotado de grande sensibilidade artística, John Lennon apresentou um número dificílimo, mostrando-nos toda sua capacidade, em gestos suaves, cadenciados, no rítmo!

Enfim, uma apresentação emocionante, imperdível! Coisa de brasileiro … daqueles que não desistem nunca, que quando querem algo, vão lá e fazem!

By Joe.

Waka Waka

Posted in Música with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 04/07/2010 by Joe

A Copa do Mundo terminou para nós, brasileiros! Infelizmente, e mais uma vez, vamos ouvir aquela velha frase: “O Brasil vai ser hexa em … (agora é 2014)”! Então, só nos resta assistir às semi-finais e torcer para que alguma seleção sul-americana faça um papel mais bonito do que a nossa.

O video que estou postando hoje é a canção oficial da FIFA para a Copa do Mundo da África do Sul, 2010. Tem a performance muito linda da Shakira e do grupo Freshlyground, cantando e dançando o grande hit do momento, “Waka Waka”, uma canção inspirada na música “Zamina mina (Zangalewa)”, criada em 1986, por uma banda de Camarões chamada Golden Sounds. O interessante é o fato da música original ser uma homenagem aos Tiralleurs – soldados africanos que tombaram na Segunda Guerra Mundial.

Na versão atual, a música compara o futebol a um campo de batalha. Mas o sentido não passa de metáfora. A letra transformou um fato triste e trágico – a morte dos soldados africanos – em um significado alegre, no caso, a África sediando a Copa do Mundo. A ironia é que as seleções africanas, em especial a de Camarões (de onde foi inspirada a letra), foram sendo eliminadas nas duas primeiras fases. E a seleção de Gana, tendo vencido os Estados Unidos nas Oitavas de Final, também foi eliminada pelo Uruguai nas quartas de final.

O vídeo-clipe é lindo, trazendo imagens de atletas de todos os tempos, além da participação especial de Messi, Rafa Mendez, Dani Alves e outros. O rítmo é contagiante e a música muito alegre.

E, para finalizar, um pouquinho de Teoria da Conspiração: na língua Fang, “Waka” significa “faça isto/obedeça”, algo equivalente ao velho lema “Just Do It”, da Nike, patrocinadora da Copa.

Curtam música, dança e imagens de grandes atletas de todos os tempos, em jogos memoráveis!

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: