Archive for the Arte Category

Impressionismo: Paris e a Modernidade

Posted in Arte with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 09/09/2012 by Joe

Está em exposição em São Paulo, a mostra “Impressionismo: Paris e a Modernidade”, trazendo 85 obras-primas do acervo do Museu d’Orsay de Paris.

A exposição ocupa todos os espaços do Centro Cultural Banco do Brasil e reflete a história da pintura ocidental no período que compreende a metade do século XIX e início do século XX, dividida em módulos temáticos que apresentam as obras de Camille Pissaro, Claude Monet, Edgar Degas, Edouard Manet, Henri Toulosse-Lautrec, Paul Cézanne, Paul Gauguin, Pierre-Auguste Renoir e Vincent Van Gogh, entre outros mestres.

O CCBB passou por melhorias internas e externas, tudo para deixar a atmosfera da exposição muito próxima à parisiense daquela época. A Prefeitura de São Paulo promoveu a troca de lâmpadas da região da Praça da Sé e do Largo São Bento, estimulando a visitação noturna à região, que é rica em museus, centros culturais e igrejas.

Na parte interna, o visitante encontra uma atmosfera o mais próxima possível da Paris do século XIX, onde o visitante encontra o café com cardápio, uniformes dos funcionários e música ambiente que nos remete à França.

A mostra fica em São Paulo até o dia 07 de Outubro, quando irá para o Rio de Janeiro, onde ficará até Janeiro.

O Centro Cultural Banco do Brasil fica na Rua Álvares Penteado, 112, no centro de São Paulo, próximo à estação Sé do metrô. O horário para visitação é das 10h às 22h (de terças às quintas), das 10h às 23h às sextas e das 8h às 23h aos sábados e domingos. A entrada é franca.

No video abaixo, um pequena mostra da exposição, além de dicas e informações sobre os impressionistas.

By Joemir Rosa.

Anúncios

George Carlin

Posted in Arte with tags , , , , , , , , , , on 29/01/2012 by Joe

George Denis Patrick Carlin, nascido em Nova Iorque, em 12 de maio de 1937, foi um comediante, ator e autor norte-americano, pioneiro, no humor de crítica social.

A sua mais polêmica apresentação chamava-se “Sete Palavras que não se pode dizer em televisão”, o que lhe causou, durante os anos setenta, vários dissabores, acabando preso em inúmeras vezes que levou o texto ao palco.

Até meados da década de 1960, Carlin manteve uma imagem tradicional. Depois, decidiu deixar crescer o cabelo e a barba e tornou-se um ícone da contracultura. Crítico contumaz das religiões e ateu convicto, principalmente do sentido da culpa e do controle social, defendia valores seculares.

Aplaudido por milhões de telespectadores, George Carlin participou de vários filmes e séries de TV. Dublou ainda filmes de animação, como “Carros” e outros.

Um dos precursores do stand-up comedy, Carlin nos presenteia com seu humor sarcástico, cáustico e verdadeiro.

Morreu em 22 de junho de 2008 em um hospital de Los Angeles de parada cardíaca, depois de, nos últimos 20 anos, ter passado por um enfarte e duas cirurgias no coração.

Vejam, abaixo, um de seus melhores momentos, em um video engraçado e sério ao mesmo tempo.

Deixo uma interrogação para cada um de nós: humorista ou filósofo?

By Joemir Rosa.

1284 – O último gol de Pelé

Posted in Arte with tags , , , , , , , on 27/06/2010 by Joe

Como seria se Pelé desse um tempo na sua aposentadoria e voltasse aos campos de futebol para marcar o último gol de sua carreira?

A ideia parece fantástica, mas foi exatamente isso que a Vivo, juntamente com Y&R e O2 filmes, e direção de Fernando Meirelles, fizeram para um comercial de televisão!

A partir de uma declaração de Pelé, em uma entrevista, onde ele disse que “se desse para fazer um replay na minha vida, talvez se eu fizesse o meu último gol com a Seleção Brasileira, eu gostaria”, a ideia foi colocada em prática numa ficção fantástica, onde o Rei do Futebol de todos os tempos retorna a campo com a camisa da Seleção Brasileira e tenta marcar seu gol de nº 1284, o último de sua brilhante carreira!

Mais do que uma ficção, uma merecida homenagem a quem nos deu tantas alegrias com sua magia e sua habilidade com uma bola nos pés. Para quem não teve oportunidade de vê-lo jogando, uma chance de, pelo menos, imaginar como era quando ele entrava em campo com a camisa canarinho!

Emocionante!!!

Para que curtiu o video, vale a pena dar uma espiada no “making of” da produção, com entrevistas, cenas inéditas e toda a tecnologia utilizada.

http://www.youtube.com/watch?v=9prMkK2BgqY&feature=channel

By Joe.

George Carlin

Posted in Arte with tags , , , , , , on 02/05/2010 by Joe

George Denis Patrick Carlin, nascido em Nova Iorque, em 12 de maio de 1937, foi um comediante, ator e autor norte-americano, pioneiro, no humor de crítica social.

A sua mais polêmica apresentação chamava-se “Sete Palavras que não se pode dizer em televisão”, o que lhe causou, durante os anos setenta, vários dissabores, acabando preso em inúmeras vezes que levou o texto ao palco.

Até meados da década de 1960, Carlin manteve uma imagem tradicional. Depois, decidiu deixar crescer o cabelo e a barba e tornou-se um ícone da contracultura. Crítico contumaz das religiões e ateu convicto, principalmente do sentido da culpa e do controle social, defendia valores seculares.

Aplaudido por milhões de telespectadores, George Carlin participou de vários filmes e séries de TV. Dublou ainda filmes de animação, como Carros e outros.

Um dos precursores do stand-up comedy, Carlin nos presenteia com seu humor sarcástico, cáustico e verdadeiro.

Morreu em 22 de junho de 2008 em um hospital de Los Angeles de parada cardíaca, depois de, nos últimos 20 anos, ter passado já por um enfarte e duas cirurgias no coração.

Vejam, abaixo, um de seus melhores momentos em video.

Deixo uma interrogação para cada um de nós: humorista ou filósofo?

Jorge Donn

Posted in Arte with tags , , , , , , , , , on 20/12/2009 by Joe

Jorge Donn, nascido em El Palomar, perto de Buenos Aires, em 25 de fevereiro de 1947 foi um bailarino argentino de grande sucesso.

Começou a dançar quando tinha quatro ou cinco anos de idade e, em seguida, estudou na escola Teatro Colon, tendo como professoa a grande bailarina María Fux.

Em 1963, chegou a Bruxelas para trabalhar na companhia de Maurice Béjart e logo se tornou seu principal bailarino.

Em 1979 apresentou, pela primeira vez, “Bolero”, balé que foi criado para uma mulher. Sua interpretação do Bolero de Claude Lelouch, no filme “Les uns et les autres” (Retratos da Vida, de 1981), acabou se tornando inesquecível!

A partir de 1976 Jorge Donn se tornou diretor artístico do Ballet do Século XX. Em 1988 ele fundou sua própria companhia, L’Europa Ballet, que existiu durante um curto período de tempo. Em 1989 foi nomeado pela Fundação Konex como um dos melhores bailarinos.

Jorge Donn morreu em 30 de novembro de 1992 em Lausana. Muitos coreógrafos criaram balés em homenagem a ele: Maurice Béjart (Ballet para a Vida), Denys Ganio (Tango … Uma Rosa para Jorge Donn), Carolyn Carlson (Homenagem a Jorge Donn), Grazia Galante (Masticando Sueños).

O video abaixo, extraído do filme “Les uns et les autres” de Claude Lelouch, nos mostra Boléro, de Ravel,  com coreografia de Maurice Béjart, performance inesquecível, quase hipnótica de Jorge Donn.

No YouTube, outros momentos mágicos desse fantástico bailarino argentino!

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: