Arquivo para junho, 2015

Novo começo

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , on 19/06/2015 by Joe

Novo começo

A cada chamado da vida o coração deve estar pronto para a despedida e para novo começo, com ânimo e sem lamúrias, aberto sempre para novos compromissos.

Dentro de cada começar mora um encanto que nos dá forças e nos ajuda a viver.

By Hermann Hesse.

Amor e paixão

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , on 18/06/2015 by Joe

Amor e paixão

O amor tem uma consciência louca do futuro, de fazer passado com o futuro.

A paixão vive fora do tempo.

O amor vive no tempo porque deixa rastros.

Paixão se esquece, e amor nem enterrando acaba!

By Fabrício Carpinejar.

Coração

Posted in Inspiração with tags , , , on 17/06/2015 by Joe

Coração

Depois que um corpo comporta outro corpo, nenhum coração suporta o pouco!

By Alice Ruiz.

Aventura

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 16/06/2015 by Joe

Aventura

Quero te propor uma aventura: imagine que hoje é o teu último dia de vida!

Faça tudo que você mais gostaria de fazer hoje, antes de morrer. Dê um pouco de atenção àquilo que realmente importa.

Desfaça-se de tudo que não presta. Jogue fora todas as quinquilharias. Desapegue-se das bugigangas.

Despreocupe-se! Olhe bem as tuas coisas, avalie calmamente os teus sonhos e projetos, sobrevoe o teu mundo.

Despeça-se (mentalmente, se for o caso) dos teus amigos e dos teus amores preferidos.

Em seguida, escolha os maiores prazeres que você puder imaginar e sinta-os, em todos os cinco sentidos.

Procure cometer até mesmo aquelas pequenas loucuras que você vem sempre adiando, por medo, por vergonha, ou por preguiça.

E lembre-se: só hoje é hoje!

Por isso é que hoje tem que ser um dia inesquecível!

Desconheço a autoria.

Alma com fome

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 15/06/2015 by Joe

Alma com fome

Quer saber o que eu penso? Você aguentaria conhecer minha verdade?

Pois, tome. Prove. Sinta. Eu tenho preguiça de quem não comete erros. Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração nata por quem segue o coração.

Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, chata! Eu sou assim. Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Sou viciada em gente. Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir.

Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir… Um beliscãozinho que for, me dê.

Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome.

By Clarice Lispector.

Amor e felicidade

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 12/06/2015 by Joe

Amor e felicidade

Quanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam as pequenas satisfações que a vida me dava, tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte das alegrias da vida.

Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo.

O dinheiro não era nada, o poder não era nada. Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.

A beleza não era nada. Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza.

Também a saúde não contava tanto assim. Cada um tem a saúde que sente. Havia doentes cheios de vontade de viver e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.

A felicidade é amor, só isto.

Feliz é quem sabe amar. Feliz é quem pode amar muito. Mas amar e desejar não é a mesma coisa. O amor é o desejo que atingiu a sabedoria. O amor não quer possuir.

O amor quer somente amar!

By Hermann Hesse.

Natureza maltratada

Posted in Meio ambiente with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on 11/06/2015 by Joe

Natureza maltratada

Que sujeira!! Como maltratamos nossa casa, não?

Não é à toa que o planeta reage e nos devolve sua indignação. E o pior de tudo é que o homem não enxerga que, pode levar um milhão de anos, mas o planeta irá se recuperar, pois é um ser vivo!

Já o homem não dura tudo isso… é fraco e indefeso a tanta grandeza e equilíbrio. Talvez, daqui 6 milhões de anos, quando uma nova vida se fizer presente no planeta, encontrem fósseis de um animal muito parecido à forma de vida então presente… talvez até como um novo tipo de petróleo, animóleo ou humanóleo!

Triste fim de quem se se acha maior que a Natureza…

By Joemir Rosa.

%d blogueiros gostam disto: