Aprendiz

Elis Rejane Busanello 1

Eu não sabia, mas antes do câncer, eu já estava doente. Porém, duas doenças me limitaram mais do que a quimioterapia e a cirurgia. Os nomes delas são “Não Posso” e “Não Consigo”.

Quando eu estava atacada pelo vírus “Não posso”, eu dizia e agia assim:

– “Não posso tirar foto de lado… porque meu nariz e queixo são pontudos”.

– “Não posso usar saia curta… porque meus joelhos são muito grossos”.

– “Não posso sorrir muito em foto… porque meu bigode chinês aparece”.

– “Não posso andar de avião… porque tenho medo”.

– “Não posso ter plantas em casa… porque não sei cuidar”.

E assim eu permanecia, doente de mim mesma!

Quando eu estava atacada pelo vírus “Não consigo”, eu dizia e agia assim:

– “Não consigo ficar bem nas fotos… porque sempre arregalo os olhos”.

– “Não consigo posar para fotos… porque tenho vergonha”.

– “Não consigo sorrir pra valer… porque meus dentes não são bonitos”.

– “Não consigo ler livros… porque me dão sono”.

– “Não consigo fazer caridade regularmente… porque não tenho tempo”.

E assim eu seguia, impondo-me limites…

Quantas vezes reclamei da oleosidade do meu cabelo, do quanto ele era fino e pesado. A escova não durava nada! Fiz até permanente para dar volume, fiquei parecendo um poodle.

Hoje, depois de encarar a doença, cheguei à conclusão que o câncer mata muita coisa realmente, entre elas, preguiça, vergonha, solidão, hipocrisia, medos, futilidades, culpas, limitações, radicalismos, carência, dependências, autocrítica, intolerância, baixa autoestima e muito mais!

Nesse processo, conheci estas frases e elas definem o que acredito hoje:

“O que somos é um presente de Deus. O que nos tornamos é o nosso presente para ele”.

“Não aprendi a voar. Isto é para os pássaros. Mas aprendi a me sentir como se estivesse voando”.

“Descobri que a gente pode sorrir por fora e por dentro”.

“Ser diferente é muito diferente de ser esquisito, feio ou anormal”.

“O silêncio pode ser melhor do que mil palavras”.

“Conhecer a mim mesma é um aprendizado constante”.

“Existe mais beleza nos processos e nas atitudes do que nas formas”.

É certo que o câncer muda a vida da gente, porém, eu discordo que ele seja um presente. Ele é uma oportunidade! Mas até quando precisaremos dele para percebermos as belezas que existem em nós e à nossa volta?

“Viver
E não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz! “ (Gonzaguinha).

By Elis Rejane Busanello.

Anúncios

2 Respostas to “Aprendiz”

  1. Ana Júlia Machado Says:

    É lamentável que muitas vezes tenha que ser uma doença a fazer ver que a vida não é viver de futilidades…de ter vergonha disto ou daquilo…não faço porque não tenho tempo ou não quero. Por vezes, até penso que seja um pouco de hipocrisia as pessoas dizerem que se tornaram boas a partir do momento em que se deparam com uma doença grave. Ou acho que ou se já é ou não…não considero a doença que de modo alguém uma doença seja uma oportunidade e muito menos um presente. A história é bonita e comovente. Mas discordo com o se tornar diferente porque aconteceu o pior….pois eu o que era como pessoa sou exatamente igual…mas também garanto que muito revoltada….mas não descarrego em quem não tem culpa.

    Curtir

  2. Cada ser humano é um oceano repleto de mistérios e é isto que torna a vida atraente e bela.
    O que é válido e considerado para uns como uma grande oportunidade de se reconhecer como partícipe deste show que se chama vida que não exige “máscaras” para dançar, brincar e ser feliz, para outros pode representar uma banalidade ou mesmo uma fuga. Enfim, cada um no seu cada qual…não é mesmo??
    Admiro a coragem dela se expor publicamente se submetendo a críticas e incompreensões. Admiro-a sobretudo porque soube aprender com a dor aquilo que poderia ter sido mais fácil, pelo amor.
    Mas quem sou eu para julgá-la?? Apenas um ser humano buscando também conhecer-se e agindo, muitas vezes, da mesma maneira que ela, aprendendo com a dor mesmo sabendo ser mais fácil e mais prazeroso o caminho do amor.
    Obrigada por compartilhar esta linda história de vida. Beijos!!

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: