Uma resposta to “Sawabona, Shikoba”

  1. Ana Júlia Machado Says:

    Interessante. Embora, eu seja da opinião que as pessoas cada vez vivem mais para si….o amor mudou de conceito. O amor com respeito mútuo, cumplicidade já pouco existe. Tudo muito virado para si…o sempre “eu” . Também não concordava com o sacrifício que se tinha que fazer há uns anos atrás, principalmente a mulher, que por uma questão de tradição ou submissão, porque não possuía independência económica, sujeitava-se a maus tratos. Hoje isso não acontece, salvo raro exceções. Aliás, caiu-se no exagero. Não existe o mínimo de tolerância. Mas como diz no post, ninguém deve criticar ninguém. Cada um é responsável pelos seus actos ou deveria ser. Neste povo que aqui é apresentado não me parece que os avanços tecnológicos estejam patente, no entanto, parece que se respeitam e valorizam…..

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: