Águas turvas

Águas turvas

Quando estamos aborrecidos, é fácil culpar os outros. Entretanto, a verdadeira causa dos nossos sentimentos está dentro de nós.

Por exemplo, imagine-se como um copo de água. Agora, imagine que os fatos negativos do passado formam uma sujeira que se deposita no fundo do copo.

Depois, pense nos outros como colheres. Quando alguém se mexe, a sujeira deixa a água turva. Pode parecer que foi a colher que fez isso – mas, se não houvesse a sujeira, a água permaneceria transparente, apesar de tudo.

A chave, portanto, é localizar sua sujeira e trabalhar ativamente para removê-la.

Pensem nisso!

Desconheço a autoria.

Anúncios

Uma resposta to “Águas turvas”

  1. simples assim??? hhummmmmm…sei não?? rs

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: