Sorte e escolhas bem feitas

Sorte e escolhas bem feitas

Pessoas consideradas inteligentes dizem que a felicidade é uma idiotice, que pessoas felizes não se deprimem, não têm vida interior, não questionam nada, são uns bobos alegres, enfim, que a felicidade anestesia o cérebro.

Eu acho justamente o contrário: cultivar a infelicidade é que é uma burrice. O que não falta nessa vida é gente sofrendo pelos mais diversos motivos: ganham mal, não têm um amor, padecem de alguma doença, sei lá, cada um sabe o que lhe dói.

Todos trazem uns machucados de estimação, você e eu, inclusive. No que me diz respeito, dedico a meus machucados um bom tempo de reflexão, mas não vou fechar a cara, entornar uma garrafa de uísque e me considerar uma grande intelectual só porque reflito sobre a miséria humana. Eu reflito sobre a miséria humana e sou muito feliz – e salve a contradição!

Felicidade depende basicamente de duas coisas: sorte e escolhas bem feitas.

Tem que ter a sorte de nascer numa família bacana, sorte de ter pais que incentivem a leitura e o esporte, sorte de eles poderem pagar os estudos pra você, sorte por ter saúde. Até aí, conta-se com a providência divina. O resto não é mais da conta do destino: depende das suas escolhas.

Os amigos que você faz, se optou por ser honesto ou ser malandro, se valoriza mais a grana do que a sua paz de espírito, se costuma correr atrás ou desistir dos seus projetos, se nas suas relações afetivas você prioriza a beleza ou as afinidades, se reconhece os momentos de dividir e de silenciar, se sabe a hora de trocar de emprego, se sai do país ou fica, se perdoa seu pai ou preserva a mágoa pro resto da vida, esse tipo de coisa.

A gente é a soma das nossas decisões, todo mundo sabe. Tem gente que é infeliz porque tem um câncer. E outros são infelizes porque cultivam uma preguiça existencial. Os que têm câncer não têm sorte. Mas os outros, sim, têm a sorte de optar. E estes só continuam infelizes se assim escolherem.

By Martha Medeiros.

Anúncios

2 Respostas to “Sorte e escolhas bem feitas”

  1. Concordo inteiramente, muitas coisas em minha vida não deram certo por eu não ter sabido escolher ou alguém que me orientasse certo. Meus pais eram pessoas maravilhosas, porém, criou a mim e outros irmãos para eles e não para a vida. Começaram bem mas a gente sofreu depois porque não soubemos escolher o certo.Eu, por exemplo, escolhi errados: meu trabalho, minha profissão, meu curso universitário,meus amores, principalmente o início de minha vida amorosa foi um fiasco de 10 anos. Depois escolhi errado o pai de minha filha, um canalha que não a reconheceu.Com minha filha procurei acertar, sempre conversando e procurando saber de sua vida, de seus desejos mesmo assim não fui inteiramente feliz pois ela passou também por problemas que se eu poderia ter evitado conversando mais. Bem não vou me estender Sou feliz porque tenho minha filha,que está no mestrado, minha aposentadoria, metade dela pagando dívidas, meu apartamento e minha família que amo e sou amada. Mas não tenho um amor. Sou só nesse aspecto e sofro um pouco a minha solidão.
    Felicidade é sorte ou escolhas?

    Curtir

  2. Beleza de texto! levei…bjs

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: