A arte de ficar a sós

Perdemos a velha arte de ficar a sós e não sabemos o que fazer com a solidão.

Não sabemos extrair a felicidade dos nossos recursos internos; por isso, compramos distrações ou então recorremos a outras pessoas para nos distrair, momentaneamente.

E, não só não sabemos estar a sós, como também não sabemos ficar quietos. Entretanto, se pudéssemos manter o corpo durante algum tempo na mesma posição e usar nossa mente de forma adequada, lograríamos conquistar a sabedoria profunda, digna de ser possuída e saturar nossos corações de paz salutífera.

Paul Brunton, do livro “O Egito Secreto”.

Uma resposta to “A arte de ficar a sós”

  1. Ana Margareth Says:

    Ficar só é uma arte!

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: