Apego

Um andarilho estava na margem de um rio e queria passar para o outro lado. A correnteza era muito forte e seria impossível atravessá-lo a nado. Foi quando ele viu uma pequena canoa presa à vegetação ribeirinha.

Rapidamente, colocou o bote na água e pos-se a remar para o outro lado. Com a ajuda da canoa ele logo atingiu a outra margem. Assim que botou os pés em terra firme, pegou a canoa, colocou-a nas costas e partiu em direção à floresta.

Algumas pessoas, que haviam observado toda a cena, ficaram espantados com aquela atitude inesperada do andarilho. Eles foram até ele e lhe perguntaram:

– “Por que você colocou a canoa nas costas? De que ela lhe servirá agora que você já atravessou o rio?”

O andarilho, então, já vermelho, suado e cansado do esforço em carregar a embarcação nas costas, lhes respondeu:

– “Esta canoa me ajudou muito a atravessar o rio. Eu não posso abandoná-la. Espero que agora ela me ajude também a atravessar a floresta.”

Assim somos nós. Ficamos apegados ao passado e o transformamos em um pesado fardo em nossas vidas. Carregamos pesos incríveis em nossas vidas, presos à coisas que não têm mais sentido de ser e nem nos servem mais.

Desconheço o autor.

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: