Arquivo de outubro, 2010

Videos incríveis

Posted in Videos with tags , , , , , on 31/10/2010 by Joe

Muito treino, persistência, coragem ou maluquice? Ou tudo isso junto? O fato é que existem pessoas que fazem  coisas incríves, numa demonstração de habilidade extrema.

Melhor do que tentar descrever é assistir a esta compilação de gente bem treinada, persistente, corajosa e maluca!!

Berinjela de forno

Posted in Receitas with tags , , , , , , , , on 30/10/2010 by Joe

A berinjela é um dos legumes mais presentes na história da humanidade. Tudo indica que surgiu na Ásia, mais especificamente na Índia, há 6 mil anos e logo se tornou popular em todo o Oriente. Como diversos alimentos que consumimos hoje, ela também já foi usada para fins terapêuticos: na China, era misturada a sal-marinho e passada nos dentes para deixar as gengivas sadias.

Quando chegou ao Ocidente, porém, por volta do século 8, ganhou uma péssima fama, que a acompanhou até o século 19. Muitas pessoas diziam que o legume causava demência e epilepsia. A crença era tão forte que seu primeiro nome científico foi Solanum insanum.

A berinjela é um fruto que apresenta pouquíssimas calorias, embora poporcione uma grande sensação de saciedade, devido a sua composição riquíssima em fibras, principalmente a pectina.

Por ter sido muito difundida, seu cultivo ganhou algumas formas diferentes de acordo com a região, solo e quantidade de chuva, e sua preparação culinária ganhou reputação nas cozinhas de todo o mundo.

A receita de hoje é particularmente muito saborosa, bem ao gosto do brasileiro, com ingredientes que fazem parte do nosso dia-a-dia.

Berinjela de forno

Ingredientes

3 berinjelas médias
300 g de queijo mussarela ralada
1 lata de molho de tomate refogado
1 cebola grande picada fina
3 dentes de alho picados
1 pimentão ralado
azeite a gosto
sal a gosto
coentro fresco picado a gosto
pimenta vermelha ou calabresa a gosto
queijo parmesão ralado a gosto

Modo de preparo

Corte as berinjelas em fatias grossas e polvilhe com bastante sal, espalhando bem para que as fatias estejam todas bem cobertas de sal. Coloque as fatias em um escorredor e deixe escorrer por uns trinta minutos. Em uma panela, coloque azeite e refogue o alho, acebola, o pimentão, o coentro, adicione o molho de tomate e deixe apurar. Acerte o sal com cuidado, pois a berinjela já estará salgada, e a pimenta.

Em um refratário, coloque um pouco de molho, uma camada de berinjela, outra de mussarela ralada, outra de molho, e assim até acabar as berinjelas, sendo a última camada de molho. Polvilhe queijo parmesão ralado a gosto e leve ao forno até derreter o queijo. Sirva com arroz branco ou pão sírio.

By Joe.

Vença seus medos

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , on 29/10/2010 by Joe

Comece já a vencer todos os seus medos! Aproveite hoje para abrir todas as portas de sua vida. Comece já a vencer todos aqueles seus medos que estão te impedindo de ser totalmente feliz! Aqueles mesmos medos que estão te impedindo de realizar seus sonhos. Vamos lá! Força!

Quantas vezes você morreu por dentro por permitir que o medo falasse mais alto em sua vida? Quantas oportunidades perdidas, heim?! Quantas vezes você perdeu a liberdade só porque sentiu medo de abrir as portas dos seus sonhos?

Encare de frente a sua realidade, os seus desafios, os seus medos. Pare de sentir medo de fracassar! Pare de sentir medo do novo! Pare já de sentir medo do desconhecido! Pare de sentir medo de errar!

Você já sabe que de cada dez desculpas que você dá ou que você ouve, somente nove têm uma grande razão, né? O medo está acabando e inferiorizando as pessoas, sabia? A grande porcaria do medo é que ele paralisa feito um veneno! E consome as mais puras das energias deixando a pessoa arriada, desgastada, cansada… e derrotada antes mesmo do início da luta!

Não dê tanto poder assim aos medos que você carrega em sua vida. Não permita mais que os fantasmas prejudiquem o seu viver. Quase todos eles, medos e fantasmas, são imaginários, sabia? Nunca mais deixe que o medo acabe com você como pessoa, como indivíduo…

E dos seus atuais 9 medos, eu te garanto que eles não são verdadeiros e nem tão grandes quanto aparentam. Talvez eles estejam é fazendo você perder grandes chances de ser feliz! Claro: quando alguém fica com medo de fracassar, acaba fracassando por causa do próprio medo.

De agora em diante, não mais permita que qualquer medo perturbe a sua vida, deixando de fazer as coisas como precisam ser feitas, ok? O medo não pode mais ficar criando dificuldades imaginárias e falsas em sua vida! E nem na vida de ninguém! O medo não pode mais contagiar e se multiplicar! É bom saber que o medo precisa ser alimentado, viu? Cuidado! E ao admitir isso, saiba que o medo pode colocar tudo a perder em sua vida e não ajudar a construir nada de bom!

Faça tudo para ser feliz! E tudo com emoção! Sem medos!

Abra a porta que conduz à liberdade! Lembra da história da porta temida pelos prisioneiros do rei que dizia assim: você prefere morrer aqui ou abrir a porta? E o que tinha atrás daquela assustadora porta? A liberdade! Exatamente isso é o que há depois do medo vencido: a liberdade!

Bom dia! Bom divertimento!

By Luis Carlos Mazzini.

Pense …

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 28/10/2010 by Joe

De manhã, quando acorda, você tem simplesmente duas opções: voltar a dormir e sonhar ou levantar e correr atrás dos seus sonhos. A escolha é sua.

Nós fazemos chorar aqueles que cuidam de nós. Nós choramos por aqueles que nunca cuidam de nós. E nós cuidamos daqueles que nunca vão chorar por nós. Essa é a vida, é estranho, mas é verdade.

Uma vez que você entenda isso, nunca será tarde demais para mudar.

Não faça promessas quando você estiver alegre.
Não responda quando você estiver triste.
Não tome decisões quando você estiver zangado.

Pense duas vezes, seja esperto.

O tempo é como um rio. Você nunca poderá tocar a mesma água duas vezes, porque a água que passou nunca passará novamente.

Aproveite cada minuto da sua vida! Se você continuar dizendo que está ocupado, então você nunca estará livre. Se você continuar dizendo que não tem tempo, então você nunca terá tempo. Se você continuar dizendo que fará isso amanhã, então o amanhã nunca chegará.

Não deixe que alguém se torne uma prioridade em sua vida, quando você é somente uma possível opção na vida dessa pessoa. Relacionamentos funcionam melhor quando são equilibrados.

Nunca se justifique para ninguém. Porque a pessoa que gosta de você não precisa que você faça isso, e quem não gosta não acreditará.

Desconheço o autor.

Um novo olhar sobre a vida

Posted in Inspiração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 27/10/2010 by Joe

Vivemos um momento de transição e isso não é novidade para ninguém. Mas o que muitas pessoas não sabem é que a partir do século XVIII, com o evento do mecanicismo, passamos a nos tratar de maneira compartimentada, ou seja, dividimos a nós mesmos e ao mundo à nossa volta em partes diferenciadas, esquecendo-nos do todo.

Essa é a grande diferença entre nós, ocidentais e orientais. Desde o final da década de 50, depois da Segunda Guerra Mundial, estamos vivendo momentos de convulsão em alguns de nossos valores. Algumas pessoas são rápidas, mas outras são mais lentas para perceber o desequilíbrio que causamos a nós e à nossa sociedade, atingindo diretamente nossos hábitos e destruindo nossa saúde.

A não ser que comecemos a nos enxergar como parte de um mar de energia que vivemos, a não ser que voltemos a nos perceber como parte fundamental de uma teia imensa formada por um Universo pulsante, nossa saúde física, mental, emocional e espiritual nunca mais voltará a ser a mesma. O desequilíbrio é evidente em todos nós, os problemas psíquicos aumentam gradativamente, as doenças físicas e mentais tomam conta de nosso dia a dia, e o que é pior, muitos de nós têm se acostumado com elas achando que isso faz parte de um processo irreversível.

Não. Toda mudança, criada por nós ou não, está em nossas mãos. Lentamente precisamos desenvolver um novo olhar em relação à vida e a todos nós. Vivemos em um mar de energia e todos podemos partilhar da melhor energia existente neste Universo. Mas muita coisa deve mudar antes disso, principalmente dentro de nós. Nossos corações estão endurecidos pelo excesso de trabalho e necessidade cada vez maior de ganhos e consumo. Uma forma que arranjamos para suportar o vazio criado pelo desequilíbrio cada vez maior e mais evidente.

Você já parou para pensar que existem maneiras mais equilibradas de viver o nosso dia-a-dia? Já parou para perceber como você se apega a questões absolutamente sem valor e transitórias em seu dia a dia? Como provoca situações desagradáveis, mesmo às pessoas que ama? O que você tem feito por você e pelo ambiente que você vive? Sua casa, seus familiares, seus amigos? Já parou para olhar para seu corpo, sua alimentação, para a manutenção de sua saúde física e espiritual? E suas emoções, há quantas anda?

Que tal começar a pensar em uma nova forma de viver? Que tal pensar em criar novos hábitos diários e começar a construir um novo olhar, enxergando-se como parte absolutamente necessária neste imenso mar de energia que vivemos e chamamos de Universo? Existe um mar de informações, de possibilidades, de imensidão de felicidade e abundância neste Universo.

E temos direito a tudo o que for necessário à nossa felicidade pelo simples fato de fazermos parte Dele. Pare para pensar no que realmente faz você feliz e vá em busca de seu caminho, seu próprio caminho, seu Dharma, a sua Verdade.

By Eunice Ferrari.

Recomeçar

Posted in Reflexão with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on 26/10/2010 by Joe

Há momentos em nossa vida que tudo desmorona. Tudo vai caindo como uma avalanche e fica tudo turvo. Uma cegueira enorme nos invade e perdemos de vez a razão.

Nossas atitudes se tornam violentas, não conseguimos controlar e, quando vemos, a coisa já está feita. Aí a amargura nos invade, o vazio se instala, perdemos a direção e ficamos à deriva.

Levamos um tempo para voltar à realidade e, enquanto isso, ficamos juntando os cacos.

Às vezes é preciso apagar tudo, como fez Leonardo da Vinci, certa vez, em uma de suas pinturas, e recomeçar.

Temos que zerar tudo, esquecer o passado, e começar a viver outro presente, só que intensamente, verdadeiramente e, principalmente, com a certeza do que se quer.

Temos que reconquistar a confiança e, acima de tudo, resgatar aquela paz que nos faz tão bem.

Com isso voltam os sonhos, a alegria, enfim, o gosto pela vida. Leva um tempo … mas, se formos humildes e otimistas, conseguiremos …

Recomeçar!!!

Autoria desconhecida.

Ah, o ponto G!!!

Posted in Relacionamentos with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/10/2010 by Joe

Isabel Allende é uma das escritoras que mais admiro, não só por seus livros, mas também por seu humor, sua trajetória de vida e sua força diante de dramas inesperados, como a morte prematura de sua filha, Paula, aos 28 anos, que acabou lhe inspirando um romance biográfico emocionante.

Hoje, Isabel vive feliz em Sausalito, Califórnia, com o segundo marido. Lendo a entrevista que ela deu para a Playboy, ri muito com suas declarações e uma delas me pareceu um verdadeiro achado: “As mulheres gostam que lhes digam palavras de amor. O ponto G está nos ouvidos. Inútil procurá-lo em outro lugar.”

Ah, o ponto G, esse paraíso secreto que leva os homens a explorações minuciosas. Tanto trabalho por nada. Não temos um ponto G, mas dois, um em cada lateral da cabeça, e não é preciso tirar nossa roupa para nos deixar em êxtase.  Falem, rapazes. Digam tudo o que sentem por nós, assim, assim… isso.

Concordo com a autora de “A Casa dos Espíritos”: o melhor afrodisíaco é a declaração de amor. Não aquelas mecânicas, faladas no piloto automático, mas as verdadeiras, sentidas, aquelas que os homens imaginam que basta serem ditas com o olhar e com as mãos, mas que fazemos questão de escutar também com a voz: “Como eu gosto de estar com você, esqueço do tempo ao seu lado, que horas são? Já? Que me esperem, não consigo desgrudar de você, amor.”

Caetano Veloso vendeu mais de um milhão de cópias de um de seus discos, e tenho certeza de que não foi por causa de “vou me embora, vou me embora, prenda minha …” e sim “por que você me deixa tão solto, por que você não cola em mim?

As feministas mais ortodoxas devem estar bufando. Tanta coisa pra se exigir de um homem: mais espaço na política, mais ajuda em casa, salários iguais e nada de gracinhas no escritório, e vem essa daí clamar por palavras!

Pois essa daqui acha tão interessante a idéia de igualdade entre os sexos que adoraria vê-los soltar o verbo como nós fazemos, expressar os sentimentos sem medo de ser piegas, afirmar e reafirmar diariamente como a gente é importante para eles e que saudades estavam do perfume dos nossos cabelos.

Clichê em último grau, reconheço, mas quem quer ser moderna nessa hora? O que se reivindica é o desbloqueio emocional masculino. Os hormônios das mulheres saberão como agradecer.

By Martha Medeiros.

%d blogueiros gostam disto: