Correr riscos

Rir é correr risco de parecer tolo.

Chorar é correr o  risco de parecer sentimental.

Estender a mão é correr o risco de se envolver.

Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.

Defender seus sonhos e ideias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.

Amar é correr o risco de não ser correspondido.

Viver é correr o risco de morrer.

Confiar é correr o risco de se decepcionar.

Tentar é correr o risco de fracassar.

Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada.

Há pessoas que não correm nenhum risco, não fazem nada, não têm nada e não são nada. Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem. Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.

Somente a pessoa que corre riscos é livre!

By Seneca, orador romano.

Uma resposta para “Correr riscos”

  1. maddá jorge Says:

    Nos anos de Seneca….Além de um texto bastante inteligente é um aviso contra as acomodasções. Nos anos 90 de vida fui avisada que tinha cinco anos de vida e não mudei minha vida… continue trabalhando, enfrentado e acreditando na vida sempre!!! Após 20anos e acreditando em mim e nas forças da credencia aqui estou escrevendo inteira, num blog volutário que cada vez cresce mais, \este é o meu maior presente.
    \\\\\\\\agradeço,a Deus/Deusa esta oportunide.;
    Beijos a todos e sucesso\!

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: