A águia e as galinhas

Um camponês criou um filhote de águia junto com suas galinhas, tratando-a da mesma maneira que tratava as galinhas, de modo que ela pensasse que também era uma delas.

Dava a mesma comida jogada no chão, a mesma água num bebedouro rente ao solo,  fazendo-a ciscar para complementar a alimentação, como se fosse uma galinha.

E a águia passou a se portar como se fosse uma galinha…

Certo dia, passou por sua casa um naturalista, que vendo a águia ciscando no chão, foi falar com o camponês:

– “Isto não é uma galinha, é uma águia!”

O camponês retrucou:

– “Agora ela não é mais uma águia, agora ela é uma galinha!”

O naturalista disse:

– ‘Não, uma águia é sempre uma águia … e vou mostrar-lhe!

Levou-a para cima da casa do camponês, elevou-a nos braços e disse:

– “Voa … você é uma águia … assuma sua natureza!”

Mas a águia não voou! O camponês, então, disse:

– “Eu não lhe disse que ela agora é uma galinha!?”

O naturalista disse:

– “Amanhã, veremos…”

No dia seguinte, logo cedo, eles subiram até o alto de uma montanha. O naturalista levantou a águia e disse:

– “Águia, veja este horizonte, veja o sol lá em cima e os campos verdes lá embaixo, veja todas essas nuvens, elas podem ser suas! Desperte para sua natureza e voe como águia que és…”

A águia começou a ver tudo aquilo, foi ficando maravilhada com a beleza das coisas que nunca tinha visto, ficou um pouco confusa no início, sem entender porque tinha ficado tanto tempo alienada. Então, ela sentiu seu sangue de águia correr nas veias, perfilou devagar suas asas e partiu num vôo lindo, até que desapareceu no horizonte azul.

Se pararmos para analisar essa história, notaremos que se criam as pessoas como se fossem galinhas também. Porém, elas são águias. Todos podemos voar, se quisermos. Basta enxergarmos os horizontes largos, o céu e as nuvens a nos esperar.

Voe cada vez mais alto e não se contente com os grãos que lhe jogam para ciscar. Nós somos águias, não temos que agir como galinhas, como às vezes querem que sejamos.

Pessoas com mentalidade de galinha são mais fáceis de controlar, pois elas abaixam a cabeça para tudo, com medo, sem confiança.

Conduza sua vida de cabeça erguida, respeitando os outros, sim, mas com medo, jamais!

By Frei Leonardo Boff.

2 Respostas to “A águia e as galinhas”

  1. Claudia Says:

    A cada vez que leio este texto mais me apaixono por ele.
    É sempre bom nos lembrarmos desta dimensão águia que nos habita pois a rotina, o comodismo nos deixa alienados, quantas vezes, nos últimos tempos, paramos para olhar o céu e sentir vontade de voar?
    bjsssss

    Curtir

  2. Manú Says:

    Muito bonito e verdadeiro. Existe dentro de cada um de nós uma águia que dorme. O que é preciso para despertá-la?

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: