Arquivo para 20/05/2010

Vampirismo energético

Posted in Ciência with tags , , , , , , , , , , , , , on 20/05/2010 by Joe

Nestes tempos em que vampiros são os personagens principais em grande parte de livros e cinemas, é preciso estar atento a outros tipos que também nos sugam de forma séria e perigosa.

Existem pessoas que basta chegarem perto da gente para que nos sintamos mal. A sensação que temos é a de que elas nos roubam energia, nos deixam para baixo, desanimados, tristes.

E isso existe mesmo, esse roubo de energia! É o que costumo chamar de “vampirismo energético”! É quando uma pessoa consegue nos tirar do nosso equilíbrio normal e nos sentimos mal, irritados com essa pessoa, cansados da presença dela, enfim, a nossa frequência cai drasticamente!

Percebemos que nos roubaram energia quando sentimos um dos “sintomas” citados acima.

Esse vampirismo energético ocorre de forma inconsciente. Roubamos energia porque desaprendemos a nos energizar na Natureza … então buscamos energia nos outros seres humanos, em animais e até mesmo nas plantas e ambientes!

Para que bloqueemos isso, para não permitir que as pessoas nos roubem energia, em primeiro lugar é preciso que nos conscientizemos como isso acontece, e treinarmos nossa percepção para detectar quando alguém está tentando nos “vampirizar”!

Segundo o Dr. James Redfield, autor do best-seller “A Profecia Celestina”, existem quatro tipos básicos de “vampiros energéticos”:

1) Intimidador – é aquele indivíduo que causa medo nas outras pessoas, porque ele grita, berra, não deixa ninguém argumentar, enfim, todos têm medo dele. As pessoas se sentem mal (desenergizadas) bastando a presença dele num ambiente!!!

2) Interrogador – é a pessoa que até te ouve, te permite dizer o que você pensa, enfim, parece que há diálogo. Mas, na verdade, ela está apenas colhendo informações que irá usar contra você. A última palavra é sempre a dela, você está sempre errado!

3) Distante – é uma espécie de “cria” do Interrogador. Imagine uma criança que tem um pai Interrogador que vive dizendo que ela (a criança) está sempre errada, que ela faz tudo errado e acaba impondo suas opiniões e vontades. Então, essa criança acaba se “distanciando”, mantendo-se sempre calada, como se tivesse medo de se abrir, de emitir sua opinião. Ela fica “distante” de tudo e de todos, ficando, como se diz por aí, “na dela”! Para saber sua opinião você precisa meio que arrancar dela e, com isso, você se sente desenergizado, se sente mal (vampirizada)!

4) Vítima – este é o pior de todos os tipos de “vampiros”! É a “cria” do Intimidador, aquela pessoa que se aproxima de você apenas para dizer que tudo está mal, que tudo está ruim, que a vida é uma droga, que tudo de mal só acontece com ela, etc. Isso faz com que você se sinta mal e até passa pela sua cabeça aquela velha frase: “Poxa! Eu fico reclamando de barriga cheia! Tem tanta gente em pior situação que eu!”. Pronto! Você sentiu-se mal por isso …. portanto, foi vampirizado por essa pessoa! Além de roubar-lhe energia, ela ainda te deixa com um grande peso na consciência!

A melhor forma de bloquear a ação desses “vampiros” é, em primeiro lugar, nos conscientizarmos como isso acontece. Depois, identificar esses tipos de pessoas e dos papéis que as elas exercem! É como se fosse um teatro com quatro personagens e uma única trama: roubar energia uma das outras!

Sabendo de tudo isso, quando alguém chegar perto de você, fique atento e identifique qual desses papéis ela exerce com você. Mesmo que ela chore e diga que a vida dela está uma droga, que pensa até em se matar, NÃO entre nessa conversa! Ajude-a, se for possível, mas jamais sinta-se mal por ela. Como eu aprendi com um terapeuta com quem eu fazia supervisão, “Eu posso chorar COM VOCÊ ….. mas jamais chorar POR VOCÊ!”.

Entendeu?

Ahhh … e não esqueça que você também exerce um desses papéis em relação às demais pessoas! Portanto, trate de identificar qual papel você exerce também e pare de vampirizá-las!

Para finalizar,  um detalhe importante: nada disso que comentei neste texto tem a ver com esoterismo ou qualquer outra crença sem nexo. Isso é pura ciência e pode ser comprovado através dela. Você percebe claramente nos joguinhos de poder, controles e outras formas de relacionamentos entre pessoas, em qualquer nível.

Mais informações você obtém no livro “A Profecia Celestina”, de James Redfield, uma aventura muito louca que explica tudo isso e muito mais sobre nosso mundo energético.

By Joe.

%d blogueiros gostam disto: