Dicas: 8 erros na cozinha

Como é a sua cozinha? Limpinha? Um brinco?? Será mesmo?

Veja abaixo os 8 erros mais comuns que cometemos, no nosso dia a dia, no aposento que normalmente temos certeza que é o mais limpo de casa!

1° erro:

Lavar as carnes debaixo da torneira.
Primeiro: você perde nutrientes, a carne fica esbranquiçada.
Segundo: a contaminação que existe vai aumentar, porque aumenta a quantidade de água e as bactérias vão penetrar mais ainda.
A única carne que se lava é o peixe e só para tirar escamas e a barrigada.

2° erro:

Colocar detergente direto na esponja, o que leva ao exagero.
O detergente nunca deve ser colocado direto na esponja. Vai ser muito difícil enxaguar todo esse detergente.
O resto de detergente que fica junto com os alimentos pode, no futuro, dar um problema para a sua saúde.
Para limpar sem exagero você precisa apenas de oito gotas de detergente em um litro de água.

3° erro:

Usar tábua de carne de madeira.
Na tábua de madeira as bactérias ficam te aplaudindo! Tábua tem que ser de plástico.

4° erro:

Não guardar comida quente na geladeira.
Este é um dos mitos mais difundidos entre as donas de casa. Não há erro algum em guardar comida quente na geladeira.
O único problema é que vai aumentar um pouco o consumo de energia, mas não vai estragar a geladeira de modo algum.

5° erro:

Guardar comida quente na geladeira com o recipiente tampado.
O ar frio vai bater na tampa. Vai demorar muito para resfriar e as bactérias vão adorar! Então, coloque tudo destampado.
Depois de duas horas você pode fechar.

6° erro:

Furar a lata de leite condensado e utilizá-la várias vezes.
As pessoas pegam a lata de leite condensado e fazem dois buraquinhos, um de cada lado.
Sai leite condensado por um lado e pelo outro entra uma chuva de bactérias.
Abram a lata inteira e passem o leite condensado para um recipiente de plástico ou de vidro.
Sirva sempre com uma colher, depois tampe e guarde na geladeira.

7° erro:

Ignorar as formigas.
Quando se fala em doce, a gente não pode esquecer as formigas.
Você provavelmente não se importaria se encontrasse uma formiguinha em cima do seu bolo, não é?
E se fosse uma barata?
Aí você não comeria, certo?
E se a gente pegar uma barata, matar essa barata e deixar no meio da cozinha. No dia seguinte, cadê a barata?
Sumiu, né? E quem a levou?
As formigas, naturalmente …
As mesmas que estavam em cima do bolo, né?
Pois é … as formigas são consideradas até maiores agentes transmissores de bactérias do que a própria barata.
Doce com formiga só pode ter um destino: a lata de lixo.

8° erro:

Soprar velinhas do bolo de aniversário.
Este é um péssimo mau hábito. Testes comprovam que o bolo fica contaminado por bactérias da saliva.
Esta bactéria produz uma toxina que pode ocasionar aquelas intoxicações com 24 horas de vômito e mal-estar.
Evite, também,  deixar o bolo fora da geladeira.

By Roberto Figueiredo, biomédico que personifica o Dr. Bactéria.

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: