Desnecessidade

Verdades e mentirasAlgumas vezes, tolamente, fazemos perguntas desnecessárias que servem apenas para ferir um pouco mais o tecido já esgarçado das relações. Desnecessárias porque inúteis. Desnecessárias porque incapazes de dissolver nuvens, acender lumes, criar laços, desatar nós. Desnecessárias porque aumentam abismos e não inventam pontes. Desnecessárias porque, terra estéril, nenhuma beleza consegue florescer a partir delas. Desnecessárias porque conhecemos as respostas com uma clareza desconcertante.

Tanto, que preferimos não contá-las para nós mesmos por absoluta covardia. Então, perguntamos, desnecessariamente, quem sabe com a esperança de ouvir respostas diferentes das óbvias.

Desnecessárias são perguntas e respostas quando a realidade não precisa de palavras para dizer o que é. Muitas vezes o que, de verdade, nos falta é a coragem da aceitação. A coragem para admitir que tudo o que foi trocado cumpriu o seu destino da melhor maneira que conseguiu, no tempo que conseguiu, e foi. A coragem para abençoar e simplesmente seguir, coração sem névoa de pergunta, sem névoa de resposta, apenas grato pelo que deu pra ser. Dor maior que o desapego é viver de mentirinha o que já morreu.

By Ana Jácomo.

Uma resposta para “Desnecessidade”

  1. Claudia Says:

    “Não dá pra imaginar quando
    è cedo ou tarde demais
    pra dizer adeus
    pra dizer jamais”
    Titãs
    bjussssssssssssssss

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: