A importância do “não sei”

Eu não seiSe você ainda não sabe qual é a sua verdadeira vocação, imagine a seguinte cena:

Você está olhando pela janela, não há nada de especial no céu, somente algumas nuvens aqui e ali. Aí chega alguém que também não tem nada para fazer e pergunta:

– Será que vai chover hoje???

– Se você responder “com certeza”…  a sua área é Vendas: o pessoal de Vendas é o único que sempre tem certeza de tudo.

– Se a resposta for “sei lá, estou pensando em outra coisa”… então a sua área é Marketing: o pessoal de Marketing está sempre pensando no que os outros não estão pensando.

– Se você responder “sim, há uma boa probabilidade”… você é da área de Engenharia: o pessoal da Engenharia está sempre disposto a transformar o universo em números.

– Se a resposta for “depende”… você nasceu para Recursos Humanos: uma área em que qualquer fato sempre estará na dependência de outros fatos.

– Se você responder “ah, a meteorologia diz que não”… você é da área de Contabilidade: o pessoal da Contabilidade sempre confia mais nos dados no que nos próprios olhos.

– Se a resposta for “sei lá, mas por via das dúvidas eu trouxe um guarda-chuvas”: então seu lugar é na área Financeira: ela deve estar sempre bem preparada para qualquer virada de tempo.

– Agora, se você responder “não sei”… há uma boa chance que você tenha uma carreira de sucesso e acabe chegando à diretoria da empresa.

De cada 100 pessoas, só uma tem a coragem de responder “não sei” quando não sabe. Os outros 99 sempre acham que precisam ter uma resposta pronta, seja ela qual for, para qualquer situação.

“Não sei” é sempre uma resposta que economiza o tempo de todo mundo, e pré-dispõe os envolvidos a conseguir dados mais concretos antes de tomar uma decisão.

Parece simples, mas responder “não sei” é uma das coisas mais difíceis de se aprender na vida corporativa. Por quê?

Eu sinceramente “não sei”.

By Max Gehringer para a Revista Exame.

2 Respostas to “A importância do “não sei””

  1. Vamos dizer que ontem a gente não sabia, hoje não sabemos e o amanhã a Deus pertence… e continuamos não sabendo, mas somos danados de bons em uma coisa: CONTINUAMOS APRENDENDO tudo todos os dias, vemos as cores, os amores, os amigos, os trabalhos e a vida!
    Acho o Max (intimo não?), super cabeça e prático. Tudo ele desenrola com a maior facilidade na didática e como escreve, isso é ótimo para quem lê e pratica na vida real…
    Beijos e bom fim de semana.

    Curtir

  2. Márcia B. Says:

    Em tudo é importante ser autêntico e espontâneo. Evita perda de tempo, desgastes, enganos, falsas expectativas… Ser natural: sem maquiagem. Como teu blog! Beijos!

    Curtir

O que achou do post acima? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: